Tamanho do texto

Tatuador brasileiro desenvolve técnica exclusiva para camuflar as marcas brancas de estrias no corpo com tatuagem no mesmo tom da pele

Estrias brancas podem desaparecer? Essa é uma das principais dúvidas de mulheres que sofreram esse tipo de trauma na pele, independente do motivo pelas quais as marcas apareceram - alteração de peso, gravidez, crescimento, entre outros.

Leia mais: Delineado carimbado? Veja o pincel faz o olho gatinho em apenas 1 passo

Rodolpho mostra o antes e depois de uma cliente, usando a técnica de tatuagem sobre as estrias. Este é o resultado após 10 dias
Reprodução/Instagram
Rodolpho mostra o antes e depois de uma cliente, usando a técnica de tatuagem sobre as estrias. Este é o resultado após 10 dias

Para esconder as estrias , há quem aposte em tatuagem, que cobre as marcas brancas e as torna imperceptíveis após uma média de 10 dias. Quem faz o trabalho é Rodolpho Torres. 

Como funciona

O efeito camuflador é criado com uma tatuagem feita por cima das linhas esbranquiçadas , nos os tons exatos da pele da cliente. Esse é o grande segredo do tatuador para deixar as marcas imperceptíveis aos olhos, já que atingir a cor certa não é algo muito fácil, principalmente depois da cicatrização. 

Antes e depois da técnica de tatuagem sobre as estrias, após 18 dias.
Reprodução/Instagram
Antes e depois da técnica de tatuagem sobre as estrias, após 18 dias.

A técnica consegue camuflar as estrias, mas requer cuidados e cautela. Conversamos com Daniela Lemes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, que esclarece as principais dúvidas sobre esse novo procedimento.

Leia mais: Batom nude ou vermelhão: qual deles faz mais seu estilo?

Tem algum problema?

A medica explica que se a paciente quiser posteriormente fazer algum procedimento com laser para melhorar as estrias, não será possível porque haverá um pigmento (da tatuagem) interagindo com o laser.

"Também não será possível fazer depilação a laser na mesma região da tatuagem. Já vi casos de pigmentação corretiva realizada por outros profissionais que após alguns anos o pigmento se espalhou por dentro do tecido e ficou borrado, sendo necessário tratamento com laser para tentar remover", diz  médica.

Lado positivo

"A vantagem da tatuagem é que ela possui uma resposta muito rápida, não é necessário fazer muitas sessões", aponta a dermatologista.

Manutenção

Entretanto, é preciso, mais uma vez, pensar no futuro ao optar por um método como esse. "Com o passar dos anos, o pigmento modifica de cor, o que é absolutamente normal. Nesse caso específico, como é um pigmento bege, não possui tanta interação com o laser, o que dificultará sua remoção se a paciente quiser um dia", explica.

"É importante ressaltar também que nosso corpo continua envelhecendo. Daqui a alguns anos, o pigmento pode ter sua cor modificada e até se deslocar da região em que foi realizado", completa. 

Há outras técnicas?

"Quando as estrias são mais recentes, a resposta é melhor do que sobre as mais antigas. Para peles mais claras pode ser aplicado o laser de CO2, que possui melhor resposta para estrias. Pode-se associar com aplicação de ácido polilático para estimular a produção de novas fibras de colágeno", esclarece a médica.

Há também outras opções, como laser de erbium e laser não ablativo ou o Elektra para pacientes negras, sem riscos de complicação. "No mínimo são indicadas de três a quatro sessões, com intervalo de um a dois meses. Em comparação com a tatuagem, o tratamento com laser é mais demorado, mas há estímulo de colágeno, que é definitivo. Continuamos envelhecendo, mas o que há de melhoria das estrias com estímulo de colágeno não será perdido", conclui Daniela.


Leia mais: Poder da risca! Como dividir o cabelo pode tornar o penteado mais sofisticado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.