Elba Ramalho compartilhou um pouco de como foi a luta que enfrentou contra o câncer de mama. No dia que abre a campanha do outubro rosa , a cantora, que contraiu Covid-19 , escreveu um relato para a revista Vogue falando sobre a experiência e disse que optou pela castidade após se curar da doença. 

Elba Ramalho
Rpeordução/Instagram
Elba Ramalho optou pela castidade após se curar do câncer, mas está aberta para o amor

A cantora falou que a fé foi fundamental para que ela atravessasse esse período tão difícil e quando já estava curada decidiu que viveria sem sexo a partir de então. "Fiz a escolha de viver a castidade, espontaneamente, sem pressão externa. Não mudei de ideia até hoje, apenas mudei o discurso em vista ao que isso provoca nas pessoas", Elba explicou

A artista disse que mudou a forma como fala sobre o assunto porque acaba sendo muito julgada por sua decisão. Ela disse se sentir oprimida por não estar seguindo um padrão determinado pela sociedade e se questiona se realmente é possível uma pessoa viver suas escolhas livremente. 

Elba também afirma que não fez nenhum voto de castidade, afinal de contas ela não é uma religiosa que precisa fazer isso. Mesmo escolhendo viver sem sexo, a voz de "Chão de giz" revela que ainda está aberta para o amor e espera poder viver um novo romance no futuro. 

"Não estou fechada para o mundo, mas para alguns embates. Não sou a primeira mulher a viver sem sexo e a querer se preservar de certos tipos de relação. Não morri, não sofri, não tive pesadelos e não me sinto só. Me sinto livre. Não entendo porque acham que preciso de contato físico. O amor não pode estar além disso? A vida é feita de escolhas. Tenho as minhas e sou bem feliz com elas. E inclusive tenho liberdade de mudá-las", ela conclui.

    Veja Também

      Mostrar mais