O óleo de coco é um item queridinho na rotina de muitas mulheres. Ele é usado para hidratar o cabelo e a pele, na dieta e tem gente que  defende o uso do produto até como lubrificante para as regiões íntimas. 


óleo de coco
Pixabay/Reprodução
O óleo de coco contém propriedades bactericidas e anti-inflamatórias, por isso seu uso nas partes externas da vulva é seguro


Para saber se o óleo de coco é realmente seguro como lubrificante, o iG Delas conversou com a ginecologista e especialista em saúde sexual Erica Mantelli.

Para a especialista, o óleo é, sim, uma boa alternativa aos lubrificantes industrializados. “Por ser rico em ácido láurico e caprílico é ótimo para a região íntima, pois tem propriedade anti-fúngicas, bactericidas, anti-inflamatórias e pode sim ser utilizado seguramente antes das relações sexuais, melhorando a lubrificação e diminuindo as sensações de desconforto durante a penetração”, afirma.

Óleo de coco e preservativos

camisinha
Freepik/reprodução
Quando for usar óleo de coco como lubrificante, escolha preservativos sem látex


Mas aqui vale um alerta importante. O óleo de coco, assim como todos os lubrificantes à base de óleo, são incompatíveis com o látex. Por isso, na hora de comprar um lubrificante industrializado, Erica recomenda aqueles que são à base de água e que contenham o mínimo possível de corantes e outros aditivos químicos. Porém, camisinhas sem látex podem ser facilmente encontradas e quando usado junto com esse tipo, o óleo de coco não apresenta nenhum risco.

A ginecologista acredita que por ser um componente natural, o óleo de coco apresenta poucas contra indicações. “Porém, se uma mulher observar a vermelhidão, ardência, ou alguma alergia ao componente, deve suspender o uso. Mas a grande maioria das mulheres pode utilizar sem nenhum problema”, afirma a ginecologista.

    Veja Também

      Mostrar mais