Tamanho do texto

John Campbell, de 73 anos, e Annie Campbell, de 72 anos, acreditam que o sexo é muito mais do que só um prazer físico, é algo que une a alma deles

Muitas pessoas ainda acreditam que não é possível manter uma vida sexual ativa na velhice , mas o casal John Campbell, de 73 anos, e Annie Campbell, de 72 anos, querem provar que isso é um mito e, para mostrar que o sexo na terceira idade é comum, decidiram estrelar um filme pornô.

John Campbell e Annie Campbell quiseram mostrar que o sexo na terceira idade pode fazer parte da vida do casal
Reprodução/Erika Lust
John Campbell e Annie Campbell quiseram mostrar que o sexo na terceira idade pode fazer parte da vida do casal


O casal se conheceu em 2013 em um site de relacionamento. Os dois já tinham passado por longos relacionamentos - Annie era viúva de dois maridos e John já tinha se divorciado duas vezes, sendo que um dos seus relacionamentos durou 27 anos. Quando se encontraram, eles perceberam que ainda queriam viver uma história de amor e que o sexo na terceira idade era possível e necessário.

Segundo informações do portal britânico Metro , os idosos deixaram claro no perfil do site de relacionamento o que estavam procuravam e John escreveu, por exemplo, que buscava uma mulher que o apoiasse emocionalmente e entendesse sua “explosão sexual”. Annie achou isso interessante e o casal começou a se envolver. Hoje, eles são inseparáveis e vivem grudados 24 horas por dia.  

Juntos eles descobriram uma nova forma de se relacionar, algo que chamam de “ soul sex ”. Isso significa que durante o sexo não há metas ou expectativas, cada parceiro se concentra apenas em suas próprias experiências de forma calma. O casal diz que isso pode soar estranho no começo, mas o resultado é delicioso.

Leia também: Sexo é mais comum e importante do que você imagina na terceira idade

John e Annie explicam que o "soul sex" é uma maneira mais lenta de fazer sexo, centrando-se na paz, na conexão verbal e na intimidade em vez de atingir o orgasmo o mais rápido possível. Esse conceito foi o que chamou a atenção da diretora Erika Lust – responsável pelo filme erótico estrelado pelo casal de idosos.

Desmistificando o sexo na terceira idade

John e Annie mostrarem no filme pornô que o sexo na terceira idade pode ser diferente e mais carinhoso
Reprodução/Erika Lust
John e Annie mostrarem no filme pornô que o sexo na terceira idade pode ser diferente e mais carinhoso


Quando eles aceitaram o convite para o filme, sabiam que muita gente ia achar surpreendente ver um casal mais velho profundamente apaixonado fazendo sexo diante das câmeras, mas eles acreditam que as crenças envolvendo a idade e o sexo devem ser vistas de outra forma.

“Descobrimos que em muitas relações sexuais há muito medo presente, como havia em nós mesmos antes de aprendermos uma maneira diferente de fazer sexo, e, onde o medo está presente, o amor não é real, são coisas opostas", defende o casal.

Eles continuam: "Acreditamos que esse tipo de sexo que fazemos é um ato espiritual, uma tentativa simbólica de se unir à parte Divina e não só uma questão física”.

Apesar de falarem abertamente e honestamente sobre sua vida sexual , o casal chegou nervoso aos estúdios de Erika para filmar. Annie conta sobre a experiência:

“John estava tão nervoso que seu pênis decidiu entrar em greve, como se dissesse: ‘Eu não quero estar neste filme’, ​​então ele [o pênis] decidiu encolher e quase desaparecer”.

Isso não foi um problema, na verdade, todos acharam até bom porque os idosos puderam mostrar que uma experiência sexual pode acontecer mesmo sem um pênis ereto. A diretora do filme comenta que presenciou uma cena de sexo longe do que é típico e convencional.

“Eles começaram com algumas belas palavras antes de iniciar seu lento e terno ‘sexo de alma’. Eles passaram muito mais tempo tocando, acariciando, segurando e olhando um para o outro do que os artistas [pornô] normalmente fariam", descreve Erika.

"Eles também foram muito vocais e mostraram fortes habilidades de comunicação para contar um ao outro o que estavam gostando”, continua.

O casal acredita que o sexo na terceira idade vai além de um prazer físico, é uma forma de ligar a alma
Reprodução/Erika Lust
O casal acredita que o sexo na terceira idade vai além de um prazer físico, é uma forma de ligar a alma


Ela acrescenta: “Acima de tudo, eles pareciam estar se divertindo, riam muito e sorriam constantemente um para o outro. Foi um dia muito bonito, gratificante e emocional para todos os envolvidos”.

Leia também: Terceira idade é a melhor para fazer sexo, indica estudo

Para os casais que querem seguir os passos de Annie e John, a dica que eles dão é falar e se comunicar, pois veem isso como algo fundamental.

O casal também indica passar mais tempo nu para “se acostumar com a maravilhosa experiência de sentir os corpos um do outro e a deliciosa sensação de receber um toque suave”.

Eles ainda recomendam massagens e deixam um conselho para o sexo na terceira idade : “Divirtam-se praticando”.

    Leia tudo sobre: amor
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas