Tamanho do texto

Leia o relato de uma mulher que enfrentou uma traição grávida de oito meses e veja dicas de psicóloga para conseguir lidar com a situação da melhor forma

No sábado (16), Débora Nascimento e José Loreto se separaram . Segundo o colunista Leo Dias, o motivo seria uma traição por parte de Loreto. As especulações sobre as causas do término e o pivô da separação continuam e, diante de tudo o que vem acontecendo, uma das principais questões que fica é: como superar uma traição, ainda mais logo após o nascimento de um filho? Afinal, Débora e Loreto são pais de Bella, de 10 meses.

Como superar uma traição após o nascimento dos filhos é uma das questões que ficam com o caso de Débora Nascimento
Reprodução/Instagram
Como superar uma traição após o nascimento dos filhos é uma das questões que ficam com o caso de Débora Nascimento

Saber como superar uma traição não é simples, uma vez que cada casal tem uma dinâmica própria e suas particularidades. No entanto, é possível citar algumas dicas para tornar tudo um pouco menos doloso. Entender as causas de levaram a crise do casal é um dos primeiros passos.

Pensando em casais que têm filhos pequenos, principalmente recém-nascidos, a situação torna-se ainda mais complexa. A psicóloga clínica Tânia Cristina Campanharo explica que, após o nascimento de um filho, acontecem diversas mudanças na vida do casal, principalmente na vida da mulher. “Ela gestou, está amamentando... são mudanças físicas e psíquicas”, fala. Diante disso, alguns casais se afastam e se separam.

Débora Nascimento não foi a única mulher a enfrentar um caso como esse. Nós do Delas conversamos uma com uma mulher “real”, que prefere o anonimato, e que foi vítima de uma traição em um momento em que estava grávida de oito meses e que sua filha mais velha tinha dois anos de idade. “Logo após eu dar a notícia que estava grávida já comecei a sentir ele um pouco diferente comigo”, começa relatando.

Ela conta que na época tinha 24 anos e o marido, 26. De acordo com a mulher, era uma fase da vida em que apenas os dois eram casados no grupo de amigos que conviviam. Com a casa sempre movimentada e com festas acontecendo, um dia ela percebeu que o marido trocava olhares com outra mulher. “Ele dizia que eu estava louca e que isso não acontecia”, fala. Além disso, o marido passou a chegar tarde em casa, sempre sem avisos ou explicações.

Porém, ela fala que determinado dia teve acesso a agenda dele e encontrou um número de telefone desconhecido. Ligou e descobriu o que desconfiava: estava sendo traída. “Ele disse que estava apaixonado, mas que não queria isso. Falou que queria ficar comigo, já que eu era a mãe dos filhos dele”, fala. Como era muito apaixonada pelo marido, acabou aceitando a situação com a condição de que ele mudasse.

No entanto, nada mudou. Depois de alguns meses, ela foi firme e decidiu terminar tudo. Porém, o marido pediu que ela esperasse até a filha nascer. Naquele momento, ela estava grávida de oito meses. “Eu cheguei até a perder peso no último mês”, lembra. Apesar da complexidade da situação, ela aceitou esperar até o nascimento da filha.

“Quando a neném nasceu, ele continuou com o mesmo comportamento. Sempre muito ausente e na rua. Foi quando eu realmente falei que não dava mais”, lembra. Apesar do alívio que sentiu ao se separar dele, um novo desafio apareceu: como superar o término? E, principalmente, como superar o fato de ter sido traída?

Leia também: É possível superar uma traição? Aprenda a lidar com a situação

Como superar uma traição e retomar a rotina?

Reconectar-se com si mesma e com o que lhe dá prazer é o primeiro passo para saber como superar uma traição
shutterstock
Reconectar-se com si mesma e com o que lhe dá prazer é o primeiro passo para saber como superar uma traição

A psicóloga Tânia Cristina explica que, em meio a tudo isso, a autoestima da mulher fica abalada. Neste momento, é fundamental voltar-se para si e se reconectar com o que realmente dá prazer. “Volte toda essa energia que seria dirigida ao cônjuge para si mesma. Assim, o bebê também fica bem, já que até os dois anos de idade ele está totalmente imerso no inconsciente mãe”, aconselha.

Depois, deve-se olhar para a relação e entender quem era aquele parceiro. Reconhecer que a pessoa com quem se relacionava não é quem se idealizada pode amenizar a decepção. Além disso, é fundamental criar possibilidades de expressar a dor, que pode ser por meio de atividades expressivas, psicoterapia, esportes ou um novo curso. “Cuide de si, permita-se o prazer e, principalmente, não se culpe ou se sinta inferior”, fala.

Outro ponto delicado quando falamos de uma traição após o nascimento de um filho seguida de separação é sobre como criar uma nova rotina sem a presença do marido. “Crie novos horários, faça atividades diferentes, rearranje a casa, principalmente o quarto, e procure sempre se conectar com esse novo olhar, entendendo que a rotina anterior era ilusória”, aconselha a psicóloga.

Por fim, é fundamental entender que tudo é passageiro. “Para não deixar rastros negativos na área relacional, devemos respeitar cada momento, entendendo os por quês e, principalmente, os para quês das situações. Assim, sairemos sempre mais fortes e inteiros, rumo à nossa essência”, diz.

Leia também: Exposição do relacionamento: pense duas vezes antes de escrever aquele ‘textão’

Exposição nas redes sociais

A exposição nas redes sociais pode ser um fator que atrapalha o processo de como superar uma traição
shutterstock
A exposição nas redes sociais pode ser um fator que atrapalha o processo de como superar uma traição

Na teoria, seguir os passos recomendados pela psicóloga de como superar uma traição parece até algo simples. Porém, sabemos que podem aparecer alguns desafios no caminho. No caso de Débora Nascimento, por exemplo, há o fator fama envolvido, o que pode tornar aimda mais difícil superar o fim do casamento. Afinal, existe a exposição nas redes sociais, que vem acompanhada de comentários que podem ser tantos negativos quanto positivos. 

As amigas da atriz, por exemplo, fizeram uma série de comentários positivos em suas publicações como forma de apoio e conforto. No entanto, nem sempre é assim. O segredo está em tentar abstrair os comentários negativos e, principalmente, aqueles que especulam os detalhes da situação. Reservar-se é a melhor alternativa.

“Em certos casos, dependendo das condições emocionais, é aconselhável certo distanciamento das redes sociais por um período para que seja elaborado o luto após a separação, respeitando cada etapa desse processo, tanto para a mulher, quanto para os filhos”, aconselha Tania Cristina.

Importância da rede de apoio

Como superar uma traição? Contar com uma rede de apoio formada por amigos e familiares é fundamental
shutterstock
Como superar uma traição? Contar com uma rede de apoio formada por amigos e familiares é fundamental

Como a situação é difícil e as redes sociais podem ser tóxicas, é fundamental que a mulher tenha uma rede de apoio para dar suporte durante essa fase. No caso da mulher que foi traída durante a gravidez, sua família mostrou-se como essencial. “Se não fosse a minha família, acho que teria enlouquecido”, fala. Além disso, a religião foi outro ponto de apoio importante para ela. 

De acordo com a psicóloga, a rede de apoio favorece o início de um novo ciclo e facilita para a mulher saber como superar uma traição . Com amigos e familiares próximos, os encontros e o lazer vão se tornando mais leve, deixando de lado os momentos solitários e dolorosos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas