Tamanho do texto

Conversar sobre sexo com quem você se relaciona é fundamental para manter o relacionamento saudável e a vida sexual confortável para ambos

Entre os diferentes pilares que sustentam um relacionamento saudável, o diálogo é um dos principais. Conversar, trocar e compartilhar são pontos chave para manter uma boa relação sem atritos com o outro. E essa conversa deve incluir todos os temas que rondam a vida a dois, incluindo falar de sexo e preferências sexuais.

Leia também: Especialista dá 4 dicas para casais com problemas de diálogo

Falar de sexo com o parceiro é fundamental para manter o relacionamento saudável e a vida sexual confortável para ambos
shutterstock
Falar de sexo com o parceiro é fundamental para manter o relacionamento saudável e a vida sexual confortável para ambos

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) o sexo é um dos quatro pilares para ter uma vida saudável. “Este deveria ser o motivo número um para conversarmos com a pessoa com quem nos relacionamos íntima e afetivamente”, fala Margareth Signorelli, coach de relacionamento e sexualidade sobre a importância de falar de sexo .

No entanto, apesar de ser importante, uma das principais dificuldades que os casais apresentam é conseguir falar sobre sexo. “O sexo é uma parte importante do relacionamento e uma das áreas mais difíceis quando temos que falar sobre preferências e necessidades”, comenta a coach.

A profissional explica que essa dificuldade de falar sobre sexo e sexualidade não é algo que se restringe aos casais. Na realidade, o assunto ainda é cercado de tabu, o que impede que seja debatido de forma saudável, seja entre amigos ou casais.

“Fomos educados a não falar sobre o assunto. Se ouvimos ou falamos sobre, é mais fácil que seja algo pornográfico ou cômico do que uma conversa cotidiana normal”, fala.

Mas, de onde vem essa dificuldade e tabu ao redor do tema? Fazer sexo faz parte do dia a dia dos casais, no entanto, quando é hora de conversar sobre o assunto, todas as crenças familiares, religiosas e culturais vêm à tona, impedindo de conversar livremente sobre o assunto. Nesse sentido, é preciso se despir de ideias pré-moldadas e se mostrar aberta para falar de sexo.

Outro ponto importante é que é fundamental falar sobre as diferenças do casal, no sentido de que as pessoas entendem o sexo de formas distintas. “Algumas tem mais necessidade, outras menos. Para alguns, sexo é mais importante do que para outras, mas todas essas diferenças acabam afetando outras áreas do relacionamento se não nos comunicarmos de forma saudável”, explica a profissional. 

Claro, fazer isso não é algo fácil. Afinal, foram anos evitando o assunto ou até pensando que não seria importante debatê-lo. No entanto, algumas dicas podem te ajudar a abrir o diálogo e colocar o assunto como parte da rotina do casal.

Leia também: Segredo para vida sexual satisfatória é dedicação e planejamento, diz estudo

Como falar de sexo?

Para falar de sexo com o parceiro você precisa escolher a hora certa, mostrar suas intenções e cultivar a intimidade
shutterstock
Para falar de sexo com o parceiro você precisa escolher a hora certa, mostrar suas intenções e cultivar a intimidade

Pensando em todas essas questões levantadas, Margareth listou 9 dicas para te ajudar nessa jornada de falar sobre sexo com a pessoa com quem você se relaciona. Confira: 

1. Abra o diálogo

“Como o parceiro vai saber suas preferências e onde você mais gosta de ser tocada se vocês não falarem sobre o assunto?”, questiona a coach de relacionamento e sexualidade. Então, o primeiro passo é a abrir o diálogo com o parceiro. Margareth orienta para não assumir que o outro sabe que existe um problema ou uma carência sua em relação a isso. Muitas vezes, mesmo com dicas, o outro não entende o recado. Portanto, fale com clareza sobre o que você quer. 

2. Escolha a hora certa

Não fale sobre o assunto durante ou imediatamente após o sexo. Busque uma hora em que você esteja mais calma. “O assunto deve ser falado em uma hora especial, carinhosamente e com muita liberdade de poder dizer o que quer. Isso com certeza aproximará o casal em outras áreas do relacionamento”, fala.

3. Mostre suas intenções

A ideia da conversa é mostrar o que você gosta durante o sexo. Por isso, seja clara nas suas intenções. Mostre para o outro que o seu objetivo não é fazer com que ele se sinta culpado caso não esteja correspondendo suas expectativas na cama, mas, sim, aumentar a intimidade entre os dois. 

4. Tenha clareza

“Deixe claro o que você precisa, fale se você quer mais qualidade ou quantidade. Não se intimide e fale sobre como gosta de ser tocada”, orienta Margareth.

5. Explore possibilidades

Essa conversa também é a oportunidade de se abrir para nossas possibilidades durante o sexo. Não tenha medo de experimentar novas técnicas, posições, frequências e lugares. 

6. Pergunte

“Pergunte ao seu parceiro se ele está alcançando seus desejos e necessidades e se você pode fazer ou mudar alguma coisa para agradá-lo”, recomenda a coach. Não tenha receio de perguntar o que ele gosta e, principalmente, se mostre interessada em saber se há algo novo que ele gostaria de testar no sexo.

7. Cultive a intimidade

“Na hora de fazer sexo não se preocupe em repetir a sequência. Sexo é brincadeira, prazer, humor. Imagine que o corpo do outro é seu parque de diversões e que seu corpo é o dele”, fala. Dessa forma, cultive essa intimidade.

8. Guie o outro

Na hora de falar de sexo, não se intimide em mostrar para o outro qual a melhor forma de te dar prazer. Seja cuidadosa ao fazer isso. Se não conseguir na conversa, tente na hora do sexo com um olhar ou um movimento delicado.

9. Reconheça os avanços

Também é importante reconhecer os progressos do casal após as primeiras conversas sobre sexo. “Será nessa atmosfera de amor e conexão que a sua intimidade crescerá, fazendo com que boa parte do seu relacionamento se equilibre, o que contribui para que outras áreas também possam fluir melhor”, comenta.

Leia também: Aprenda a discordar e negociar com seu parceiro sem ofender e brigar

Mas, o que fazer se o parceiro não se mostrar aberto ao diálogo? Se isso acontecer, é hora de olhar para a questão com mais cuidado ainda para tentar entender o que o impede de falar sobre o assunto. “Com muita delicadeza tentar entender o que impede está pessoa de falar sobre o assunto. Crenças? Vergonha? Medo? Traumas? Machismo? É preciso investigar, pois as causas podem ser mais sérias do que possam parecer”, comenta a coach.

Aos poucos, mostre que falar de sexo é algo natural e que ter uma boa comunicação nessa área da vida é uma forma de melhorar todas as outras também. Margareth reforça a importância de quebrar paradigmas e mostrar que se abrir nesse sentido é saudável para ambos e que só tem a contribuir para um sexo mais prazeroso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.