Tamanho do texto

Quando Claire Dalton decidiu usar celular do ex-noivo para pesquisar sobre uma loja, encontrou buscas por material adulto e, acreditando que o rapaz tem um vício, cancelou o casamento poucos dias antes da cerimônia

Após anos de relacionamento, é seguro dizer que as duas pessoas se conhecem como ninguém, certo? Errado. É o que mostra o relato da jovem Claire Dalton, que, apenas alguns dias antes da data marcada para subir ao altar com o então noivo, cancelou o casamento após descobrir que o rapaz escondia o que ela acredita ser vício em pornografia.

Leia também: Assistir a pornografia faz mal para a vida sexual? Psicóloga esclarece

Após descobrir que o então noivo tinha o que ela acredita ser vício em pornografia, Claire cancelou o casamento na véspera
Reprodução/Facebook/Claire Dalton
Após descobrir que o então noivo tinha o que ela acredita ser vício em pornografia, Claire cancelou o casamento na véspera

Conforme explica Claire em um relato feito por ela ao site “Love What Matters”, ela descobriu que ele lidava com o ' vício em pornografia ' uma semana antes do casamento enquanto mexia no celular dele. Segundo a jovem, ela estava sentindo um clima estranho entre os dois e, para espantar a sensação, decidiu fazer compras para o casamento.  Na hora de verificar o horário de funcionamento da loja no celular do ex-amado, ela encontrou algo que preferia não ter visto.

“Três palavras no buscador dele mudaram completamente minha visão. Três palavras que levaram à conclusão de que ele estivera vendo pornografia possivelmente apenas horas atrás”, afirma a jovem. Pela mudança na expressão de Claire, o ex-noivo da jovem logo percebeu que havia algo de errado acontecendo e perguntou o que era.

Após perguntar o porquê daquelas palavras estarem ali e fechar a aba em questão, Claire achou ainda mais abas com conteúdo pornográfico no celular do rapaz. “Encontrei múltiplas janelas com ideias doentias e destorcidas de como uma mulher supostamente deveria ser. Me senti enjoada”, afirma, ressaltando que a primeira reação do então noivo foi dizer que a culpa de o conteúdo pornô estar ali era do próprio irmão

Leia também: Até que ponto um fetiche é apenas uma fantasia sexual? Especialista explica

“Ele me assegurou de que o irmão dele tinha um problema e que a única explicação era a de que ele havia usado o telefone. A coisa mais fria que já testemunhei na vida foi a mentira nos olhos do homem que eu amava. Conversamos por horas, pareceram dias e, de alguma forma, ele conseguiu me convencer parcialmente de que não era culpa dele”, conta, afirmando que, no mesmo dia, ele admitiu que quem tinha o problema na realidade era ele.

Após prontamente cancelar o casamento e passar por um período que caracteriza como obscuro, Claire afirma que buscou forças na religião para superar o trauma. Nas redes sociais, porém, a maior parte das pessoas discorda tanto da decisão quanto dos ideais da moça. Conforme o texto foi postado no Facebook, diversos internautas apontaram que não há como caracterizar o hábito do rapaz como um vício, e consideram o consumo de material adulto normal.

Afinal, vício em pornografia é real?

O vício em pornografia é caracterizado pela incapacidade de obter prazer sexual sem esse estímulo
Shutterstock
O vício em pornografia é caracterizado pela incapacidade de obter prazer sexual sem esse estímulo

Assim como pode acontecer com fetiches e outras práticas sexuais, o vício em pornografia é caracterizado pela incapacidade de obter prazer de outras formas que não utilizando esse material como veículo. Ser dependente de pornografia , segundo estudos e relatos, pode afetar a saúde mental, física e os relacionamentos dos que sofrem com isso.

Após as críticas, Claire escreveu outro texto para explicar os próprios valores, dizendo que não era o trabalho dela “consertar” o ex-noivo e que quem tem vício em pornografia precisa se apoiar na religião para superá-lo. O mais indicado por especialistas, porém, é buscar auxílio psicológico para entender o que se passa e tratar o problema.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.