Tamanho do texto

Vivendo em uma relação poliamorosa há dois anos, Lindsay, Brittney e Terry aprenderam a ter "equilíbrio" para pensar em casamento e ter filhos juntos

Lindsay Schoepf, de 27 anos de idade, forma um “trisal” — jeito informal de chamar uma relação a três — junto com Brittney Stroup, de 26 anos, e Terry Stroup, de 28 anos. O  trio poligâmico vive em Glendora, no estado norte-americano da California, e pretende oficializar a união em uma cerimônia de casamento. 

Lindsay Schoepf, Brittney Stroup e Terry Stroup formam um 'trisal', ou seja, um trio adepto à relacionamentos poligâmicos
Reprodução/Facebook/Lindsay Schoepf
Lindsay Schoepf, Brittney Stroup e Terry Stroup formam um 'trisal', ou seja, um trio adepto à relacionamentos poligâmicos


A história do " trisal " começou quando os três ainda estavam na escola, há 12 anos. Na época, Brittney e Lindsay eram melhores amigas, e Lindsay namorou Terry por um breve período. Depois do término, Brittney e Terry começaram a sair juntos e engataram em um relacionamento após saírem do ensino médio, que levou ao casamento.

Lindsay também encontrou outro parceiro e acabou se mudando com ele para o Arizona, também nos Estados Unidos. Mas foi cerca de dois anos depois, quando ela retornou à California e passou a morar junto com o casal, como colega de quarto, que a relação entre os três se tornou mais do que uma amizade.

"Começamos a passar muito tempo juntos e os sentimentos começaram a evoluir", diz Lindsay ao portal "Daily Mail". Entretanto, nenhum deles sabia sobre a existência de relacionamentos poliamorosos até antes de começarem a namorar. "Na realidade, a pergunta surgiu entre Terry e Brittney, 'Podemos namorar ela? Isso existe?'"

Depois que o casal explicou para Lindsey como a poligamia funciona, os três entraram em um acordo sobre o relacionamento à três  . "Concordamos que um 'trisal' é o que funciona para nós, porque não queremos chamar outras pessoas para fazer parte da nossa relação, começou como um amor entre nós três e é assim que sempre será", afirma. 

A relação poliamorosa do 'trisal'

O 'trisal' está planejando oficializar a união em uma cerimônia de compromisso e pretende formar uma família juntos
Reprodução/Facebook/Lindsay Schoepf
O 'trisal' está planejando oficializar a união em uma cerimônia de compromisso e pretende formar uma família juntos


O trio está em um relacionamento poliamoroso há dois anos e pretende dar o próximo passo na relação. "Estamos planejando fazer um casamento ou uma cerimônia de compromisso nos próximos anos. Estamos falando sobre  ter filhos . Vemos muitos 'trisais' que conseguiram formar uma família e é algo lindo", diz Lindsay. 

Segundo a jovem, eles aprenderam a lidar com tudo que envolve uma relação à três, incluindo o ciúme entre os parceiros. "O ciúme foi um problema no início e discutimos sore isso. Quando acontece, sentamos para conversar e tentar entender a melhor maneira para resolvermos isso. Não é mais um problema. Sabemos nosso lugar um com o outro." 

"Cada um de nós acrescenta algo na relação. Então, isso resulta em um equilíbrio que pode ser até mais difícil de alcançar em um relacionamento entre duas pessoas. Quando um de nós quer passar um tempo só, o outro não fica sozinho", conta. "Nós temos nosso tempo juntos e relacionamentos separados com cada um. Encontramos esse equilíbrio e o resto foi natural." 

Lindsay afirma que o " trisal " é bem aceito pela maior parte de suas famílias e amigos. "Recebemos olhares nas ruas, mas, geralmente, as pessoas aceitam bem se você der uma chance a elas. Um relacionamento poliamoroso significa que você não precisa amar apenas uma pessoa do jeito que todo mundo sempre te disse para fazer. As pessoas sempre vão tentar enfiar a opinião delas pela sua garganta, mas não é preciso ligar para isso", finaliza. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.