Tamanho do texto

Norte-americanos Buddy, Rose e Lauren tentam, agora, que ambas as mães se tornem legalmente responsáveis pelos meninos que criam todos juntos

As famílias hoje em dia não são como as de antigamente, e não é difícil notar isso. Atualmente, ter duas mães ou dois pais, seja porque os pais se divorciaram e criaram novas famílias ou porque são uma família homoafetiva , é a realidade de muitas crianças. Mas não para por aí.

Leia também: Trisal conta como relacionamento a três melhora o sexo e a criação dos filhos

Família foi formada após o casal Buddy e Rose buscarem uma terceira mulher para apimentar a relação sexual
Barcroft TV/Reprodução
Família foi formada após o casal Buddy e Rose buscarem uma terceira mulher para apimentar a relação sexual

Uma família da Califórnia, nos Estados Unidos, por exemplo, chama atenção pelo alto número de integrantes, mas não apenas por contarem com muitos filhos . Trata-se de um relacionamento poligâmico em que há duas mulheres e um homem – duas mães, um pai e cinco filhos.

Buddy, de 33 anos, Rose, também com 33, e Lauren, de 34, dividem a mesma cama e tem um relacionamento fechado. Isso quer dizer que não podem se relacionar com outras pessoas além deles mesmos. Em entrevista ao site da “Barcroft TV”, eles contam como criam todas as crianças juntos.

São quatro meninos que já nasceram e mais um que está a caminho. “Somos como uma família normal, mas com a diferença de que há uma mãe extra e muitas crianças”, afirma Buddy.

Como tudo aconteceu

Buddy e Rose se conheceram na escola, começaram a namorar até que, eventualmente, se casaram. Os dois tiveram dois filhos juntos, Owen, de sete anos, e James, de cinco.

Apesar de, na época, estarem em um relacionamento monogâmico, decidiram procurar por uma terceira pessoa para tirar o sexo que mantinham da rotina. Foi quando Rose, que é bissexual, entrou em contato com Lauren, uma antiga namorada.

Leia também: Atriz pornô desabafa e faz alerta sobre mensagens que recebe de crianças na web

“Eu a procurei no Facebook apenas para ver como ela estava, e acabamos nos encontrando e saindo como amigos. Ela conheceu Buddy e os meninos, e, então, apenas aconteceu. Acabamos em um relacionamento”, explica Rose.

Apesar do casamento poligâmico ainda não ser algo legal, o trio espera realizar uma cerimônia para declarar o amor um pelo outro na frente dos amigos e família. Rose e Buddy até mesmo pediram Lauren em casamento há dois anos, mas tiveram de adiar a festa que planejavam porque as duas mulheres ficaram grávidas.

Filhos

Buddy e Rose já tinham dois filhos, mas com a chegada de Lauren outras duas crianças também vieram. Em 2015, as duas mulheres ficaram grávidas. Enquanto Damien, filho biológico de Lauren, nasceu em fevereiro de 2016, Ryan, filho de Rose, nasceu em junho do mesmo ano. Agora, Lauren está grávida de novo, e mais um menino deve chegar em abril deste ano.

O trisal trabalha agora para que os três possam responder legalmente pelas crianças. Como Buddy é o pai biológico de todas as crianças, seu nome já aparece nos documentos dos meninos, mas a família também quer que tanto Rose quanto Lauren se tornem legalmente responsáveis pelos filhos.

Leia também: Para ensinar o valor do dinheiro, mãe cobra "aluguel" da filha de apenas 5 anos

Rose explica que não é um procedimento rápido e fácil, já que deve durar, em média, um ano para cada um dos filhos, mas é algo que eles querem muito. Para que Rose possa ser responsável por Damien, que é filho biológico de Lauren, ela vai tentar entrar como mãe adotiva do menino. O esquema da família, com duas mães e um pai, entretanto, ainda é algo novo na Califórnia, e não é certo que eles vão conseguir.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.