Tamanho do texto

Algumas exigem força, outras equilíbrio e outras ainda pedem flexibilidade; aproveite este fim de semana de chuva para apimentar as coisas na cama

Fim de semana de chuva é perfeito para passar o dia todo em casa. Que tal aproveitar esse momento para curtir muito com seu parceiro na cama e testar algumas posições diferentes? Desde que com consentimento, vontade e proteção entre todos os envolvidos, pode ser uma ótima opção para  apimentar as coisas e passar o fim de semana de um jeito diferente.

Para apimentar as coisas no fim de semana, o Delas sugere 11 posições diferentes para você testar com o seu parceiro
shutterstock
Para apimentar as coisas no fim de semana, o Delas sugere 11 posições diferentes para você testar com o seu parceiro


Antes de começar, saiba que as posições diferentes que sugerimos não são exatamente fáceis de serem realizadas, por isso vale dar aquela alongada antes de realizá-las. Mas não tenha medo do desafio! O Delas ensina a você o passo a passo para realizar cada uma.

A ideia é que, além de prazeroso, você e o seu parceiro se divirtam muito tentando recriar cada uma das 11 posições diferentes que sugerimos abaixo. Lembrando que a camisinha é essencial para evitar uma gravidez indesejada e prevenir DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis), você e seu companheiro podem sempre fazer adaptações às posições diferentes que sugerimos, caso encontrem muita dificuldade.

Sonho erótico

Posições diferentes: em Sonho erótico, o homem penetra a parceira de lado
Renato Munhoz (Arte iG)
Posições diferentes: em Sonho erótico, o homem penetra a parceira de lado


A primeira das posições diferentes não é tão difícil assim. Sendo uma variação das poses “de ladinho”, nela, a mulher se deita na lateral do corpo, dobrando os joelhos num ângulo de 90 graus, na borda da cama. O homem vem de pé para penetrá-la - aqui é importante que ele mantenha o corpo levemente inclinado em direção da parceira para conseguir realizar o movimento.

O interessante desta pose é que ela provocará uma sensação diferente, especialmente na mulher, por conta do ângulo da penetração. Aqui, também é possível controlar com maior facilidadade a intensidade e a profundidade do movimento, ideal tanto para mulheres que preferem penetração profunda, quanto para aquelas que querem algo mais leve.

Flexão invertida

Posições diferentes: o homem precisará de força nos braços para realizar a penetração em Flexão Invertida
Renato Munhoz (Arte iG)
Posições diferentes: o homem precisará de força nos braços para realizar a penetração em Flexão Invertida


Esta pose exige força do homem. Nela, a mulher se deita de barriga para cima e levanta as pernas, flexionando os joelhos. O homem faz uma flexão por cima da parceira, mas virado para o outro lado - a cabeça dela fica de um lado e a dele do outro - para conseguir penetrá-la realizandoa flexão por entre suas pernas, que estarão erguidas. Aqui, a intensidade do movimento será controlada pela capacidade do homem de realizar o movimento. A mulher também pode ajudar abrindo as nádegas para uma penetração mais profunda.

Mergulhadora

Posições diferentes: Mergulhadora é uma pose para ser realizada com o homem sentado
Renato Munhoz (Arte iG)
Posições diferentes: Mergulhadora é uma pose para ser realizada com o homem sentado


Esta posição foi feita para ser realizada sentada: o homem se senta numa cadeira ou na beirada da cama e sua parceira se deita sobre o colo dele, com o quadril alinhado ao dele para possibilitar a penetração, e jogando as pernas - esticadas - para trás do corpo dele. Para ter estabilidade e conseguir realizar o movimento, o homem segura os braços da parceira.

Não necessariamente a penetração será profunda neste caso, porém o movimento definitivamente será intenso, já que o corpo da mulher também irá “balançar” durante o ato, ainda que não propositalmente.

Para garantir que ele está correto, a mulher precisa fazer força com as coxas, para que as pernas fiquem esticadas, e com o abdômen para ficar com o tronco elevado.

Invasora

Posições diferentes: a Invasora é uma variação da pose Mergulhadora e exige força e equilíbrio da mulher
Renato Munhoz (Arte iG)
Posições diferentes: a Invasora é uma variação da pose Mergulhadora e exige força e equilíbrio da mulher


Dando continuidade às posições diferentes sentadas, o casal mantém o corpo da mesma forma como ele estava durante a Mergulhadora. Porém, agora, o homem solta os braços da parceira para que ela os apoie no chão. Para realizar a penetração, o homem a segura pela cintura.

Nesta pose, as pernas da mulher podem relaxar um pouco mais, mas ela precisará fazer força com os braços e abdômen para se segurar e manter-se equilibrada durante o ato.

Montanha russa

Posições diferentes: a pose Montanha russa  estimula o ânus e a próstata do homem, e o ânus da mulher
Renato Munhoz (Arte iG)
Posições diferentes: a pose Montanha russa estimula o ânus e a próstata do homem, e o ânus da mulher


Como e fosse realizar uma prancha, a mulher apoia os ante-braços e a ponta dos pés no chão, ou na cama, mas eleva bastante o quadril, para que o corpo fique na forma de um arco, até que fique confortável. O homem realizará a mesma pose, porém de costas para a parceira e com as pernas levemente abertas para que o corpo dela fique no meio, pressionando suas nádegas às dela. Por conta da provável diferença de altura, o homem ficará com os braços esticados e as pernas levemente dobradas.

A intenção aqui é que, pressionando as nádegas juntas, o casal movimente o quadril em diferentes direções para estimular o ânus de ambos e a próstata do homem.

Cama de Cleópatra

Posições diferentes: o home terá de ter força nos braços e abdômen para sustentar a parceira e se movimentar
Renato Munhoz (Arte iG)
Posições diferentes: o home terá de ter força nos braços e abdômen para sustentar a parceira e se movimentar


A Cama de Cleópatra é uma posição que exige força dos dois. O homem se deita na cama apoiando os pés nela, com os joelhos flexionados. Ele, então, vai levantar o quadril e o tronco, posicionando as mãos apoiadas na cama com os braços esticados para poder se sustentar. A mulher virá por cima do parceiro, na posição de prancha, apoiando os pés nos ombros dele e deixando os braços esticados no chão, nas alturas dos pés dele. É importante conseguir alinhar os quadris nesse momento para possibilitar a penetração.

Neste caso, o homem é quem precisará realizar mais força pois, além de sustentar o próprio corpo, terá de aguentar o da parceira e ainda realizar a movimentação do quadril, para cima e para baixo, para controlar o ato.

Os malabaristas

Posições diferentes: homem precisará dar estabilidade para a parceira se pendurar nele e realizar um oral anal
Renato Munhoz (Arte iG)
Posições diferentes: homem precisará dar estabilidade para a parceira se pendurar nele e realizar um oral anal


Para ser realizada de pé , esta é possivelmente uma das posições diferentes mais complexas da lista. O homem, fica de pé de frente para a parede e se inclina em sua direção, apoiando as mãos -  com os braços esticados - nela e flexionando levemente os joelhos.

A mulher irá montar em cima do parceiro, porém de ponta cabeça. Encostando a barriga nas costas dele, ela abre as pernas para que elas fiquem uma de cada lado do tronco do parceiro, em direção à cabeça dele. Segurando-o pela cintura, ela ficará com a cabeça na altura das nádegas dele para estimular seu ânus com a boca e a língua.

Aqui, quanto mais para frente o homem se inclinar, mais estabilidade a mulher terá para realizar o oral nele.

Fusão em M

Posições diferentes: a Fusão em M é relativamente simples, sendo possível controlar profundida da penetração
Renato Munhoz (Arte iG)
Posições diferentes: a Fusão em M é relativamente simples, sendo possível controlar profundida da penetração


Diferentemente da anterior, esta é uma das posições diferentes mais simples. O casal se senta de frente um para o outro, ambos com os joelhos flexionados. A mulher se posiciona entre as pernas do parceiro e dobra bem os joelhos para que não precise apoiar os pés na cama. Para realizar a penetração, o homem segura a parceira pelos ombros.

Neste caso que, quanto mais a mulher levantar os joelhos, mais profunda ficará a penetração. Então, para mulheres que preferem que o movimento seja mais leve, vale até ficar com os pés apoiados na cama.

Carrinho de mão

Posições diferentes: o homem se apoia na parede, de pé, para que a companheira realize o Carrinho de mão
Renato Munhoz (Arte iG)
Posições diferentes: o homem se apoia na parede, de pé, para que a companheira realize o Carrinho de mão


No Carrinho de mão o homem fica de pé e apoia as costas na parede. De cabeça para baixo e olhando para o chão, a mulher faz como se fosse entrelaçar as pernas na cintura dele, mas apoia os joelhos e as canelas na parede, enquanto fica com os braços esticados, num ângulo de quase 45 graus em relação ao corpo do parceiro. É importante que os quadris permaneçam alinhados para que o homem, segurando a parceira pela cintura, possa penetrá-la.

Arco sagrado

Posições diferentes: o Arco sagrado é a pose que mais exige flexibilidade da mulher
Renato Munhoz (Arte iG)
Posições diferentes: o Arco sagrado é a pose que mais exige flexibilidade da mulher


Das posições difentes, esta deve ser a que exige mais flexibilidade da mulher: ela realiza uma “ponte” e, deixando as pernas levemente abertas, permite que o homem se posicione entre elas para penetrá-la. Para facilitar o movimento, é ideal que ela levante uma das duas pernas.

Ele deve ajudá-la dando suporte para a posição. Ao segurar a parceira pela cintura para realizar o ato, ele pode aproveitar para posicionar uma das mãos na região das costas da parceira para segurar seu corpo levemente, impedindo que ela saia da pose durante a movimentação.

Posição da mola

Posições diferentes: relativamente simples, a Posição da mola apenas exige equilíbrio do homem
Renato Munhoz (Arte iG)
Posições diferentes: relativamente simples, a Posição da mola apenas exige equilíbrio do homem


Na última das posições sexuais alternativas , o esforço virá do homem. Nesta, ele se deita e realiza o que na ginástica artística e ginástica olímpica se conhece como “vela”: eleva o quadril o máximo possível para cima e apoia os cotovelos no colchão para segurar o quadril elevado com as mãos. Ele então dobrará as pernas, puxando levemente os joelhos em direção ao rosto para fazer como se fosse uma cadeira para a parceira.

Feito isso, ela se sentará nessa “cadeira”, sobre as nádegas do companheiro, mas sem soltar totalmente o corpo, mantendo os pés firmes no chão. Assim, quem controla o movimento neste caso é ela, se agachando e levantando, dando o ritmo da penetração.

Tem alguma dúvida sobre sexo, sexualidade ou posições diferentes ? Entre em contato conosco pelo sexo@igcorp.com.br e nós trazemos um especialista para respondê-la com sigilo total!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.