Tamanho do texto

Jacqueline Ades conheceu um homem em um aplicativo de relacionamento e passou a persegui-lo por achar que ele é o grande amor da vida dela; entenda

O que você faria se seu crush não te desse bola? A americana Jacqueline Claire Ades, 31 anos, resolveu enviar 65 mil mensagens para um homem que ela diz ser a sua alma gêmea. Por essas e outras atitudes, ela foi presa na terça-feira (8) acusada de perseguição, ameaça e assédio. Agora, ela aguarda o julgamento.

Leia também: Casal se apaixona após uma mensagem ser enviada por engano

Mulher é presa após enviar 65 mil mensagens para homem que conheceu em um aplicativo de relacionamento
shutterstock
Mulher é presa após enviar 65 mil mensagens para homem que conheceu em um aplicativo de relacionamento


Segundo informações do canal americano CBS, Jacqueline disse em uma coletiva de imprensa na cadeia que conheceu o homem, por quem está perdidamente apaixonada, em um aplicativo de relacionamento. Depois disso, passou a enviar diversas mensagens de texto para chamar a atenção dele e chegou a invadir a casa e o local de trabalho do pretendente, alegando ser sua esposa. Por isso, foi presa .

"Eu senti que conheci minha alma gêmea e pensei que faríamos o que todo mundo faz, nos casaríamos e tudo ficaria bem", afirmou Jacqueline. Ela não negou o número de mensagens que enviou – 65 mil para ser bem exato –, mas não entrou em detalhes sobre o assunto, apenas admitiu que lamenta o conteúdo de algumas mensagens.

Mensagens não eram bem de amor 

A acusada garante que nunca teve a intensão de machucar a vítima, mesmo enviando mensagens do tipo: “Nunca tente me deixar... eu vou te matar... e não quero ser uma assassina", "Eu espero que você morra... você é um judeu podre e imundo", "Eu sou como o novo Hitler... o homem era um gênio", "Sabe o que eu faria com o seu sangue? Eu adoraria tomar banho com ele".

Leia também: Após primeiro encontro, homem pede por mensagem reembolso de bebida 


Ao ser questionada sobre o motivo que a levou a enviar tantas mensagens de texto , ela basicamente respondeu que estava oferecendo algo que gostaria de receber em troca.  Durante a entrevista, ela deu vários indícios de que possui algum tipo de distúrbio mental. Um dos repórteres chegou a perguntar durante a coletiva de imprensa se ela era louca, e a americana respondeu: “Não! Eu sou a pessoa que descobriu o amor".

Mulher afirma que fará a vondade do amado

Jacqueline garantiu que se o homem por quem é apaixonada quiser, ela se afasta dele ou vai para a cadeia. Em um momento ela soltou: “Ele é a pessoa mais malvada que já conheci”. Mas, após um suspiro, acrescentou: “Ele é minha alma gêmea”.

Leia também: Mulher descobre traição após marido enviar mensagem erótica para a filha

Quando perguntada por que decidiu falar com a imprensa local, a americana disse: "Tenho que compartilhar a mensagem do amor. Todo mundo precisa amar um ao outro". O caso está programado para ir ao tribunal no dia 15 de maio. Enquanto isso, ela está sendo mantida presa e sem a opção de pagar fiança.

    Leia tudo sobre: amor
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.