Tamanho do texto

Segundo a especialista, pessoas apaixonadas costumam ficar impulsivas, desatentas e até "cegas", ou seja, sem enxergar os defeitos alheios

Se apaixonar por alguém pode ser, de certa forma, incrível e desesperador simultaneamente. Ao mesmo tempo em que é uma delícia sentir as famosas “borboletas” no estômago e ficar criando mil e um cenários incluindo o objeto da paixão, a pessoa apaixonada também acaba perdendo um pouco o controle sobre as próprias atitudes e sentimentos.  

Leia também: Por que fugimos da paquera quando a outra pessoa demonstra muito interesse?

Assim como Monica e Chandler, de 'Friends', é possível que uma pessoa se veja apaixonada por alguém em quem nunca reparou de forma romântica, mas também é possível ver a paixão surgir entre quem se conhece há pouco tempo
Reprodução
Assim como Monica e Chandler, de 'Friends', é possível que uma pessoa se veja apaixonada por alguém em quem nunca reparou de forma romântica, mas também é possível ver a paixão surgir entre quem se conhece há pouco tempo

Além disso, a paixão também pode assustar. Ao contrário do amor – algo que criamos a partir da convivência –, ela é algo mais repentino e arrebatador, o que pode tornar a situação ainda mais confusa. Apesar de muita gente achar que uma pessoa só pode se dizer apaixonada após algum tempo saindo com a outra, a psicóloga Denise Miranda, cofundadora do Instituto do Casal, afirma que esse fator não influencia em nada.

Segundo a especialista, é possível se apaixonar por uma pessoa após sair com ela pouquíssimas vezes, assim como também dá para desenvolver paixão por alguém que já conhecemos há muito tempo, mesmo que nunca tenhamos sentido nada “fora do comum” por ela durante anos. Ela também afirma que a paixão, em contraste com o amor, é algo mais momentâneo.

“As características marcantes da paixão tendem a diminuir com o passar do tempo, o que faz com que a frequência de querer estar junto também se modifique. Não é mais vivida uma atração intensa e sem controle”, afirma a psicóloga.

Mas, afinal, como saber se a flecha do cupido te acertou de jeito? Confira seis sinais de que você entrou para o clube dos apaixonados:

1. Você já acorda pensando na pessoa (e vai dormir na mesma situação)

Sabe quando você tem interesse ou está saindo com alguém e a pessoa é a primeira coisa que aparece na sua mente quando você abre os olhos pela manhã? Ou quando você até tenta prestar atenção no que seu chefe está falando durante uma reunião importante no trabalho, mas não consegue parar de divagar sobre o que a pessoa está fazendo e relembrar os momentos que vocês passaram juntos? Segundo a psicóloga, não conseguir desviar os pensamentos de uma pessoa específica é um sinal de que há, sim, paixão no ar.


Leia também: É normal ter um "crush" mesmo sendo comprometida? Especialistas explicam

2. Você toma atitudes e depois fica se perguntando por que fez o que fez

Quando se fala em paixão, tudo é muito rápido, inclusive o processo de tomar decisões. De acordo com a psicóloga, é normal que, quando está apaixonada, a pessoa tome atitudes de maneira impulsiva.  Sendo assim, se você não entende por que decidiu aceitar um convite da pessoa para jantar em um lugar que não combina muito bem com seu orçamento ou por que certas informações constrangedoras a seu respeito têm saído de sua boca de forma descontrolada, agora já sabe.



"Ah, isso é ruim. Eu não deveria ter feito isso"

3. Você simplesmente não consegue se controlar

Além da impulsividade, outro fator que Denise relaciona com o processo de se apaixonar é a falta de controle em geral. Você não consegue tomar as rédeas dos próprios pensamentos, das próprias ações, perde o sono e até vê tarefas diárias se tornando complicadas porque está com a cabeça em outro lugar. É quase como se você estivesse “bêbada de amor” (sim, exatamente como dizem nas músicas).



"Eu quero você, baby, bêbada de amor"



4. A atração sexual que você sente pela pessoa é diferente

Ter vontade de fazer sexo com alguém não é sinal de que a pessoa está apaixonada, mas, quando ela está, essa vontade é diferente. Nesse caso, há mais entusiasmo, a pessoa é capaz de te “tirar dos eixos” com muito mais facilidade e você provavelmente fantasia um bocado sobre ela (novamente, descontrole).

5. Antes de fazer qualquer coisa, você pensa sobre o que a pessoa vai achar

De acordo com Denise, um dos sinais de que a pessoa está apaixonada é a dificuldade em se olhar sem pensar sobre o que a outra pessoa vai achar. Não, ninguém precisa mudar hábitos ou aspectos da própria aparência para agradar o outro – já que o ponto de um relacionamento é gostar da pessoa como ela é –, mas você pode se ver fazendo coisas mais “inocentes” e sutis.

Que atire a primeira pedra quem nunca esperou o “crush” estar online para postar aquela selfie incrível (e deu pulinhos de alegria quando viu o nome da pessoa entre as curtidas), ou optou por sair com a camiseta de uma determinada banda por saber que a pessoa é fã número um do grupo, não é mesmo?

Leia também: Não sabe como terminar um relacionamento? Ciência pode ter a resposta

6. Você não enxerga os defeitos da pessoa (ou acha todos eles lindos)

No fim, o ditado que diz que o amor é cego é, de certa maneira, verdadeiro.



"Isso é nojento. Eu amo"

De acordo com a psicóloga, quando uma pessoa está apaixonada, é comum que ela simplesmente não perceba os defeitos do objeto dessa paixão – e, não, não estamos falando necessariamente de características físicas. Quando estão “bêbadas de amor”, as pessoas tendem a relevar hábitos ou características comportamentais da outra ou até idealizá-la a ponto de não perceber as limitações que ela tem. Ou você nunca teve vontade de bater a cabeça na parede vendo a dinâmica de um casal de amigos e pensou: “Como é que eles se aguentam”?

    Leia tudo sobre: Amor
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.