Tamanho do texto

De acordo com o diretor da casa de repouso em que os dois moravam, Gerry recitava poemas e cantava para Máire durante a tarde todos os dias

Se você já assistiu ao filme “Diário de uma Paixão”, provavelmente se emocionou com a história de Noah e Allie, que, após diversas idas e vindas durante a juventude, acabam juntos até o último suspiro de ambos. Agora, você vai se emocionar com outra, mas esta aconteceu de verdade. Na última semana, Máire e Gerry Ryan, idosos que eram um casal desde a adolescência, faleceram com algumas horas de diferença enquanto estavam deitados juntos. 

Leia também: Casal com história de amor emocionante viraliza após fazer ensaio incrível

Os idosos estavam juntos há mais de 65 anos e morreram com algumas horas de diferença
Reprodução/Curragh Lawn Nursing Home
Os idosos estavam juntos há mais de 65 anos e morreram com algumas horas de diferença

E prepare os lencinhos: conforme conta Val Ryan, diretor da Curraght Lawn Nursing Home (casa de repouso onde os idosos moravam na Irlanda) ao veículo “The Independent”, por mais que a capacidade de comunicação de Máire estivesse prejudicada pelo Alzheimer, Gerry conseguia se comunicar perfeitamente com ela e recitava poesias ou cantava músicas irlandesas para a eterna amada todos os dias.

Leia também: Jovem com câncer terminal tem casamento dos sonhos bancado por estranhos

De acordo com Ryan, Gerry um dia sentiu que Máire precisava do apoio dele. Foi então que o senhor pediu que os funcionários da casa de repouso unissem as camas dos dois para que ele pudesse segurar as mãos dela. Os dois faleceram no dia seguinte com apenas algumas horas de diferença, um ao lado do outro.

Desde sempre, para sempre

Além de terem morrido em horários muito próximos, Máire e Gerry nasceram com apenas um dia de diferença em 1924 na cidade de Clonmel, na Irlanda. Ambos estudavam na mesma escola e se apaixonaram quando tinham apenas 17 anos. Após os estudos, Gerry seguiu carreira nas forças armadas enquanto Máire passou a trabalhar como professora. Os dois pombinhos já estavam juntos há mais de 65 anos quando, no ano passado, foram viver na casa de repouso no ano passado.

Leia também: Eles têm mais de 40 e contam como acharam amor em sites de relacionamento

Para Ryan, ao mesmo tempo em que o acontecimento é triste, há muita beleza na história do casal de idosos . “Apesar de estarmos todos de coração partido por dizer adeus a eles, que eram um casal inspirador, não podemos expressar nada além de alegria pelo fato de que eles estão de mãos dadas novamente. Que descansem em paz”, afirma o diretor.

    Leia tudo sobre: Amor
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.