Tamanho do texto

Ao que parece, mencionar Donald Trump, Justin Bieber ou até "vermelho" durante a prática do fetiche para pausar o sexo é mais eficaz que dizer "não"

Nos últimos anos, a popularidade da saga “Cinquenta Tons de Cinza” faz com que as pessoas passassem a conhecer um pouco mais a respeito das práticas do BDSM. Ao contrário do que muita gente pensa, porém, esse fetiche – cuja sigla significa bondage, disciplina, sadismo e masoquismo – vai muito além do gosto pela dor e do uso de chicotes ou algemas.

Leia também: Praticar BDSM traz benefícios à saúde? Especialistas dizem que sim; entenda

A palavra de segurança é algo essencial para garantir a segurança das pessoas que praticam BDSM
Shutterstock
A palavra de segurança é algo essencial para garantir a segurança das pessoas que praticam BDSM

De acordo com praticantes  de BDSM , esse fetiche deve estar sempre dentro dos parâmetros do SSC, sigla usada por adeptos para se referir a “são, seguro e consensual”. Para garantir que tudo saia bem na hora H, é preciso tomar tanto medidas que zelem pela saúde física (como a limpeza adequada dos objetos utilizados) quanto a saúde psicológica dos envolvidos, e isso inclui a chamada palavra de segurança.

Leia também: Até que ponto um fetiche é apenas uma fantasia sexual? Especialista explica

Para os praticantes desse fetiche, a palavra de segurança é essencial. Ela é definida previamente pelos participantes para que eles possam expressar desconforto quando alguma atividade ultrapassar os limites e, se ela for mencionada, tudo deve parar. Há quem opte por palavras simples, como “pare” ou “não”, mas, de acordo com uma pesquisa realizada pela Lovehoney – revendedora britânica de brinquedos eróticos –, é grande o número de pessoas que realmente usam a criatividade na hora de defini-la.

Celebridades, cores e mais

No levantamento, a marca entrevistou mil praticantes do fetiche para saber mais a respeito das palavras de segurança que elas usavam e, aparentemente, algumas figuras públicas têm mais poder de pausar o sexo do que um simples “não”. O topo da lista de palavras de segurança relacionadas a celebridades ou personagens vem “Donald Trump”, seguido por “Justin Bieber” e  “Superman”.

Leia também: Gases e dores nos genitais? 5 fetiches que você provavelmente não conhece

Cores e frutas também entram na brincadeira. “Vermelho” encabeça a lista de palavras que não têm relação com pessoas, seguida por “abacaxi” e “banana”. Parece que os fãs de Harry Potter também curtem BDSM, visto que “Dobby” (um dos simpáticos elfos domésticos da saga) e “Lufa-Lufa” (uma das quatro casas da escola de magia) também são bastante utilizadas como palavras de segurança.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.