Tamanho do texto

Quando o casal tem um filho pequeno, o sono nunca está em dia, então o que fazer quando sobra um tempinho? Muitas mulheres optam por ter relações sexuais para tentar "manter o casamento", mas isso pode piorar as coisas

Os casais que têm filhos pequenos sabem o quanto é difícil ter uma noite de sono digna. Acordar durante a noite passa a fazer parte da rotina e, durante o dia, nada de cochilo, é preciso colocar as coisas em ordem e dar atenção aos pequenos. Com tanta coisa para fazer, é raro os pais terem tempo para ficar a sós e quando têm umas horinhas de descanso vem o dilema: dormir um pouco ou ter relações sexuais?

Leia também: Passar a noite em determinada posição pode causar orgasmo durante o sono

Entre dormir ou ter relações sexuais, escolha aquilo que você mais sente desejo e não se senta pressionada a nada
shutterstock
Entre dormir ou ter relações sexuais, escolha aquilo que você mais sente desejo e não se senta pressionada a nada


Em artigo ao portal americano “New York Post”, a mãe Crystal Ponti relata que sempre se deparava com a dúvida entre  dormir ou fazer sexo . “Como para a maioria das mulheres, foi dito por inúmeros ‘gurus’ de relacionamento e também em sites e almoços com as amigas que era para eu simplesmente ignorar minha exaustão se quisesse manter o amor na minha relação”, conta. Mas, ela começou a se questionar se isso realmente era o "certo".

Pressão social

Para Crystal, as mulheres acabam trocando o sono por sexo porque as consequências de não fazer isso parecem terríveis. “As pessoas nos dizem que nossos parceiros podem procurar sexo em outro lugar ou pedir a separação”, conta a mãe. Como sentia muito sono, ela diz ter procurado várias maneiras de manter as relações sem deixar de lado a necessidade que tinha de dormir e encontrou na internet até posições sexuais para quem anda meio “preguiçosa”.

Leia também: Dia de preguiça? Confira 6 posições sexuais para driblar o cansaço

Mesmo não querendo ter relações sexuais, ela foi empurrada para isso, porque em sua cabeça ficava ecoando aquilo que ouviu de diversos "especialistas" em relacionamento: “Você ficará feliz se fizer isso”. “O problema é que eu não estava feliz. Eu estava cansada. E o pior, estava ficando ressentida com meu marido”, desabafa.

Leia também: Teste: qual é o seu estilo de sono?

De acordo com a sexóloga e professora de psicologia da Universidade de Columbia, as mulheres são induzidas a terem de agradar o parceiro a qualquer custo. “O desejo dos homens por sexo parece superar qualquer exaustão que a mulher possa apresentar. Mesmo que esgotada, ela é pressionada a concordar em fazer sexo”, diz.

Reflexos negativos na relação

Sarah, uma mãe de 38 anos, tentou inicialmente lidar com a exaustão até descobrir que a experiência estava prejudicando sua vida sexual ao invés de ajudar. “Eu me senti como se estivesse desligada e um pouco usada [pelo meu parceiro]”, admite. Felizmente, Sarah percebeu que não precisava ser daquele jeito e conseguiu resolver o problema com o marido. “Dizer às mulheres que o relacionamento delas está em risco por conta do sexo é imoral e manipulador”, acrescenta a mãe.

O psicoterapeuta Michael Aaron diz que uma recente pesquisa comprova que o que aconteceu com Sarah é uma tendência extremamente comum. “As relações geralmente começam a sofrer quando as pessoas priorizam a quantidade e não a qualidade. As pessoas começam a evitar o sexo quando se sentem desanimadas ou obrigadas a isso”, explica.

Analisar os dois lados é importante

Ou seja, fazer sexo sem vontade é desastroso e se torna cada vez menos sexy. Além disso, o parceiro também pode estar cansado e não querer ter relações, mas poucos pensam nisso. Para os especialistas, os homens podem ser tão negativamente impactados por essa mentalidade machista quanto as mulheres.

"Nós temos um estereótipo em nossa cultura de que os homens estão sempre prontos para o sexo e as mulheres estão sempre muito cansadas", diz a psicóloga Alexis Conason. Mas, se um homem diz que não está com vontade a “masculinidade” dele é questionada. Todo mundo se sente pressionado por essa dinâmica social que indica que o sexo precisa acontecer, só que isso pode sufocar e causar problemas no relacionamento.

Leia também: 11 dicas para ter uma excelente noite de sono

Bom, então tudo isso significa que você nunca deve fazer sexo quando está cansada? Claro que não! Se você realmente quiser ter relações sexuais, vale fazer um esforço. Entretanto, não se sinta pressionada a nada - se estiver com muito sono, simplesmente durma. Dê prioridade àquilo que você precisa, pois para viver de forma saudável você precisa dormir bem e os especialistas ressaltam que ninguém morre por não ter relações sexuais.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.