Tamanho do texto

De acordo com um estudo recente, os motivos que levam um homem a fingir que "chegou lá" vão além do esforço para não magoar a parceira

Por não serem incentivadas a conhecer o próprio corpo, muitas mulheres têm dificuldades em ter orgasmos. Isso porque, sem saber qual é a melhor maneira de satisfazer os próprios desejos, fica difícil guiar os parceiros (que, muitas vezes, podem ser culpados pelo problema em razão de pressa ou falta de interesse em satisfazer a mulher).

Leia também: Especialista dá quatro dicas para te ajudar a chegar ao orgasmo mais facilmente

De acordo com um estudo recente feito com 3 mil pessoas, fingir orgasmos é comum para 26% dos homens
Shutterstock
De acordo com um estudo recente feito com 3 mil pessoas, fingir orgasmos é comum para 26% dos homens

Incrivelmente, porém, fingir orgasmos também é algo comum para muitos homens. De acordo com um estudo encomendado pela Ann Summers (marca britânica de acessórios eróticos) que consultou 3 mil pessoas, cerca de 26% dos homens afirmam fingir “chegar lá”. 

Espera aí, homens conseguem fazer isso?

Sim, de acordo com a sexóloga Priscila Junqueira, nem sempre o fato do homem ejacular significa que ele de fato chegou ao orgasmo , e, às vezes, também pode acontecer de ele atingir o ápice do prazer e gozar, mas sem expelir o sêmen. Então, sim, eles também podem fingir!


Leia também: Falta de prazer no ápice da relação pode ser anorgasmia; entenda o problema

De acordo com alguns estudos, grande parte das mulheres que fingem ter chegado ao orgasmo no sexo fazem isso por medo de magoar o parceiro. Algumas ainda o fazem porque não estão curtindo a experiência e querem fazer com que ela acabe o mais rápido possível. Mas e eles, por que fingem? Segundo os cientistas responsáveis pela pesquisa, um dos maiores motivos é um tanto quanto deprimente: eles estão exaustos.

Os dados levantados pelo estudo mostram que 40% dos participantes que fingem o fazem por ter medo de ferir os sentimentos da pessoa com quem estão fazendo sexo, mas outros 35% afirmam que estão cansados demais para chegar lá. Em entrevista ao veículo britânico “The Sun”, Eve Fifer, especialista em sexualidade da marca que encomendou o estudo, culpa a rotina atribulada pelo problema.

Leia também: Quer um orgasmo mais intenso? Veja qual é o segredo para conseguir

“A vida realmente fica corrida de vez em quando e é difícil alcançar um equilíbrio na vida profissional. Precisamos nos certificar de que estamos dedicando tempo uns aos outros e até apimentando um pouco as coisas para garantir que os dois aproveitem”, conta a especialista, reforçando que focar em ter orgasmos é uma das chaves para melhorar a vida sexual.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.