Tamanho do texto

De acordo com Cátia Damasceno, especialista em sexualidade e colunista do iG Delas, intimidade e conhecimento sobre o próprio corpo são peças-chave para chegar ao orgasmo; veja o que mais pode te ajudar a chegar lá

Não é difícil encontrar mulheres que têm dificuldades para atingir o orgasmo. Problemas físicos podem atrapalhar o processo, mas um dos fatores que influencia bastante a dificuldade em chegar lá é a falta de conhecimento a respeito do próprio corpo e dos próprios desejos.

Leia também: O que torna uma mulher bem resolvida? Especialista lista três características

Conhecer o próprio corpo e ter intimidade com o parceiro são fatores-chave para chegar ao orgasmo
Shutterstock
Conhecer o próprio corpo e ter intimidade com o parceiro são fatores-chave para chegar ao orgasmo

De acordo com uma pesquisa realizada pela USP (Universidade de São Paulo), enquanto 82,7% dos homens se masturbam com frequência, 19,5% das mulheres afirmam que nunca o fazem. A especialista em sexualidade e criadora do projeto “Mulheres Bem Resolvidas” explica que existe uma repressão histórica ao prazer feminino, mas que aos poucos as mulheres vêm lutando pelo direito a esse prazer. Confira algumas atitudes que, caso não sejam positivas na vida da mulher, podem atrapalhá-la na hora de chegar ao orgasmo:

1. Intimidade com o parceiro

O primeiro ponto importantíssimo para que a mulher chegue lá com mais facilidade é a intimidade. “Não estou falando de conhecer os gostos pessoais ou dividir o banheiro com ele, mas de tratar o sexo como algo que se faz quando tem vontade”, explica Cátia. A especialista conta que já soube de muitas mulheres que se sentiam na obrigação de transar mesmo sem vontade e que não conversavam sobre sexo com o parceiro. “Converse sobre o assunto e vá para a cama preocupada com você mesma”, completa.

2. Conhecer o próprio corpo

Cátia também destaca a importância de conhecer o próprio corpo. “A mulher atinge mais o orgasmo quando se masturba, sabe o que dá prazer e sabe do que gosta no sexo”, explica. Por isso, a especialista reforça que as mulheres precisam vencer as barreiras da sociedade que as impedem de se descobrir. “Atingir o orgasmo a dois é muito mais fácil quando você sabe se tocar sozinha”, esclarece.

Leia também: Veja três dicas poderosas de como melhorar seu desempenho sexual

3. Preliminares caprichadas

“Ninguém merece aquele cara que vai direto ao ponto, achando que a mulher está toda preparada”, brinca Cátia. “A gente até gosta de uma rapidinha de vez em quando, mas, na maioria das vezes, as preliminares e o carinho são necessários para que a mulher chegue ao ápice”, conta.

A especialista ensina que o processo do sexo ocorre em quatro etapas: excitação, desejo, orgasmo e período refratário. “O homem tem os três primeiros mais rápidos e um longo período refratário, mas o casal precisa entender que a mulher tem um tempo mais longo para esses três primeiros, só que tem um período refratário mais curto”, afirma.

4. Questões do passado

Cátia Damasceno também conta que muitas mulheres param de atingir o orgasmo porque passaram por algum problema, que pode ser tanto um relacionamento mal terminado quanto uma experiência de abuso. “Essas questões não podem ser uma sentença e muito menos uma carga que não deve ser dividida”, alerta Cátia. “Busque ajuda profissional e você vai ver que não é tão difícil de vencer essas questões do passado”, conclui a especialista. Quer saber mais sobre sexualidade? Acompanhe a coluna da Cátia Damasceno  no iG Delas!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.