Tamanho do texto

Pesquisa revela que brasileiros gastam apenas uma hora por dia com as relações amorosas e que falta de apoio e reconhecimento é algo comum

O ritmo acelerado está tomando conta do estilo de vida de várias pessoas e as inúmeras tarefas diárias estão influenciando relacionamentos e desejo sexual dos casais. Fora isso, a falta de apoio e reconhecimento passou a ser uma reclamação frequente entre os parceiros.

Leia também: 10 hábitos que você deve evitar para salvar uma relação desgastada

Falta de tempo está atrapalhando os relacionamentos, principalmente na questão do desejo sexual
shutterstock
Falta de tempo está atrapalhando os relacionamentos, principalmente na questão do desejo sexual


Todas essas informações foram indicadas por uma pesquisa de opinião realizada pelo Instituto do Casal, que realizou esse estudo com o propósito de descobrir o quanto os brasileiros estão se dedicando aos relacionamentos amorosos.

O que atrapalha o casal?

Um dos resultados que mais impressionou mostra que 60% das pessoas – casadas, que moram na mesma casa ou que possuem uma relação estável – se dedicam apenas uma hora do dia (às vezes até menos) à relação amorosa que possuem.

E é justamente essa falta de tempo que tem resultado em reflexos negativos na cama. Para 54% dos entrevistados esse é o principal motivo de interferência no desejo sexual. A falta de apoio também interfere no sexo para 48% das pessoas e para 40% o que mais pesa e faz a relação esfriar é a falta de reconhecimento.

“Investir é um termo relativamente novo quando falamos de relações amorosas. Não se refere às finanças, mas, sim, a nossa disposição e dedicação para fazer a relação dar certo, o que inclui vários requisitos, entre eles o tempo que destinamos à relação” explicam Denise Miranda de Figueiredo e Marina Simas de Lima, psicólogas, terapeuta de casais e fundadoras do Instituto do Casal.

Lidando com a falta de tempo

Com uma rotina atribulada, o grande desafio é saber lidar com a falta de tempo . Marina explica que quando se fala em tempo é preciso entender que é isso algo relativo. Por exemplo, você pode passar o dia grudadinha no parceiro e mesmo assim sentir que não foi algo proveitoso.

Leia também: Nada de prisão! 5 dicas de como ter mais liberdade em uma relação

Aproveita ao máximo o tempo que estiver com o parceiro
shutterstock
Aproveita ao máximo o tempo que estiver com o parceiro


“Mesmo que os casais tenham pouco tempo para ficar juntos, é importante que aproveitem ao máximo esses momentos, que devem ser dedicados ao casal, com atividades que ajudem a conectá-los e a aumentar a intimidade”, afirma a especialista.

Apoio e reconhecimento

Em uma relação é extremamente importante que um apoie o outro e que deem demonstrações disso apoiando a pessoa em todos os momentos e reconhecendo as conquistas que cada um vai tendo. Segundo a pesquisa, 35% das pessoas se sentem pouco reconhecidas e 25% contam com pouco apoio.

“Todo ser humano precisa de reconhecimento ou deseja ser reconhecido. Dentro de uma relação afetiva, isso deve ser um exercício diário para ambos. Precisamos reconhecer desde as coisas cotidianas, como o cuidado com os filhos, a logística das atividades em casa, como as conquistas profissionais, um corte de cabelo novo e assim por diante”, explica Denise.

Divisão das tarefas domésticas

Na realidade de boa parte dos casais, ambos trabalham fora e dividir as tarefas domésticas se tornou algo essencial para a uma melhor convivência. Do total de entrevistados, 65% garantem que os afazeres de casa são divididos de forma equilibrada e as especialistas enfatizam que isso é ótimo para a satisfação conjugal.

Individualidade no casamento

Se caso tivessem mais dinheiro, a maioria dos pombinhos gostaria de fazer algo diferente junto com o cônjuge, e as atividades variaram: 85% gostaria de fazer uma viajem a dois, 40% praticariam um hobby e 36% fariam um esporte. Impressionantemente, poucos manifestaram a vontade de fazer atividades individuais.  

Leia também: Você está pronto para viver um relacionamento aberto? Veja depoimentos

“Esta última questão reforça a questão da parceria. As pessoas casadas ou em relações estáveis valorizam ter alguém ao seu lado, elas gostam de estar em seus relacionamentos e ainda buscam fortalecer isso”, completa Denise.

    Leia tudo sobre: amor
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.