Tamanho do texto

De acordo com um extenso estudo, a busca por parceiros para praticar sexo casual varia de acordo com a estação do ano; confira mais detalhes

Você é do tipo que curte sexo casual? De acordo com um estudo conduzido pelas universidades de Cornell e de Nova York (ambas nos Estados Unidos), praticar sexo no estilo “pega, mas não se apega” deixa as pessoas mais confiantes  e satisfeitas. Além disso, o ato também foi relacionado a níveis mais baixos de ansiedade e depressão.

Segundo um estudo promovido pelo site 'OkCupid', meses mais quentes são mais propensos para sexo casual
Shutterstock
Segundo um estudo promovido pelo site 'OkCupid', meses mais quentes são mais propensos para sexo casual

A proximidade com o Dia Dos Namorados pode trazer certa vontade de “curar a carência” com uma experiência ocasional, mas, de acordo com uma extensa pesquisa promovida pelo site de relacionamentos OkCupid, esta pode não ser a melhor época do ano para buscar parceiros para sexo casual – ao menos para quem vive no hemisfério sul.

A pesquisa foi divulgada no blog do OkCupid e se baseou no aumento ou na queda no número de mensagens trocadas entre os usuários do site. No período de 2013 a 2016, a equipe do site monitorou mensalmente as respostas de mais de 18 milhões de usuários para a pergunta “quanto tempo você quer que seu próximo relacionamento dure”? As opções de resposta incluíam “uma noite”, “de alguns meses a um ano”, “muitos anos” e “para o resto da vida”.

Leia também: Pega, mas não se apega! Seis coisas que você deve evitar com parceiros casuais

O que sexo e temperatura têm em comum?

Surpreendentemente, os resultados da pesquisa parecem ter relação direta com as estações do ano. De acordo com o estudo, há um aumento de 17% na média geral de pessoas procurando um parceiro casual nos meses de abril, maio e junho, sendo que o último se destaca como o mês mais popular, com 33% mais interesse em sexo casual. A pesquisa, porém, foi realizada no hemisfério norte, ou seja, para países como Estados Unidos, esses meses indicam a época mais quente do ano.

Leia também: Saiba o que pode comprometer a eficácia da camisinha

De acordo com Dale Markowitz, analista de dados do site, a busca pela prática é realmente a cara do verão ou de climas mais quentes. Ela afirma que a transitoriedade da época – em que há mais turistas e pessoas com tempo livre – e o uso de roupas mais “reveladoras” agita os ânimos e faz com que as pessoas estejam mais propensas e inclinadas a fazer sexo casual durante épocas mais quentes do ano. É, parece que a carência vai continuar te rondando por mais algum tempinho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.