Tamanho do texto

Loja vendeu um vibrador a cada 77 segundo no último ano, segundo análise

Você já pensou quantos produtos eróticos são vendidos no mundo todos os anos? Uma loja que vende os brinquedinhos e acessórios para 46 países, incluindo o Brasil, decidiu fazer um balanço de suas vendas para ter uma ideia da preferência da população mundial.

Leia também: Pesquisa mostra que mulheres dominam o mercado de produtos eróticos

Vibradores e anéis penianos foram os produtos eróticos mais vendidos no ano de 2016, segundo levantamento de loja
Shutterstock
Vibradores e anéis penianos foram os produtos eróticos mais vendidos no ano de 2016, segundo levantamento de loja

De acordo com as análises da Lovehoney, em 2016 foram vendidos mais de cinco milhões de produtos eróticos para mais de um milhão de pessoas pelo mundo. Os vibradores foram os mais procurados, sendo que um era vendido a cada 77 segundos!

Mais incrível ainda é pensar que se todos os vibradores fossem colocados um encima do outro, daria para alcançar uma altura de 82 quilômetros, nove vezes o tamanho do Monte Everest, considerado a montanha mais alta da Terra. 

Leia também: 11 posições diferentes do "papai e mamãe" para explorar outros cômodos da casa

Já em relação aos anéis penianos , se juntássemos todos eles, poderíamos fazer um anel gigante de 62 metros de diâmetro, largo o suficiente para um Boeing 747 passar por dentro dele. Há também o plug anal, que estimula essa região do corpo. Todos os que foram vendidos juntos dariam um super plug de oito metros de altura e 42 toneladas.

E se foram tantos desses brinquedinhos vendidos, imagina então a quantidade de lubrificante que foi comprada? O produto é essencial para o prazer na hora do sexo ou estimulo com brinquedos eróticos, e foram comercializados 72,5 mil litros dele em 2016. Daria para encher mais de 96,6 mil garrafas de vinho com tudo isso.

Lingerie

Além dos brinquedos, a empresa também analisou o número de roupas e acessórios eróticos vendidos. As meias com suspensórios foram as mais procuradas, especialmente no Reino Unido, seguido dos babydolls e os corsets. As tangas masculinas ficaram por último.

Leia também: Brinquedo erótico que simula sexo oral causa polêmica na web

Faixa etária

As roupas e fantasias foram mais buscadas por mulheres entre 18 e 24 anos, mas as mais novas compraram mais calcinhas especiais do que qualquer outro grupo que se interessou por produtos eróticos. Já as fantasias de estudantes ficaram mais com aquelas de 30 a 40 anos, enquanto as de enfermeira foram adquiridas em sua maioria por mulheres entre 40 e 50.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.