Tamanho do texto

Muitas mulheres têm dificuldades em "chegar lá" na hora do sexo, principalmente com penetração, mas algumas posições facilitam a estimulação do ponto G e do clitóris; veja algumas

De acordo com a educadora sexual e fisioterapeuta Débora Padua, um número impressionante de mulheres sofre com falta de prazer nas relações sexuais. Ela explica que, apesar de alguns distúrbios hormonais e reações a medicamentos poderem ser responsáveis pela dificuldade ou impossibilidade de chegar ao orgasmo, a maioria dos casos ocorre porque a mulher não conhece direito o próprio corpo, os próprios desejos ou possui questões psicológicas a serem resolvidas. 

Leia também: Confira 30 posições sexuais para apimentar a relação

Além disso, um estudo recente realizado pelo site “DrEd.com” revelou que 68% das mulheres já fingiram orgasmo alguma vez. Além de explorar o próprio corpo em busca do que é mais excitante, algumas posições podem facilitar o orgasmo feminino; confira sete delas:

Mesa para dois

Se você quiser mudar um pouco de cenário, pode usar a mesa da cozinha ou da sala de estar para esta posição. Nela, a mulher se deita de barriga para cima em uma superfície que fica na altura da região pélvica do homem e posiciona o bumbum próximo da borda. Dessa forma, fica fácil para ele estimular o clitóris dela, intensificando o prazer.

Sentados

Esta posição permite uma penetração mais profunda e deixa a mulher no controle, podendo facilitar o orgasmo
Renato Munhoz (Arte iG)
Esta posição permite uma penetração mais profunda e deixa a mulher no controle, podendo facilitar o orgasmo

Aqui, o homem se senta e a mulher fica por cima, com as pernas abertas. Neste caso, ela tem pleno controle dos movimentos e do ângulo de penetração, podendo se inclinar para trás caso queira algo mais profundo. A posição também permite estimulação dos mamilos , o que, de acordo com algumas mulheres, também pode proporcionar orgasmos.

Cowgirl ao contrário adaptada

Aqui, o fato de a mulher estar com as pernas juntinhas torna a penetração mais prazerosa para os dois
Renato Munhoz (Arte iG)
Aqui, o fato de a mulher estar com as pernas juntinhas torna a penetração mais prazerosa para os dois

Semelhante à posição em que o homem fica deitado e a mulher controla os movimentos sentando-se sobre ele, esta propõe que ela faça o mesmo, mas com as costas voltadas para o rosto dele e mantendo as pernas juntas. Isso faz com que a “entrada” fique mais apertada, tornando o estímulo mais intenso.

Quase de lado

Neste caso, a mulher se deita de barriga para cima e o homem fica ao lado dela. Ela passa as pernas sobre as coxas dele, que a penetra gentilmente. Esta posição também dá livre acesso ao clitóris para os dois.

De conchinha

Aqui, o homem pode estimular tanto os seios quanto  o clitóris da parceira enquanto a penetra
Renato Munhoz (Arte iG)
Aqui, o homem pode estimular tanto os seios quanto o clitóris da parceira enquanto a penetra

Aqui, os parceiros devem deitar-se virados para o mesmo lado. O homem deve penetrá-la por trás e gentilmente fazer movimentos na direção das paredes frontais da vagina , onde o ponto G  fica.

Pouso forçado

Nesta posição, a mulher pode estimular o clitóris com uma almofada
Renato Munhoz (Arte iG)
Nesta posição, a mulher pode estimular o clitóris com uma almofada

Nesta opção, a mulher se deita de barriga para baixo e empina o bumbum enquanto o homem a penetra por trás. Ele pode ficar deitado ou apenas inclinado sobre ela, que tem a possibilidade de estimular o clitóris na própria cama, com a ajuda de uma almofada.

Leia também: Falta de prazer no ápice da relação pode ser anorgasmia; saiba o que é

Papai e mamãe adaptado

O casal se posiciona no papai e mamãe, mas, neste caso, a mulher deve colocar um travesseiro embaixo do corpo, na altura do bumbum. Depois, ela deve trazer as pernas para o alto, com os pés na direção da cabeça. Assim, a penetração pode ser profunda, o clitóris pode ser estimulado pela própria região pélvica do homem e o caminho para o orgasmo se torna mais fácil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.