Tamanho do texto

Você costuma perdoar o parceiro? Em alguns casos é aceitável, mas tem atitudes que são imperdoáveis. Saiba quais são e comece a agir com a razão

Você já deu uma nova chance para o seu parceiro após algum deslize? Claro que um relacionamento passa por altos e baixos, mas existem algumas situações, segundo especialistas, que são imperdoáveis e você precisa saber quais são para não ficar presa a um relacionamento sem futuro.

Saiba quando você não deve dar outra chance para o parceiro
Thinkstock Photos
Saiba quando você não deve dar outra chance para o parceiro


Leia também: Separação: como dar a volta por cima após o fim de uma relação

É normal as pessoas tomem decisões precipitadas em alguns momentos, porém a especialista em relacionamento Tracey Cox fala ao jornal britânico "Daily Mail" em quais situações você precisa cortar o mal pela raiz e evitar dar outra chance para o parceiro. Vamos combinar que essas são dicas valiosas, porque quando se está apaixonado é difícil separar a razão do sentimento.

Situações imperdoáveis

1. Uma ofensa pela primeira vez pode ser apenas um mau julgamento. Isso não quer dizer que é aceitável, mas pode ser apenas um problema de comunicação. Por outro lado, se as ofensas acontecem repetidas vezes é algo grave e não deve ser aceitável.

2. “Foi só um beijo e eu estava bêbado”. Não caia nessas desculpinhas! Mostre que você tem respeito pelo relacionamento e não vai aceitar que ele fique te traindo.

3. Se o parceiro souber algo sobre o seu passado que te chateia e ficar sempre jogando isso na sua cara significa que ele quer te machucar e não se importa com o que você sente.

4. A especialista explica que um erro é um lapso momentâneo, algo que acontece de forma espontânea. O perigoso é quando o parceiro faz algumas coisas escondido de forma planejada e tenta ocultar evidências para te enganar. Fique esperta!

Brigas, ofensas e agressão são atitudes intoleráveis
shutterstock
Brigas, ofensas e agressão são atitudes intoleráveis


Leia também: Saiba quais são as duas perguntas que podem prever um divórcio, segundo pesquisa

5. Em caso de violência física , o único caminho que você deve seguir é o da delegacia.

6. Dependência grave de drogas, álcool e jogos pode atrapalhar, e muito, um relacionamento, principalmente quando se tem filhos. Caso o parceiro não aceite ajuda, o melhor é, sim, se afastar.

7. Você não é apenas um objeto de prazer. Muitos homens são viciados em sexo e só lembram da parceira nos momentos que querem satisfazer o próprio desejo. Em um relacionamento, o sexo é importante, mas também deve existir amor e cumplicidade.

8. O abuso emocional é quando alguém constantemente coloca você para baixo e faz ameaças do tipo: “eu vou sumir da sua vida para sempre se não fizer o que eu quero”. Quando isso começa a acontecer não vale a pena insistir no relacionamento.

9. O casal precisa cuidar um do outro. Se o parceiro nunca pensa em suas necessidades e desejos e não faz a mínima questão de fazer algo para te agradar, significa que ele é egoísta. Fuja de pessoas assim!

10. Um pouco de ciúme é normal e até saudável em um relacionamento, mas tudo tem um limite. Alguém que questiona todos os seus movimentos, fica com raiva por imaginar situações e desconfia de tudo e de todos, é sem dúvidas uma pessoa que precisa de tratamento. Se não houver confiança, não há como sustentar a situação.

Leia também: Vestido de noiva em chamas! Mulher ousa em ensaio para comemorar divórcio

Essas situações normalmente faz a mulher sofrer, pois não adianta ter amor se não houver respeito. Antes de dar uma segunda, terceira ou quarta chance pense em você e se realmente vale a pena manter o relacionamento.

    Leia tudo sobre: amor
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.