Tamanho do texto

Ter uma hora para parar o que está fazendo ter relações sexuais pode ajudar a aliviar o stress, aumentar o foco e deixar os trabalhadores mais felizes

Que tal dar uma paradinha nas tarefas diárias para fazer sexo no trabalho? Isso é o que propôs um conselheiro sueco. A ideia dele é que todos tenham direito a parar de trabalhar por uma hora para ter relações sexuais, seja dando uma escadinha indo para a casa ou arrumando um cantinho no próprio local de trabalho.   

Sueco acredita que sexo no trabalho é um ganho para os funcionários
shutterstock
Sueco acredita que sexo no trabalho é um ganho para os funcionários


Leia também: Pesquisa revela onde e com quem as mulheres fantasiam fazer sexo

Esse mesmo sueco já explorou os benefícios de se masturbar durante o expediente e fez um teste realizando a prática por uma semana no escritório em que trabalha, então não é de se espantar a ideia dele de induzir pausas para ter uma hora de sexo no trabalho .

Benefícios da pausa

Ele acredita que deixar a mesa do escritório para ter relações sexuais seria uma ótima maneira de aliviar o stress, aumentar o foco, tornar os funcionários mais felizes e, consequentemente, isso também aumentaria a produtividade e traria melhores resultados para a empresa.

“Entendo que as pessoas fiquem um pouco assustadas com a ideia de seus colegas de trabalho correr para uma rapidinha, mas devemos mudar esse pensamento”, afirma o conselheiro sueco, cujo nome não foi divulgado, em entrevista ao jornal britânico “Metro”.

O sueco completa, dizendo: “Estou cansado do fato de que, quando estamos no trabalho, fingimos ser máquinas focadas que não têm necessidades humanas ou uma vida fora daquele ambiente”.

Pudores do sexo

O possível choque causado com essa ideia é que, segundo o sueco, as pessoas estão, por algum motivo, condicionadas a fingir. Elas escondem se estão gostando de um colega de trabalho , fingem que não estão cansadas e não admitem que prefeririam estar em casa assistindo a um filme a trabalhar.

O ideal para o sueco é que a empresa permitisse que o funcionário parasse uma hora para ter relações sexuais
shutterstock
O ideal para o sueco é que a empresa permitisse que o funcionário parasse uma hora para ter relações sexuais


Leia também: Provocação em público e sexo proibido excitam mais? Veja algumas histórias

Quando se trata de sexo, os pudores são maiores. “Fazemos sexo silencioso , temos vergonha de comprar preservativos e se perguntam o que fizemos na noite passada, nunca admitimos que tivemos relações. Fingimos que não somos seres sexuais, o que é algo estranho”, fala o conselheiro.

Trabalho acima de tudo

Para ele, a cultura do trabalho diz que quanto mais tempo você gasta na empresa, melhor será o trabalho que desenvolve. Os funcionários, por exemplo, são sempre elogiados quando priorizam o trabalho acima de tudo, e as empresas tentam ser o mais “cool” possível, oferecendo áreas de “lazer” e lanches gratuitos para manter as pessoas naquele ambiente.

“Isso está nos deixando estressados, sobrecarregados, atormentados e com culpa toda vez que ficamos doentes e precisamos faltar. Sem contar que ficamos horas a mais quando terminamos nosso trabalho porque sentimos que não podemos sair mais cedo”, expõe o sueco.

Todo esse cenário está refletindo nos relacionamentos amorosos e afetando as necessidades sexuais. “A pausa para o sexo é uma ideia brilhante porque nos dá permissão para parar nosso foco no trabalho e nos voltar para o outro lado de nós mesmos”, diz.

Cenário ideal

Segundo o conselheiro, o ideal seria que todos tivessem horários de trabalho totalmente flexíveis, permitindo aos funcionários fazerem pausas sempre que sentissem necessidade e tirarem férias quando se sentissem sobrecarregados.

O idealizador da ideia sabe que ela precisa ser melhor estruturada, mas garante que essas pausas fariam os funcionários esfriarem a cabeça. “Eu sonho com um ambiente de trabalho onde somos julgados pela qualidade do nosso trabalho e não pelo tempo passamos no escritório”, desabafa.

Leia também: Como conseguir o que você quer do seu chefe

Enquanto esse tipo de reconhecimento não acontece, a alternativa mais rápida para melhorar o desemprenho e a satisfação dos funcionários é permitindo o tal sexo no trabalho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.