Tamanho do texto

Mulheres confessam ao Delas gostar de provocações e até sexo em locais como o ambiente de trabalho, carro e até no meio de uma floresta!

Sexo proibido é uma fantasia de muitos homens e mulheres. Fazer sexo em lugares públicos ou onde tem chance de ser descoberta mexe com a cabeça de muita gente e deixa o momento ainda mais excitante.

Julia* fazia sexo proibido no carro, com um homem casado, antes de ir ao trabalho
shutterstock
Julia* fazia sexo proibido no carro, com um homem casado, antes de ir ao trabalho

Leia mais: Pesquisa revela onde e com quem as mulheres fantasiam fazer sexo

“No trabalho, no barzinho e até em reuniões de família: onde o desejo aparecer, se eu souber que é recíproco e não houver nenhum risco muito grande”, conta Maria* que explica que, nessas condições, pode rolar provocação em qualquer lugar, e fala que já até realizou sexo proibido no ambiente de trabalho.

Ela é casada, mas em um relacionamento aberto, em que o marido permite – e até gosta – que ela saia com outros homens. Quando ela se interessou por um colega de trabalho, que também se interessou por ela, é claro que rolaram provocações ali mesmo.

“Um dia fui com uma saia social preta e uma blusa mais soltinha nos seios. A gente ficava se falando pelo celular e rolando altas provocações. Ele vinha na minha mesa falar comigo e fingia que estava me fazendo massagens no ombro ele descia a mão nas minhas costas e me apertava. Então, em determinado momento, fui ao banheiro e tirei o sutiã. Na hora do café da tarde, ficamos um de frente pro outro na mesa e enquanto o pessoal conversava, eu me abaixava pra pegar os salgados na frente dele pra que ele pudesse ver meus seios. Depois chamei ele pra ver uma foto no meu celular e quando ele chegou perto, dei uma encostada forte nele e deixei 'cair' a alça da blusa. Ele enlouqueceu!”

No trailer de 'Cinquenta Tons Mais Escuros', Christian Grey pede que Anastasia retire a calcinha e, depois, no elevador, a provoca com carícia
Reprodução
No trailer de 'Cinquenta Tons Mais Escuros', Christian Grey pede que Anastasia retire a calcinha e, depois, no elevador, a provoca com carícia

Leia mais: As fantasias sexuais mais desejadas pelas mulheres

As provocações de Maria com seu colega de trabalho evoluíram: “No outro dia, as provocações continuaram. Fui para o estoque fazer contagem e mandei mensagem avisando que estava lá sozinha… e sem calcinha!”. Você já pode imaginar o que aconteceu. “Ele me pegou lá mesmo no estoque, correndo o risco de alguém ver, e foi delicioso!”, confessa Maria.

Julia* também não fica só nas provocações, e já fez sexo em lugares públicos mais de uma vez. Quando ela namorava um homem casado de seu trabalho, eles paravam em uma praça para fazer sexo. “Fazíamos amor loucamente dentro do carro, e íamos trabalhar”, diz.

Quando morava na Europa, as aventuras foram mais intensas ainda: já rolou sexo em parques e até no meio da floresta. A experiência foi tão prazerosa para ela que ela pretende voltar para encontrar esse antigo parceiro, mesmo sendo casada hoje em dia.

Fernanda Sousa, enfermeira de 37 anos, acredita que terminar em casa o que foi começado em público deixa tudo mais gostoso. Ela aproveitou uma ocasião inusitada para provocar o marido: “Nas compras de fim de ano, provocava meu marido dentro das lojas cheias. Esperava bem encostada nele e passava a mão no pênis dele nas filas".

Leia mais: Uma em cada dez pessoas já fez sexo no trabalho, diz pesquisa

Uma advogada de 42 anos que não quis se identificar tem uma vida corrida com o namorado: ela trabalha durante o dia, e ele, à noite, em uma casa noturna. “Para ficarmos juntos, muitas vezes vou para a balada com as minhas amigas, no lugar onde ele trabalha. Lá somos muito discretos, mas ele sempre dá um jeito de passar por mim e me tocar ou apertar”, conta ela, que também já fez coisas mais quentes nessa casa noturna, adorando o sexo proibido que rola escondido em um banheiro de lá: “Lá tem um banheiro que fica trancado. Muitas vezes ele passa por mim e coloca a chave desse banheiro na minha mão. Eu vou lá e fico esperando por ele. Já fizemos muita loucura nesse banheiro!”.

*nomes fictícios de mulheres que não quiseram se identificar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.