Tamanho do texto

Nem sempre almejar o cargo de chefe é aquelas mil maravilhas e as preocupações podem inferir em outros aspectos do relacionamento também

Trabalho e relação sexual são coisas separadas e o que acontece no ambiente de trabalho não deve atrapalhar sua vida com seu parceiro na cama, certo? Nem sempre. Conseguir deixar os problemas do trabalho no escritório e seguir com a vida pessoal é o caminho para ser grande líder e uma ótima companheira para seu parceiro, mas sabemos o quanto isso pode ser difícil. 

Leia mais: 9 posições do Kama Sutra para quem está grávida

O que fazer quando o trabalho atrapalha a relação sexual?
Thinkstock Photos
O que fazer quando o trabalho atrapalha a relação sexual?

Para ajudar nesse dilema, a revista norte-americana "Women's Wealth" conversou com alguns especialistas que falam como equilibrar a relação sexual com o trabalho. Veja detalhes:

Cenário 1: Você foi promovida

Não que ser promovida seja um problema, mas, com o novo cargo, você tem mais responsabilidades e menos tempo. Por isso, quando você tem uma longa lista de coisas a fazer, o sexo pode cair lá para o último item.

Para resolver esse caso, coloque a sua própria máscara de oxigênio antes da máscara do seu parceiro. Em outras palavras, antes que você possa sequer pensar em sexo, relaxe! Leia um livro, tome um banho ou vá passear. Além disso, também é importante pedir ajuda ao parceiro para assumir algumas coisa em casa até se organizar melhor.

"Você sempre terá alguma quantidade de atividades estressantes na vida, então precisa construir um ambiente que permita relaxar e seguir sua atividade sexual", diz o psicoterapeuta e sexólogo Ian Kerner.

Leia mais: Pesquisa revela onde e com quem as mulheres fantasiam fazer sexo

Cenário 2: Ele acabou de perder o emprego

O desempenho sexual e a autoestima estão intimamente ligados. "Nossa sociedade ensina que os homens deve desempenhar vários papéis. E que a capacidade de realização no trabalho e na cama fazem parte dessa identidade", diz a especialista em relacionamentos Megan Fleming.

Ela comenta que o fracasso em alguma dessas áreas acaba se amplificando e atingindo outras. Ele não terá muitos pensamentos sexuais, os níveis de cortisol, conhecido como o "hormônio do estresse", podem se elevar e isso resulta na contração de vasos sanguíneos e dificulta uma uma ereção. 

Como resolver? "O princípio fundamental da excitação é relaxar", diz Fleming. Encontre maneiras de ajudar a liberar um pouco essa tensão de seu parceiro - e até a sua. Uma dança, uma aula de ioga juntos ou ir para uma corrida pode ajudar nessa questão.

Leia mais: Desejo, raiva e prazer: quais são as reações do corpo do 1º encontro ao sexo

E no quarto, "mantenha a intimidade sem a expectativa de sexo, para evitar que ele se sinta pressionado. Dê uma massagem sensual ou mesmo apenas um longo abraço (pelo menos 20 segundos)", sugere a especialista. Esse tipo de contato físico pode liberar oxitocina, também conhecido como o hormônio do aconchego, o que irá aumentar o seu vínculo e melhorar a relação sexual.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.