Women's Health

Os carboidratos ganharam uma reputação após a popularização da dieta low carb, mas eles estão voltando aos poucos. Mas quais são os carboidratos ruins? E os bons? Você sabia que eles podem ser realmente benéficos para sua saúde e até para o seu peso? Pois é.

Leia também: os 9 melhores carboidratos para perder peso e secar a barriga

Você pode comer carboidratos sem culpa, desde que faça boas escolhas
shutterstock
Você pode comer carboidratos sem culpa, desde que faça boas escolhas

“Os carboidratos são uma importante fonte de energia para abastecer o corpo e se decompõem em glicose, a fonte de combustível preferida do cérebro”, diz Maggie Moon, R.D., e autora de The MIND Diet.

No entanto, nem todos os carboidratos são criados iguais. “Os carboidratos não são maus, mas eles vêm em diferentes formas e porções, e alguns são certamente mais saudáveis ​​que outros”, diz Moon.

Quais são os carboidratos ruins?

Macarrão tradicional é considerado um carboidrato ruim
shutterstock
Macarrão tradicional é considerado um carboidrato ruim

“Eu luto com os rótulos de ‘bom’ e ‘ruim’, pois não quero demonizar alimentos ou causar medo nas pessoas”, diz Moon. Mas, de um modo geral, os carboidratos ruins são simples e processados, e contêm adição de açúcar e outros grãos refinados . Ele está presente onde a gente já suspeita mesmo: pão branco, doces, refrigerantes, bebidas energéticas e até massas brancas (infelizmente).

O que os torna tão ruins para você?

Refrigerante é cheio de açúcar e também está na lista dos carboidratos ruins
shutterstock
Refrigerante é cheio de açúcar e também está na lista dos carboidratos ruins

Carboidratos ruins basicamente não fazem nada extra para o seu corpo. “Muitos grãos refinados e açúcares adicionados significam que você está recebendo muitas calorias na sua nutrição”, diz Moon. “Isso não é uma boa troca para a sua saúde. Você não está recebendo os nutrientes por caloria que poderia estar recebendo “.

Além disso, “ingerir muitos carboidratos de baixa fibra e baixo teor de nutrientes, como grãos processados ​​e açúcares adicionados, resultará em excesso de calorias, níveis de fome aumentados, quedas de energia e, muitas vezes, ganho de peso”, diz Dana Angelo White, RD, e autora de Healthy Livro de receitas da fritadeira a ar. Eita!

Embora você não precise de açúcares adicionais ou carboidratos ruins, isso não significa que tenha que recusar seu bolo de aniversário ou renunciar a um docinho quando estiver com muita vontade de comer. Tudo bem, somos todos humanos.

Então, o que é um “bom carboidrato”?

Aveia está do outro lado da lista, entre os carboidratos bons
shutterstock
Aveia está do outro lado da lista, entre os carboidratos bons

Não se preocupe – existem alguns carboidratos “bons” por aí. “De um modo geral, carboidratos saudáveis ​​vêm de grãos integrais , feijões, frutas e legumes”, diz Moon. Eles são considerados carboidratos “bons” por conta do seu alto teor de fibras e de seu perfil nutricional, pois a maioria contém magnésio, proteínas, e vitaminas e antioxidantes essenciais, como A e C. Eles estão fazendo muito bem para seu corpo!

Você viu?

Alguns exemplos de carboidratos bons:

  • Quinoa
  • Aveia
  • Pipoca
  • Feijões pretos
  • Grão de bico
  • Edamame
  • Maçãs
  • Bananas
  • Cenouras
  • Batatas doces

A maioria dos “bons carboidratos” são carboidratos complexos, o que significa que eles são feitos de longas cadeias de moléculas de carboidratos que levam muito tempo para o corpo digerir e converter em açúcar.

Quantos carboidratos você deve comer?

uma boa refeição deve ser equilibrada e contar com carboidratos, proteínas, fibras e gorduras
shutterstock
uma boa refeição deve ser equilibrada e contar com carboidratos, proteínas, fibras e gorduras

Os carboidratos (particularmente os bons) devem constituir cerca de 45 a 65% do seu consumo diário de caloria, diz Moon. Portanto, para uma dieta de 1.600 calorias, vale 720 a 1.040 calorias, ou 180 a 260 gramas.

Se você não está contando calorias, uma maneira mais fácil de equilibrar tudo no final do dia é comer lanches e refeições com cerca de metade dos bons carboidratos, algumas proteínas e algumas gorduras saudáveis. diz.

Leia também: Carboidrato à noite? Sim, agora ele está liberado e até ajuda a emagrecer

Como decodificar rótulos

Olhar o rótulo é importante para saber o que está consumindo
shutterstock
Olhar o rótulo é importante para saber o que está consumindo

Claro, você pode optar por alimentos integrais e grãos para obter bons carboidratos na sua dieta. Mas carboidratos ruins e refinados podem se infiltrar em alguns lugares surpreendentes.

Leia também: 10 dicas de dieta que vão te ajudar - e muito - a levar uma vida mais saudável

Ao olhar para um rótulo nutricional, verifique primeiro a linha de carboidratos totais e, em seguida, veja quanto disso vem dos açúcares adicionados (logo abaixo). “Tente evitar adição de açúcar em geral, ou uma boa regra é tentar manter a adição de açúcar abaixo de 10 gramas por porção”, diz ela.

“As fibras também contêm carboidratos, e uma boa regra é procurar pelo menos três gramas por porção”, acrescenta Moon. “Veja também a lista de ingredientes e fique atento a carboidratos bons, como grãos integrais, e não carboidratos ruins, como açúcar adicionado ou grãos refinados ”, acrescenta Moon. (O açúcar pode aparecer com vários nomes diferentes então faça sua lição de casa!)

Não quebre a cabeça demais com isso. Contanto que você inclua carboidratos bons e reduza os carboidratos ruins ao longo do dia, como parte de uma dieta equilibrada, você estará no caminho certo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários