Tamanho do texto

Desidratar as frutas resulta em nutrientes mais concentrados. Elas são boas para o funcionamento do intestino e para o controle da fome de doces

As frutas desidratadas, também conhecidas como frutas secas, estão conquistando cada vez mais adeptos e fazem sucesso no mercado fitness. Esses alimentos proporcionam inúmeros benefícios ao organismo e ainda ajudam a "enganar" a fome e acabar com o desejo por doces.

Leia também: Ajuda a emagrecer, no funcionamento do intestino e mais: 10 benefícios do pepino

Frutas secas arrow-options
shutterstock
Frutas secas são ricas em benefícios. O processo de desidratar a fruta proporciona que os nutrientes fiquem mais concentrados

Para destacar as vantagens de inserir as frutas desidratadas na dieta, o Delas conversou com a nutricionista Valentina Slaviero, parceira da marca Fit Food. Ela explica que o processo de desidratação consiste em retirar toda a água da fruta e pode ser feito de variados modos, como a desidratação osmótica, por ar quente ou a liofilização.

"As frutas desidratadas são aquelas que passam apenas pelo processo de desidratação, o qual toda a água é retirada e as vitaminas, minerais, açúcar natural da fruta e fibras ficam mais concentradas", explica Valentina.

Benefícios das frutas secas

frutas desidratadas arrow-options
shutterstock
As frutas desidratadas contribuem com o pleno funcionamento do intestino e são boas opções de lanches no dia a dia

Conforme esclarece a nutricionista, o procedimento para desidratar as frutas proporciona que seus nutrientes fiquem mais concentrados, incluindo as fibras. Isso faz o alimento ser indicado, especialmente, para pessoas que sofrem com o intestino preso.

Além disso, esse tipo de fruta se apresenta como uma boa e saudável estratégia para substituir os doces ou como uma opção de lanche prático para ter sempre na bolsa. O alimento também pode ser inserido na rotina em momentos pré-treinos. "Como contém maior concentração de açúcares naturais das frutas, elas vão fornecer mais energia em forma de carboidrato", afirma Valentina Slaviero.

Leia também: A verdade por trás de 5 mitos sobre alimentação e corrida

Para aproveitar ainda mais os benefícios, a especialista sugere fazer algumas combinações. "Sempre procurar associar com uma fonte de gordura ou proteína para diminuir o índice e carga glicêmica. Exemplos: comer com algumas castanhas ou coco em lascas, colocar em cima do iogurte, pasta de amendoim ou de castanhas", aconselha.

Contraindicações

Como a fruta seca tem açúcar mais concentrado, a nutricionista não recomenda que diabéticos substituam as frutas naturais pelas desidratadas. "Costumo sugerir as frutas frescas, pois o açúcar da fruta estará mais diluído, diminuindo seu índice glicêmico. Além de orientar o paciente a associar mesmo a fruta fresca com alguma fonte de gorduras ou proteínas para minimizar a carga glicêmica", conta ela.

Como desidratar as frutas em casa

frutas desidratadas arrow-options
shutterstock
Também é possível desidratar as frutas em casa, e o processo é mais fácil do que parece

É possível fazer frutas secas em casa, sim! Valentina apresenta duas maneiras de retirar a água do alimento de modo caseiro. "Primeiramente, se você tiver um desidratador em casa, esta será a maneira mais fácil. Basta fatiar as frutas e colocar no desidratador por algumas horas à 40-60 graus. Esse método ajuda muito a preservar os nutrientes", indica a especialista.

O outro modo consiste em usar o forno. "Corte as frutas e deixe secar em pano limpo, coloque-as em uma assadeira forrada com papel manteiga. Leve ao forno baixo, revirando as fatias a cada 30 minutos, quando formar uma casca seca as frutas estarão prontas. Deixe a forma no forno até esfriar e depois guarde-as em um recipiente de vidro hermeticamente fechado", explica Valentina.

Leia também: Estes são os 12 melhores tipos de verduras para adicionar na salada

No caso de frutas desidratadas , a nutricionista aproveita para destacar que não existe uma que seja pior ou melhor que a outra. "As frutas mais cítricas contém menos açúcar naturalmente, como maçã, abacaxi, kiwi, frutas vermelhas. No entanto, todas são boas fontes de carboidratos e fibras", finaliza.