Tamanho do texto

Receita é indicada para quem não pode consumir glúten e também para aqueles que procuram uma versão mais saudável do prato; veja receita

Pizza combina com final de semana, encontro entre amigos ou aquele momento bate uma vontade de comer algo diferente e saboroso. E a pizza sem glúten é uma ideia muito bem-vinda para os celíacos e também para quem está de dieta, querendo perder uns quilinhos a mais. 

Pizza sem glúten é uma uma ótima ideia para os celíacos e também para quem busca uma alternativa saudável
shutterstock
Pizza sem glúten é uma uma ótima ideia para os celíacos e também para quem busca uma alternativa saudável


Leia também: Cansou do pão? Veja 6 ideias para substituir esse alimento no café da manhã

Para os que sofrem com a doença celíaca, o glúten está proibido porque ele causa uma reação no sistema imunológico e ainda provoca diversos males como diarreia, anemia, entre outros. Entretanto, a pizza sem glúten pode entrar no cardápio de qualquer um, já é uma versão mais proteíca e até nutritiva que a feita com farinha branca tradicional. 

Quem sugere essa receita de pizza a chef Ivy Oliveira, da Cozinha Experimental Camil. Nela, a especialista usa grão de bico e farinha de aveia na massa. Graças a esses dois ingredientes, o resultado é uma massa proteíca e com fibras, nutrientes importantes para quem busca uma dieta saudável e quer emagrecer. 

O grão-de-bico, por exemplo, é uma fonte de proteína vegetal. Além disso, também é rico em  fibras solúveis - cada 100 gramas desse item contém 6 gramas de fibras. Com isso, faz com que seja absorvido pelo organismo de maneira mais lenta, trazendo a sensação de saciedade por mais tempo. 

A presença de fibras ainda contribui para outro ponto: melhora na saúde do intestino. As fibras solúveis tendem a formal um gel quando entram em contato com a água. Com isso, o conteúdo do estômago fica mais viscoso e há também um maior volume e uma melhor lubrificação das fezes. 

Sentir-se saciado por mais tempo e ter o intestino funcionando em dia são fatores bem-vindos para qualquer um, mas em especial quando se trata de emagrecer. Assim, a pessoa sentirá menos vontade de comer e ainda terá o corpo em pleno funcionamento, contribuindo para que não ocorra, por exemplo, inchaço abdominal. 

O outro item interessante nessa receita de pizza é a farinha de aveia. Segundo Ivy, a massa até poderia levar farinha de trigo ao lado do grão-de-bico, mas aí não teríamos uma pizza sem glúten."Mesmo assim precisa averiguar se a farinha de aveia utilizada é realmente sem glúten, pois no mercado encontramos marcas que não são", ressalta Ivy. 

Ela diz ainda que opotou pela farinha de aveia por se tratar de uma farinha funcional. E mais uma vez isso de deve pela presença das fibras solúveis também nesse item. 

Passo a passo da pizza sem glúten

Pizza sem glúten é feita com grão-de-bico e farinha de aveia e pode levar diversos recheios
Divulgação
Pizza sem glúten é feita com grão-de-bico e farinha de aveia e pode levar diversos recheios

Sabendo de todos os benefícos, vamos à receita. Para preparar a massa da pizza sem glúten você vai precisar de: 

  • 2 unidade de grão-de-bico pronto
  • 1 xícara (chá) de água
  • 4 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 1 colher (chá) de sal
  • 15 gramas de fermento biológico fresco
  • 3 xícaras (chá) de farinha de aveia
  • 1/2 xícara (chá) de amido de milho
  • Azeite de oliva para untar a forma

Comece batendo no liquidificador o grão-de-bico pronto, a água, o azeite e o sal. Em seguida, uma tigela grande, adicione o fermento, a farinha de aveia, o amido de milho e a mistura do liquidificador e amasse bem até soltar das mãos. 

Coloque a massa em uma superfície enfarinhada e sove até obter uma massa lisa e elástica. Cubra e deixe descansar por cerca de 30 minutos ou até dobrar de volume.

Enquanto isso, pré-aqueça o forno em temperatura média (180°C). 

A ideia de Ivy é fazer mini pizzas. Para isso, divida a massa em 10 porções e, em uma superfície enfarinhada, abra cada porção no formato de um círculo com cerca de 15 cm de diâmetro. Depois, distribua os discos em 2 assadeiras grandes untadas com azeite e preasse por cerca de 15 minutos ou até dourar o fundo ligeiramente.

A massa da pizza sem glúten está pronta. Agora é a hora de escolher os recheios. 

Dicas para rechear a pizza sem glúten

Pizza sem glúten pode levar diversos recheios, tanto doces quanto salgados
shutterstock
Pizza sem glúten pode levar diversos recheios, tanto doces quanto salgados

A sugestão da chef é uma receita de pizza salgada, que leva:

  • 1 unidade de molho de tomate pronto
  • 250 gramas de queijo muçarela ralado grosso
  • 200 gramas de presunto picado
  • Azeitona verde picada
  • Orégano seco

Basta cobrir as massas com o molho de tomate, completar com queijo e presunto e finalizar com azeitona e orégano. 

Feito isso, leve mais uma vez ao forno por aproximadamente 10 minutos ou até que o queijo esteja derretido. 

Para quem busca uma versão de receita de pizza ainda menos calórica, pode variar os recheios e apostar em itens como frango desfiado e abobrinha e outros. Ivy sugere também combinar brócolis com cream cheese, muçarela com manjericão e tomate ou atum. 

Segundo a chef, como a massa é neutra, também é possível usar recheios doces, como banana com chocolate - mas saiba que aí terá uma pizza com mais calorias. 

Variações da receita de pizza sem glúten

Pizza sem glúten pode ser feita com farinha de aveia e outras opções de farinhas que não contenham o nutriente
shutterstock
Pizza sem glúten pode ser feita com farinha de aveia e outras opções de farinhas que não contenham o nutriente

Ivy explica ainda que a massa dessa pizza pode ser feita com grão-de-bico in natura. "Para isso,  em uma tigela, coloque 1 e meia xícara (chá) de grão-de-bico, cubra com água e deixe de molho por pelo menos 8 horas", explica a chef.

Ela continua: "Escorra a água e, em uma panela de pressão, adicione o grão-de-bico escorrido e 6 xícaras (chá) de água. Tampe a panela e cozinhe por 20 minutos contados a partir do início da pressão. Desligue o fogo e aguarde sair toda a pressão antes de abrir a panela. Escorra e utilize na receita."

Se essa for a sua opção, na receita sugerida por Ivy você deve usar 3 xícaras (chá) do grão cozido em substituição do que você já encontra pronto no mercado. 

Além disso, se não tiver restrições com o glúten, pode preparar a receita com farinha branca. 

Você ainda pode inovar. "Para uma pizza com um valor nutricional mais agregado ou para pessoas que realmente querem ela sem glúten, conseguimos encontrar no mercado diversas farinhas que podem ser usadas, mas que precisam de um teste prévio", comenta Ivy.

"O que aconselhamos é que procurem as farinhas que sejam mais leve e que tenha um sabor mais neutro para não interferir na textura da massa e também no sabor do grão-de-bico, como por exemplo a farinha de quinoa, a farinha de sorgo e o amido de milho, que podem ser substituídos por fécula de batata", completa a chef. 

Com isso, a pizza sem glúten se torna uma opção cheia de sabor, nutrientes e que não pesa na dieta mesmo de quem está querendo emagrecer. 

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.