Tamanho do texto

Exercícios de pilates funcional em suspensão trabalham força, equilíbrio, flexibilidade e alongamento; veja alguns deles e quais são seus benefícios

O pilates não é uma atividade desconhecida , mas você já ouviu falar no pilates suspenso? Trata-se de uma modalidade que realiza os exercícios em fitas de suspensão e num colúmpio (um tecido que poder ser usado de diversas formas) para estimular força, equilíbrio e flexibilidade com o mínimo de impacto possível e de forma segura.

O pilates suspenso, ou funcional por suspensão, pode ser praticado no colúmpio (foto) ou nas fitas de suspensão
Camila Alvarenga/iG
O pilates suspenso, ou funcional por suspensão, pode ser praticado no colúmpio (foto) ou nas fitas de suspensão


No pilates suspenso , ou pilates funcional por suspensão - como é o nome correto -, as aulas costumam durar até uma hora com exercícios que variam entre alongamento, de força, de equilíbrio, flexibilidade, entre outros. A escolha de quais exercícios serão aplicados durante a aula depende da avaliação que o professor faz do aluno e quais são seus objetivos, como explica Keyner Pedreira, fisioterapeuta e professor da academia Voll Pilates.

“A primeira coisa [para começar a praticar o pilates suspenso] é uma avaliação prévia do aluno ou paciente para ver o que ele precisa fazer para a saúde dele, o que ele pode fazer né, quais são suas limitações, o que ele não pode fazer naquele momento e o que ele gosta de fazer, porque a atividade tem que ser prazerosa. Baseado nisso, a gente vai escolher os exercícios”, explica ele, dizendo que não há uma ordem para os exercícios, nem etapas, pois as aulas são muito individuais.

“A gente vai incluindo exercícios diferentes de acordo com o que o aluno precisa naquele momento. A ideia é que as aulas sempre evoluam, tanto em dificuldade de exercícios, quanto em número de repetições, evitando que o aluno fique estagnado”, complementa Keyner.

Ele defende que o pilates suspenso serve para qualquer pessoa, desde alguém que sempre foi sedentário ou um idoso, até atletas de alto rendimento, já que a prática pode ser facilmente adaptada de acordo com as habilidades e objetivos de cada aluno.

“Acho que a única contraindicação é para alguém que o médico determina especificamente que não pode fazer exercício nenhum. Uma gestante que tem que ficar em repouso, por exemplo. Porque se a pessoa puder fazer alguma atividade física qualquer, ela vai poder fazer pilates”, defende o professor.

Vale dizer que só pelo fato de ser por suspensão, diferente e até mais lúdico, não significa que essa modalidade da prática supera o pilates tradicional, de solo, ou o de equipamentos. Keyner ressalta que os três são bons, “a diferença são os exercícios que você vai conseguir fazer em cada um por conta dos equipamentos que tem disponíveis. Mas todos são bons, cada um com sua função. Inclusive, é possível combinar diferentes modalidades de pilates para uma variação ainda maior de exercícios”.

Exercícios de pilates suspenso

Pilates suspenso: o professor Keyner ensina alguns exercícios e seus benefícios
Camila Alvarenga/iG
Pilates suspenso: o professor Keyner ensina alguns exercícios e seus benefícios


Por falar em exercícios, Keyner realizou alguns dos exercícios que ele dá para seus alunos e pacientes tanto nas fitas de suspensão quanto no colúmpio, durante as aulas de pilates suspenso, explicando quais são os benefícios de cada um.

» Invertida

Pilates suspenso: a invertida promove a descompressão das vértebras da coluna
Camila Alvarenga/iG
Pilates suspenso: a invertida promove a descompressão das vértebras da coluna


Famosa, a invertida é um exercício realizado no colúmpio em que o aluno fica de ponta cabeça, preso pela cintura. Keyner explica: “quando bem feito, ele promove a descompressão das vértebras da coluna, então as pessoas sentem um conforto fazer o exercício. Mas é importante que ele seja feito de forma segura e bem orientada. Se a pessoa nunca fez, o ideal é que tenha alguém do lado para dar suporte”.

» Levantamento com abdução

Pilates suspenso: o levantamento com abdução é um dos exercícios mais completos
Camila Alvarenga/iG
Pilates suspenso: o levantamento com abdução é um dos exercícios mais completos

Nesse exercício, quem está realizando a prática engancha os pés nas fitas do colúmpio e fica de pé nelas, com as pernas bem juntas, evitando balançar a fita. Em seguida, abre as pernas o máximo que puder e as fecha, repetindo esse movimento algumas vezes.

De acordo com o professor, é um ótimo exercício para trabalhar a força dos membros inferiores e do abdômen, assim como o equilíbrio, a coordenação e a “propriocepção, que é a capacidade de o nosso corpo reconhecer onde está no espaço”.

» Agachamentos e afundos

Pilates suspenso: agachamentos e afundos podem ser feitos com o auxílio das fitas de suspensão
Camila Alvarenga/iG
Pilates suspenso: agachamentos e afundos podem ser feitos com o auxílio das fitas de suspensão


Estes são os agachamentos e afundos “normais” feitos com o auxílio das fitas de suspensão, segurada por quem está realizando o exercício. “O interessante de fazer esses exercícios com a fita é que a gente consegue corrigir a postura, que muitas vezes fica errada quando o aluno tenta fazer sem ela. Também ajuda quem tem dificuldade de fazer o movimento”, explica Keyner.

» Avião

Pilates suspenso: o avião é um exercício de equilíbrio
Camila Alvarenga/iG
Pilates suspenso: o avião é um exercício de equilíbrio


Também feito nas fitas de suspensão, o avião é um exercício de equilíbrio e alongamento facilitado pelas fitas, que dão mais equilíbrio, e ainda estimulam a musculatura abdominal, pois é necessário mantê-las estáveis.

» Ponte

Pilates suspenso: exercícios como as pontes ficam mais complexos e requerem mais forças quando feitos com as fitas
Camila Alvarenga/iG
Pilates suspenso: exercícios como as pontes ficam mais complexos e requerem mais forças quando feitos com as fitas


Neste caso, em vez de segurar as fitas com as mãos, o aluno se deita no chão e apoia os pés nelas. Daí existem algumas possibilidades. Na primeira delas, o aluno, com o corpo totalmente esticado e os braços apoiados ao lado do corpo, ergue o quadril, segurando a posição por alguns segundos, depois baixando e então repetindo o movimento. Em outra, o aluno mantém o corpo da mesma forma, mas flexiona os joelhos, e então realiza o levantamento do quadril.

“Esses exercícios ficam mais difíceis com a fita porque ela causa uma instabilidade. Você precisa contrair mais a musculatura para conseguir ficar parado”, diz o professor.

» Alongamentos

Pilates suspenso: as fitas de suspensão auxiliam realizar os movimentos de alongamento
Camila Alvarenga/iG
Pilates suspenso: as fitas de suspensão auxiliam realizar os movimentos de alongamento


Nas fitas também é possível relaxar a musculatura, utilizando-as para auxiliar em alongamentos. “A fita guia a mão e o corpo do aluno, tornando o alongamento mais fácil e evitando que ele erre os exercícios, fique com a postura errada”.

Como é a aula de pilates suspenso?

A reportagem do iG Delas foi fazer uma aula de pilates suspenso
iG Delas
A reportagem do iG Delas foi fazer uma aula de pilates suspenso


O Delas participou de uma aula de pilates suspenso. Primeiro o professor Keyner realizou diversos movimentos, tanto nas fitas quanto no colúmpio, para que, depois eu os recriasse com sua ajuda. Observando-o, os exercícios não pareciam tão difíceis - que engano.

Começando nas fitas de suspensão, realizei agachamentos, alongamentos e exercícios de equilíbrio. Para quem vai à academia algumas vezes por semana, eles não representaram grande dificuldade. Foi aí que Keyner me pediu que deitasse no chão e fizesse as pontes. Apoiar os pés numa superfície que não é nada estável triplicou a dificuldade do exercício, fazendo com que eu exercitasse músculos que eu nunca havia sentido realizando os mesmos exercícios no chão, sem as fitas.

Em seguida fui para o colúmpio - a parte mais divertida da aula. Logo de cara ele já quis que eu fizesse a invertida. E o medo? Nessa hora, é preciso confiar na instrução do professor. Keyner me ensinou a realizá-la sem que eu corresse o risco de cair. Assim que virei de ponta cabeça ele falou: “solte os braços”. Venci o medo e soltei. Realmente, é extremamente seguro. Em nenhum momento parece que o corpo não está preso. Além disso, o alívio na coluna é instantâneo.

Por fim, fiz o levantamento com abdução, mais complicadinho, pois não se imagina, ao levantar, o quanto as fitas balançam. É por isso que, na hora de levantar, é importante contrair bem o abdômen. Abrir as pernas também requer equilíbrio e flexibilidade.

Em geral, a aula de pilates suspenso é bastante divertida, sendo uma forma diferente de se exercitar. Também é uma prática bastante completa , trabalhando os vários músculos do corpo e diversas habilidades: força, cordenação, flexibilidade, equilíbrio; além de ser relaxante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.