Tamanho do texto

Aprender a se alimentar melhor não precisa ser difícil, e o chef Sam Kass, que foi responsável por cozinhar para o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama, te ajuda com dicas simples que você pode adotar hoje mesmo

Se alimentar bem nem sempre é fácil, mas não deixa de ser importante. Para facilitar a vida, o ex-chef da Casa Branca Sam Kass, que alimentou a família do ex-presidente norte-americano Barack Obama por seis anos, dá dicas simples e fáceis de fazer para quem quer comer melhor em seu livro “Eat A Little Better, Great Flavor, Good Health, Better World” (Coma um pouco melhor: muito sabor, boa saúde, mundo melhor).

Leia também: Dieta cetogênica fica em último lugar em ranking de dietas; veja riscos 

Comer bem não precisa ser difícil - nem chato! O ex-chef da Casa Branca Sam Kass dá as dicas para mudar sua dieta hoje
Pixabay
Comer bem não precisa ser difícil - nem chato! O ex-chef da Casa Branca Sam Kass dá as dicas para mudar sua dieta hoje


No livro, ele escreve que as pessoas já estão cansadas de ouvir qual é o jeito “certo” ou “errado” de comer e que ele não gosta de fazer essa separação. “Ninguém se alimenta perfeitamente, até porque isso seria muito chato.”

Então como comer melhor? “Essencialmente, consumir muitas frutas, vegetais, legumes e grãos integrais e pouca carne e comida processada”, afirma Sam. E o melhor de tudo, ele ressalta, é que seguir mais ou menos essa lógica ainda fará bem para o meio ambiente.

Mas antes de começar a mudar a sua dieta , lembre-se de fazer mudanças que você conseguirá manter e trace uma estratégia que você conseguirá seguir e cuja evolução pode ser feita aos poucos.

Leia também: Como emagrecer em 2018? Veja alimentos que vão bombar nas dietas 

“Sei onde estou, sei onde quero chegar e sei as três primeiras coisas que preciso fazer para atingir meu objetivo. Pense dessa forma para conseguir progredir ao longo do tempo”, disse o chef à NBC News BETTER.

Para fazer essa mudança, aqui vão oito dicas do chef que você pode fazer para comer melhor a partir de hoje:

1. Tire frutas e verduras da gaveta

Tire as frutas e verduras da gaveta e coloque-as nas prateleiras da geladeira. Na gaveta, guarde condimentos
shutterstock
Tire as frutas e verduras da gaveta e coloque-as nas prateleiras da geladeira. Na gaveta, guarde condimentos

Pesquisas indicam que nós preferimos ingerir aquilo que está mais visível e mais próximo do nosso alcance. Por isso, tire as frutas e os legumes da gaveta e coloque-os em alguma das prateleiras superiores, onde você pode vê-los. “A gaveta é um ótimo local para guardar condimentos.”

2. Guarde salgadinhos e guloseimas longe de seu alcance

Guarde salgadinhos, bolachas e outras guloseimas em prateleiras fora do seu alcance para evitar a tentação
shutterstock
Guarde salgadinhos, bolachas e outras guloseimas em prateleiras fora do seu alcance para evitar a tentação

Nas prateleiras dos armários que você mais utiliza, guarde lanchinhos saudáveis, como frutas secas e nozes, e mova as bolachas, salgadinhos e guloseimas - “que também são uma parte essencial da vida” - para o fundo das prateleiras mais altas. Se você precisar de uma escada ou cadeira toda vez que quiser alcançá-las, provavelmente vai pensar duas vezes se é realmente aquilo que você quer comer antes de se dar ao trabalho.

Leia também: Dieta de prevenção ao câncer de mama

3. Tenha um plano antes de ir ao supermercado

Vá às compras com um plano: faça uma lista e obedeça essa lista, evitando, assim, corredores de doces, por exemplo
shutterstock
Vá às compras com um plano: faça uma lista e obedeça essa lista, evitando, assim, corredores de doces, por exemplo

Faça uma lista antes de ir ao supermercado cheia de comidas gostosas, mas saudáveis, para que quando for às compras, você consiga evitar os corredores de salgadinhos e doces, já que nada daquilo estará na sua lista. “Sua casa deve ser um santuário onde você pode basicamente ingerir tudo o que quiser porque você abasteceu a geladeira e os armários com comidas boas. Você não deveria depender da força de vontade para evitar tentações dentro de casa e se frustrar se não conseguir. Essa batalha deve ser travada no supermercado”, escreve Sam.

4. Asse os legumes para poupar tempo

Para aumentar a durabilidade dos legumes e poupar tempo durante a semana, pique e asse tudo logo depois de comprar
shutterstock
Para aumentar a durabilidade dos legumes e poupar tempo durante a semana, pique e asse tudo logo depois de comprar

Aproveite que já está com a mão na massa depois de ir ao supermercado, de preferência num fim de semana, para picar e assar os legumes, bem temperadinhos. Isso vai te poupar tempo de cozinha durante a semana e vai evitar que as coisas estraguem. Também vale investir em papel vegetal para forrar as formas (sim, formas, no plural - asse mais de uma), que você pode simplesmente jogar fora depois, em vez de perder tempo lavando a louça.

5. Deixe a comida deliciosa

Com os temperos certos, até uma simples salada pode ficar deliciosa. Seja criativo nas texturas e molhos, por exemplo!
shutterstock
Com os temperos certos, até uma simples salada pode ficar deliciosa. Seja criativo nas texturas e molhos, por exemplo!

A princípio, pode ser que um prato de legumes não te dê água na boca, mas, acredite, com temperos e combinações certas, qualquer coisa pode ficar deliciosa. Por exemplo, você pode variar a textura do prato colocando um elemento crocante, como sementes e nozes; deixar um prato mais leve incorporando ingredientes ácidos, como sumo de limão ou vinagre; ou deixá-lo mais salgado, sem se entupir de sal, adicionando azeitonas ou anchovas. E se você acabar salgando um pouco a comida, não tem problema, basta adicionar açúcar.

6. Substitua a batata

Evite comer batata sempre que puder, optando por alternativas mais nutritivas como batata doce e mandioquinha
shutterstock
Evite comer batata sempre que puder, optando por alternativas mais nutritivas como batata doce e mandioquinha

Batatas são deliciosas, mas puro carboidrato. Por isso, sempre que puder, troque a batata por algum outro ingrediente semelhante, como batata doce ou mandioquinha, que contêm mais vitaminas, fibras e menos calorias.

7. Tenha “o dia do bife”

Tente limitar seu consumo de carne a poucos dias na semana e diminua o tamanho da porção que você costuma comer
shutterstock
Tente limitar seu consumo de carne a poucos dias na semana e diminua o tamanho da porção que você costuma comer

Uma das principais coisas a se reduzir é o consumo de carne vermelha, mas não é preciso parar caso não queira. Sam conta que, na Casa Branca, Obama instituiu as sextas-feiras como “O dia do bife”, o que significava que, nos outros dias da semana, a família não comeria carne vermelha, apenas branca.

“Para algumas pessoas, isso pode ser super fácil de fazer. Para outras, nem tanto”, diz o chef. Por isso, avalie o quanto você está disposto a reduzir. Se come carne todos os dias, comece limitando o consumo a três dias da semana apenas e parta daí. “E, lembre-se, você não precisa de um bife enorme. Reduza suas porções.”

8. Melhor algum legume do que legume nenhum

Dar preferência para os orgânicos é sempre o ideal, mas, se isso possível, não deixe de comê-los
shutterstock
Dar preferência para os orgânicos é sempre o ideal, mas, se isso possível, não deixe de comê-los

É claro que o ideal seria apoiar produtores locais com agricultura orgânica e sustentável, mas nem sempre isso é possível. Então não deixe de comer suas frutas e verduras só porque elas não estão disponíveis ou estão caras demais na sessão de orgânicos. Compre das comuns e dê preferência para o que estiver em temporada, para economizar. Tendo uma dieta balanceada, orgânica ou não, já basta.

Leia também: Como fazer seu filho comer verduras e legumes

E não se esqueça, comer bem é importante, mas ninguém é e nem precisa ser perfeito.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.