Tamanho do texto

Jasmine Manuel passou por 22 procedimentos cirúrgicos e nunca deixou de ir para a academia. Com treino pesado, a jovem é um exemplo de superação

Jasmine Manuel, de 22 anos, é portadora de osteogênese imperfeita, doença rara que deixa o portador fragilizado e com chances altas de sofrer fraturas. A jovem, que já quebrou de 100 a 200 ossos, passou por 22 cirurgias e, ainda assim, não abandonou a academia. Com muita disposição, Jasmine faz um treino pesado todos os dias e é um exemplo de superação.

Leia também: Com 97 anos, vovó fisiculturista inspira jovens e é homenageada nos EUA

Jasmine diz que não dá desculpas para faltar na academia, faz treino pesado e não dá ouvidos para as dores que sente
Reprodução/Youtube
Jasmine diz que não dá desculpas para faltar na academia, faz treino pesado e não dá ouvidos para as dores que sente


"Eu não tenho tempo para ter pena de mim porque não há nada para se sentir mal, essa é a minha realidade. Eu não tenho outra escolha que não seja pensar positivo e viver a minha vida", disse em entrevista à "Barcroft Media". O treino pesado  praticado por ela consiste em seguir o programa de exercícios "Insanity Max 30", de um youtuber fitness que não dá moleza.

Leia também: Treino intenso de 10 minutos promete queimar calorias por 2 dias; veja detalhes

 Dependente de uma cadeira elétrica para se locomover, a jovem pensava, no início, que seguir o programa seria impossível, pois seu corpo se quebraria aos poucos. "O fato de poder fazer isso foi libertador, tipo: 'Cara, eu vou bater no Shaun T (criador do projeto)'", brincou a estudante de empreendedorismo que, na faculdade, dá "aula" de motivação aos colegas.

O treino pesado já não é o suficiente para a jovem

A jovem deseja trabalhar como produtora musical. Para ela, as canções são um tipo de
Reprodução/Youtube
A jovem deseja trabalhar como produtora musical. Para ela, as canções são um tipo de "esporte" que exige dedicação


Além de surpreender muitos com seu exemplo de superação , Jasmine não se contenta com a vida de estudos e treino pesado. A intenção dela, futuramente, é trabalhar como produtora musical. "Eu gosto de fazer música porque essa é a minha fuga. Eu sempre falo que a música é como se fosse o meu esporte porque eu me dedico muito para isso", revelou.

Leia também: Modelo promove ensaio inspirador de irmã com Síndrome de Down; veja as fotos

A mãe dela, Wanda Manuel, contou que a filha sempre foi determinada, insistiu no treino pesado e nunca abaixou a cabeça.  "Ela já nasceu com seis ossos quebrados. Depois de cinco meses, começou a quebrar um osso por mês", explicou. Wanda, então, precisou lidar com o sentimento de superproteção para deixar a filha "voar":  "Entendi que seria o melhor."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.