Tamanho do texto

Amanda Fisher decidiu mudar depois de se assustar ao se ver em uma foto e achou no jejum intermitente a melhor maneira de emagrecer e manter o novo peso; veja como esse tipo de dieta funciona

A australiana Amanda Fisher é uma mulher de 32 anos e com corpo com curvas de fazer inveja. Ao olhar algumas de suas fotos como modelo em seu Instagram, fica difícil imaginar que ela chegou a beirar os 100 kg. A motivação para buscar uma mudança no corpo foi uma foto e o método adotado pela australiana foi o do jejum intermitente

Leia também: Americana consegue emagrecer 46kg ao cortar carboidratos e iniciar caminhada

Amanda Fisher tem mais de 23 mil seguidores nas redes socias e compartilha fotos de antes e depois e mensagens de incentivo a boa forma e autoestima
Reprodução/Instagram/@amandaroseofficial
Amanda Fisher tem mais de 23 mil seguidores nas redes socias e compartilha fotos de antes e depois e mensagens de incentivo a boa forma e autoestima


Em entrevista ao Female, sessão feminina do jornal britânico "Daily Mail", Amanda conta que já havia tentado outras dietas e tinha até engordado mais depois de um tempo. Ela se adaptou a esse tipo de jejum e, em apenas nove meses, afirma que já era possível notar resultados claros. Ela passou dos 92 kg para a casa dos 65 kg, 62 kg. Aos 32 anos e com as novas curvas, agora participa de competições fitness e de biquíni. 


Como funciona o jejum intermitente?

Essa dieta estabelece períodos no dia em que deve se alimentar e outros que deve ficar sem comer. Não há um cardápio pré-definido ou muitas restrições alimentares, apenas essa janela. Na dieta de Amanda, ela tinha oito horas para comer, do café da manhã ao jantar, e passava 16 horas em jejum. 

"Já tinha tentado fazer detox rápido e contar as calorias, mas não tinha dado certo", comenta a australiana ao jornal. "Foi fácil me manter nessa nova dieta, já que ao contrário das outras, não parecia nada drástica. E também não era nada tão restrtito como se vê com algumas modelos, que reduzem as calorias e fazem apenas uma refeição por dia. Seguir essa dieta é fácil porque sabe que poderá comer boa parte do dia", afirma Amanda. 

Uma na dieta inclui itens como aveia com berries e banana no café da manhã, fruta fresca como lanche, salada e abacate no almoço e burritos no jantar. 


No começo, ela fala que sentiu alguns efeitos negativos por ter de agrupar todas as refeições do dia em oito horas e ter de passar muito tempo sem comer, mas logo se acostumou com a rotina. "É verdade que você pode se sentir um pouco devagar no começo porque ainda não está acostumado. Para facilitar, não recomendo cortar logo de cara café, açúcar e laticínios. Mas rapidamente fica fácil seguir essa alimentação", diz. 

Na dieta, Amanda optou por seguir uma alimentação natural, à base de produtos vegetais. E para alcançar os resultados também se dedicou à atividade física, com quatro a cinco sessões de musculação por semana e pouco de exercício de cardio todos os dias. 

Leia também: 5 dias de jejum ajudam a emagrecer e ainda te deixam mais saudável, diz estudo

Cellulite has been an issue for me pretty much since my mid twenties. When I was eating crap, drinking crap, working a sedentary office job, on the pill etc. And even though I had exercised consistently and ate pretty healthy I only had managed to get it to disappear once before (then I broke my leg and was fucking sedentary again for 12 weeks and it all came back). 😂😂😂 This is six months of consistent training, diet & comp prep. This is trusting my coach @veganfitnessmodel This is using @atpscience block E3 and subcut, along with dry brushing & bentonite clay. This is hard work and sacrifice. This is not me leaning forward to give the illusion my butt looks better than it is 😂😂 P.S forgive the tramp stamp... I was 18! 😂 . . . #booty #peach #peachybooty #bootygoals #bootygains #butt #bootyfordays #veganbooty #nofilter #vegansofinstagram #vegansofaustralia #veganlife #veganlifestyle #vegansofig #vegansofaustralia #veganism #plantbased #naturallyfit #naturallyfitgames #naturallyfitgames2017 #nfg #nabbawff #nabba #ifbb #ifbbbikini #ifbbamateur #ifbbaustralia #ifbbbikininovice #veganfit #vegainz #veganbodybuilding

A post shared by Amanda Fisher (@amandaroseofficial) on


Busca por motivação

Outro ponto que ajudou Amanda a buscar a boa forma e se esforçar para manter o corpo foi se manter motivada. O pontapé inicial veio depois de se ver em uma foto que tirou quando passou férias na Tailândia, em 2010. Na imagens, ainda com mais de 90 kg, ela aparece em um hall de hotel. Ela conta que não queria mais ser aquela mulher, com aquele corpo e, por isso, decidiu mudar. 

Foto que motivou a mudança de Amanda Fisher
Reprodução/Instagram/@amandaroseofficial
Foto que motivou a mudança de Amanda Fisher


Depois de alcançar o peso e as curvas desejadas, Amanda fala que precisava de uma nova motivação. Foi nesse momento que os concursos fitness entraram na vida dessa australiana. "Depois de atingir o meu objetivo, sabia que precisaria de outra meta. Comecei nas competições porque queria ter alguma coisa pelo que trabalhar. Já foram três torneios esse ano e espero fazer mais em 2018". 

Entretanto, ela reconhece que essas estratégias podem não servir para todo mundo. Para ela, o jejum intermitente foi a melhor opção porque ela diz que antes da dieta, comia por compulsão. "Comia quando parava para ver televisão e quando não tinha nada para fazer. Com esse jejum, descobri um objetivo e parei de comer sem parar. Quando feito corretamente, tem ótimos resultados", fala Amanda. E vale lembrar que é sempre indicado procurar um nutricionista ou médico antes de começar uma dieta. 

    Leia tudo sobre: dieta