Tamanho do texto

Pesquisa canadense reuniu diversos estudos feitos sobre adoçantes e mostra que esse item pode ter relação com obesidade e doenças do coração

O açúcar refinado é um vilão da alimentação saudável e da dieta e para cortar ou reduzir o consumo desse item, muitos optam por adoçante artificial. Esse produto também é o número  na lista de muita gente que está querendo perder peso. Entretanto, um novo estudo aponta que esse produto pode não apenas não te ajudar a emagrecer, como pode fazer você engordar. 

Leia também: Quais os riscos e benefícios e como usar os adoçantes

Adoçante pode acabar com sua dieta para perder peso
shutterstock
Adoçante pode acabar com sua dieta para perder peso


A pesquisa foi publicada no Canadian Medical Association Journal e nesta semana a revista "Time" comentou os resultados. Os pesquisadores canadenses avaliaram 37 estudos sobre adoçante para saber se esse item realmente ajuda no emagrecimento. No total, mais de 40.000 pessoas foram observadas por 10 anos nesses estudos. 

Eles apontam um caminho perigoso, mostrando que aqueles que consumiam bebidas com adoçantes diariamente - uma ou mais dose por dia - não emagreceram e ainda faziam parte do grupo de risco de desenvolver problemas de saúde como ganho de peso e obesidade, diabetes e doenças do coração. 

O problema é a má interpretação desses produtos. "Acho que há um pressuposto de que quando não há calorias, não há nenhum mal", diz Meghan Azad, autora da pesquisa canadense e professora assistente do departamento de pediatria e saúde infantil na University of Manitoba, no Canadá, à revista "Time". 

Leia também: Mel, agave ou melado? Qual o melhor para sua dieta?

Outras pesquisas

Todos os estudos analisados na pesquisa indicam que não há um substituto mágico para o açúcar e algumas outras pesquisas ainda tentam explicar a relação do adoçante com o ganho de peso ou doenças do coração. Uma delas fala que o produto interfere na microbiótica, conjunto de bactérias intestinais responsáveis pela absorção de nutrientes. Outra diz que beber ou comer coisas adoçadas, mesmo que artificialmente, faz as pessoas terem ainda mais vontade de comer doces. Ainda há quem diga que os adoçantes interferem na maneira como o corpo metaboliza o açúcar. 

Leia também: Refrigerante diet é culpado por você não emagrecer, diz estudo

Ainda não há uma resposta definitiva que relaciona o uso de adoçante a quadros de ganho de peso ou doenças, mas vale o alerta. Esse produto, se consumido com moderação, pode entrar na dieta e ajudar muitos a diminuirem a ingestão de açúcar refinado e também é uma saída para quem sofre com problemas como diabetes. O risco está no uso indiscriminado pela ideia das "zero calorias". Por preaucação, a autora da pesquisa canadense diz que deixou o adoçante artificial de lado. "Antes colocava todos os dias no meu café. Agora só coloco leite", fala Meghan. 

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.