Tamanho do texto

A alteração no horário pode mexer com a qualidade do sono e com o metabolismo, fatores diretamente ligados ao sucesso da dieta

O horário de verão acabou no final de semana e quem mora nas regiões do Brasil que adotavam a medida tiveram de atrasar em uma hora o relógio, voltando os ponteiros para às 23h na noite de sábado. Há quem comemore ter uma hora a mais para dormir, mas essa mudança pode influenciar em sua dieta.

Leia também - Detox colorido: como escolher os alimentos pela cor e potencializar resultados

Mudança do horário de verão pode impactar na dieta
Creative Commons
Mudança do horário de verão pode impactar na dieta


Durante o horário de verão , nos acostumamos com os dias mais longos e a olhar pela janela e ainda ver sol bem depois das 19h. Com isso, criamos um horário rotineiro para dormir. Mesmo com a mudança, o ideal é tentar manter isso e não esticar as horas de sono ou se privar dele. Segundo a nutricionista Raquel Britzke, isso deve ser levado em conta por quem quer emagrecer. 

A alteração no sono influencia no metabolismo do nosso corpo - e sabemos com metabolismo acelerado há mais queima de gordura e, assim, fica mais fácil emagrecer. Dormir pouco é o pior cenário. "Qualquer quantidade de privação de sono pode afetar os níveis hormonais no corpo, o que pode levar a mudanças no apetite, causando um aumento na ansiedade e vontade de comer", explica Raquel.

Leia também - Termogênico acelera o metabolismo e ajuda a emagrecer, mas requer cuidados

Ela ainda detalha o motivo de sentirmos mais fome quando dormimos pouco ou mal: "A deficiência de sono aumenta a liberação do hormônio grelina, que nos faz sentir fome, e diminui a liberação do hormônio leptina, o que nos faz sentir satisfeitos quando comemos. Distúrbios do sono também aumentam a resistência à insulina e incentivam o corpo a armazenar mais calorias em gordura". 

Alimentos aliados

E já que o assunto é sono, ajustar a dieta também é uma ótima opção para dormir bem e não sentir os efeitos da mudança de horário. "Procure sempre por alimentos leves e mais proteicos combinando com gorduras boas, como abacate, azeite de oliva extra virgem, amêndoas ou outra oleaginosas a noite. Este tipo de alimento demora mais para metabolizar, sendo assim, ajuda a manter um sono mais longo", explica Raquel. 

Então, preste atenção no jantar deste sábado. Mas não vale exagerar, ou a refeição irá pesar e o processo de digestão vai mais atrapalhar do que ajudar na hora que for para cama. 

Leia também - 7 temperos que ajudam a emagrecer

Sai, preguiça

Como irá anoitecer mais cedo, você pode sentir sono antes e dormir mais. E aí já passou pela situação de ter dormido demais e, mesmo assim, querer ficar mais tempo de olhos fechados. Raquel tem uma dica para acabar com a preguiça e garantir mais disposição. 

"Tente se expor à luz, preferencialmente, luz solar, assim que você acordar. Ver a luz do sol assim que acordar pode ajudar a redefinir o relógio de seu corpo, então tente comer o café da manhã na frente de uma janela ou fazer uma caminhada na rotina matinal."

Exercícios

Quem está de dieta e tenta emagrecer também deve fazer atividade física. De acordo com Raquel, o ideal é procurar o horário no qual seu corpo se adapta e responde melhor. Mas se no horário de verão era bom correr no parque no final da tarde, agora pode ser uma boa oportunidade para inverter e começar o dia na malhação. "Pesquisas mostram que quem malha ao acordar acaba tendo mais consistência para fazer atividade física. A razão para isso pode ser porque durante o dia muitos outros compromissos aparecem e a academia acaba ficando em segundo plano", diz a nutricionista. 

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.