O médico Roberto Chacur esclarece que o procedimento consiste em melhorar o tecido com bioestimulador, descolando-o do septo fibroso
shutterstock
O médico Roberto Chacur esclarece que o procedimento consiste em melhorar o tecido com bioestimulador, descolando-o do septo fibroso

Para muitas mulheres a celulite é uma característica um tanto indesejada, apesar de ser algo completamente comum e natural do corpo humano. Para aquelas que desejam acabar com as celulites, existem inúmeros procedimentos disponíveis, entre eles o GoldIncision surgiu uma opção moderna e menos invasiva. O médico Roberto Chacur, criador do procedimento explica como ele é realizado.

Segundo o médico, primeiro é necessário identificar a origem da celulite e a profundidade dela, pois cada uma possui características próprias, que precisam ser constatadas para um tratamento mais eficaz. Ele também explica que o tratamento age na melhora do metabolismo e da circulação, aplicando o produto em toda região das nádegas. 

"O paciente com celulite tem, em geral, uma irrigação deficiente na área, um problema de circulação e de metabolismo local lento. Por isso tentamos melhorar essas questões antes de tudo. Isso não diminui apenas as celulites, mas, dependendo do produto aplicado, também melhora a qualidade da pele na região”,  diz Chacur.

Apesar do que o senso comum sugere, o especialista esclarece que as celulites não podem ser simplesmente preenchidas, primeiro porque elas possuem causas variadas e segundo porque é um método ineficaz, que pode progredir para efeitos negativos. 

"Usamos o produto não para preencher, mas apenas bioestimular, descolando o tecido do septo fibroso, porque não é possível preencher embaixo desse septo, a celulite é como capitonê, se isto for feito pode até ter uma piora no quadro”, fala o especialista. 

O procedimento, que dura em média de um a três anos, não tem muitas possíveis complicações. De acordo com o médico, para evitá-las é preciso seguir à risca o protocolo do pós acompanhamento. 

“O protocolo de pós acompanhamento é o uso de curativos compressivos,  como a bermuda compressiva, que serve para evitar as possíveis complicações que podem aparecer, como manchas hipercrômica e o acúmulo de sangue e líquido inflamatórios locais”, finaliza Roberto Chacur. 

Agora você pode acompanhar todos os conteúdos do iG Delas pelo nosso canal no Telegram. Clique no link para entrar no grupo. Siga também  o perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários