Nomeada de síndrome de Burnout Materno, o sentimento de exaustão e fracasso é muito comum durante o pós-parto.
Reprodução/Instagram
Nomeada de síndrome de Burnout Materno, o sentimento de exaustão e fracasso é muito comum durante o pós-parto.


A atriz Thaila Ayala, de 36 anos, usou o Instagram nesta segunda-feira (6), para falar sobre o cansaço materno que vem sentido. No vídeo publicado, Thaila questiona se “algum dia na vida de uma mãe, a gente não acorda exausta?”. 

O sentimento da atriz não é algo incomum, apesar de ainda a ser uma tabu na sociedade. O cansaço materno atinge milhares de mulheres ao redor do mundo. Segundo o levantamento do Google, feito neste ano para o Dia da Mulher, as frases “cansada mentalmente” e “cansada psicologicamente” se tornaram recorde de buscas no ano de 2021. 

Além disso, uma pesquisa feita pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, em parceria com a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, apontou que 63% das mães entrevistadas demonstravam sintomas depressivos durante a pandemia devido à sobrecarga de funções.  

Outro estudo, feito pelo jornal norte-americano The New York Times, apresentou resultados semelhantes: 69% das mães entrevistadas se sentiam estressadas e com a saúde mental prejudicada, enquanto esse número em relação aos pais caia para 51%. 

Além dos efeitos negativos que a pandemia causou nas mães, outro fator agravante atinge as mulheres. A chamada síndrome de Burnout Materno afeta mães de recém-nascidos e de crianças pequenas, causando sintomas como sentimento de culpa e fracasso; exaustão física e mental; irritabilidade e apatia. Podendo evoluir em muitos casos, para uma depressão pós-parto.

Agora você pode acompanhar todos os conteúdos do iG Delas pelo nosso canal no Telegram.  Clique no link para entrar no grupo. Siga também o perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários