Maria Lina
Carine Walace
Maria Lina



Em entrevista à Marie Claire, Maria Lina (23) desabafou após ter sua vida virada para baixo com uma fama repentina , uma gravidez e a perda do filho recém-nascido e seu relacionamento com Whindersson Nunes. Maria Lina começou falando de como foi a sua gravidez e a parte mais difícil dela: a perda do seu filho. 

"Acho que as mães vão entender do que estou falando, mas sempre soube que teria um menino, o João Miguel. Minha gravidez foi perfeita, nota dez, ele era um bebê muito saudável, e eu uma mãe que me cuidava bastante, comia bem, fazia exercícios, reposição de vitaminas. A única coisa que senti foi enjoo no começo, tinha que tomar soro quase toda semana porque não descia nem água", relembra a influencer.



Leia Também

Leia Também

Ela desabafa que tem uma condição chamada trombofilia- que pode causar abortos e partos prematuros- mas que ela só descobriu depois. O tratamento é com anticoagulante, mas a maioria das mulheres só descobre depois de uma ou mais perdas.

Quando Maria Lina estava com 22 semanas, acordou sentindo dores e começou a ter sangramento, o que a fez ir correndo para o hospital, juntamente com seu ex-companheiro Whindersson. Chegando lá, descobriu que estava em trabalho de parto e deu à luz João Miguel. No entanto, o casal teve apenas 30 horas com o primeiro filho, que não resistiu.

"Fui para o hospital grávida e voltei com o colo e a barriga vazias. Não existe dor maior do que essa para uma mulher. Apesar disso, meu parto foi um momento mágico, único", relembrou. 

O segundo ponto da entrevista foi sobre a relação e a separação com o Whindersson, que a influencer é bastante direta que não foi ela que optou pelo término e que ainda está em fase de superação também.  "Um pouco depois, Whindersson e eu nos separamos. Não foi uma escolha minha [a separação]. Por mim isso não teria acontecido", explica. 

Apesar disso, a influencer também deixa claro que ambos são amigos e que admira muito o ex-companheiro. Ela finaliza abordando que pretende se reestabelecer em São Paulo, montar um salão de beleza. 

"Quero montar um negócio na área de beleza, um espaço de bem-estar para as mulheres, um salão especializado em unhas. Minha ideia é abrir até o final do ano, sem sócios. Com minha cara e minha coragem de sempre", finaliza.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários