tatuagem em pele negra
Reprodução/Instagram
tatuagem em pele negra






Muitas pessoas ainda hoje são julgadas negativamente pelo uso de tatuagens. Da mesma forma, o mito de que a tatuagem colorida não pode ser feita em pele negra também é uma forma de discriminação , de acordo Karoline Portela, mais conhecida como Kalibre e especialista em tatuagem para pele negra. 

"Esse mito foi construído a partir da colonização, já que a tatuagem no Brasil surgiu através dos marinheiros, que trouxeram uma forma tradicional de tatuagem americana, por meio de pigmentos fortes e coloridos ”, explica. 


A especialista comenta que antigamente os tons variados de pigmentos eram extraídos da própria natureza. A escama de peixes e bicos de patos eram usados como instrumentos pelos egípcios e outras culturas nativas não brancas para realizar suas tatuagens e piercings com vários significados. 

Portela explica que no mundo há diversos tons de pele negra com várias possibilidades de pigmentos. A melanina, mais presente em pessoas negras, segundo ela, é uma proteína poderosa que por si só já promove a coloração e proteção. Desta forma, nem todas as cores de pigmentos podem ser exploradas na pele negra, necessitando cuidado. 

"Com o crescimento do mercado da tatuagem, conseguimos ter acesso aos pigmentos e materiais cada vez melhores, possibilitando assim, uma variação ainda maior de pigmentos e equipamentos que possibilitam uma exploração maior”, declara. 

Cuidados na pele negra

tattoo colorida
Rprodução Instagram
tattoo colorida


Aline Monteiro, outra tatuadora negra, explica que quando se aplica a tinta colorida ou preta através da tatuagem na pele, a melanina com o passar do tempo vai se misturar com a tinta e fazer com que a cor fique mais escura.

"Eu sou negra em um tom mais retinto de pele e tenho uma tattoo onde apliquei a cor amarela. No momento da aplicação ela ficou exatamente na cor da embalagem da tinta, porém com o passar do tempo ela foi ficando alaranjada, pois minha melanina se misturou com a tinta”, comenta. 

Desta forma, a profissional sinaliza que o que deve ser feito é usar cores que favoreçam o tom da pele negra, tais como vermelho, verde e azul. Quanto mais retinta for a pele negra, significa mais melanina que a torna mais pigmentada.  

Ela enfatiza que não existe pigmento específico para pele negra, mas existem tatuadores que fazem questão de dar uma atenção maior para  esta cor de pele: a  aplicação correta e a orientação do tatuador é essencial. A tatuadora ainda comenta que, infelizmente, nem todos tatuadores dão essa atenção, fazendo com que muitos clientes negros cheguem em sua sala de atendimento cheios de receios com as tatuagens coloridas.

Monteiro finaliza salientando ainda que a pele negra também é muito sensível, então procurar um profissional que tenha cuidado com esse tipo de pele é essencial para não desenvolver queloides no local.

Já Kalibre finaliza que a tatuagem em pele negra é algo ainda pouco explorado no Brasil e, desde 2013, ela vem estudando e quebrando tabus referente a pigmentação na pele negra. Uma das suas formas é trazer como horizonte a cultura afro-brasileira e indígena para os seus trabalhos. "Os espaços que aceitam meu tipo de trabalho ainda é minoria, mas com minha caminhada, minha existência, tenho feito valer minha presença e meus estudos”, finaliza.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários