bell hooks
Reprodução/Instagram
bell hooks



Gloria Jean Watkins, mais conhecida como bell hooks, completa 69 anos neste sábado (25). hooks é professora, teórica e a ativista dos estudos feministas e de negritude norte-americana. O nome "bell hooks" foi inspirado na sua bisavó materna, Bell Blair Hooks. A letra minúscula é um posicionamento pessoal da autora que busca dar enfoque ao conteúdo da sua escrita e não à sua pessoa.

hooks nasceu em 1952 em Hopkinsville, uma cidade rural do estado de Kentucky, no sul dos Estados Unidos. Formou-se em literatura inglesa na Universidade de Stanford, fez mestrado na Universidade de Wisconsin e doutorado na Universidade da Califórnia. Seus principais estudos estão dirigidos aos estudos sobre raça, gênero e classe.

Durante sua infância, estudou em escolas públicas para negros, pois nos Estados Unidos ainda havia escolas que praticavam segregação racial. A sua  experiência com a vida, a vizinhança e a escola serviram como primeiras fontes dos seus estudos sobre a questão racial e de gênero. 

Aos 69 anos, hooks já publicou mais de trinta livros e numerosos artigos acadêmicos, apareceu em vários filmes e documentários, participou de várias palestras públicas e, em 2014, fundou o bell hooks Institute com sede no Berea College, nos Estados Unidos.

Uma das suas principais obras é o livro Ain't I a Woman? (E eu não sou uma mulher), no qual a autora aborda sobre feminismo negro e a realidade das mulheres negras na sociedade. A obra "All about Love" (Sobre o amor) também é bastante discutida mundialmente no meio universitário.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários