Samara Felippo e a filha Lara
Reprodução/Instagram
Samara Felippo e a filha Lara

Samara Felippo  contou em uma live feita segunda-feira, 13, sobre o episódio de racismo que sua filha Lara, 8 anos, sofreu na escola. A atriz fala há alguns anos sobre criação antirracista e como ela mesma precisou se desconstruir para apoiar as filhas de maneira adequada . Em outras ocasiões, Samara já compartilhou episódios de racismo que suas filhas passaram envolvendo seus cabelos afro . Desta vez, a atriz conta que Lara relatou falas racistas que recebeu de um colega de escola.

Na conversa com a atriz Carolinie Figueiredo e com a escritora Thainá Briggs, autora do livro "Mães pretas - Maternidade solo e Doridade", Samara lembra quando sua filha relatou que "um amiguinho dela chamou ela de negrinha chata. 'Ah, sua negrinha chata.'" Ela fala que descobriu que este fato tinha acontecido há uma semana e Lara havia guardado isso em silêncio.

"Me deu uma taquicardia momentânea, e eu falei: 'filha está tudo bem? Como é que você recebeu isso? Você precisa falar com a professora na hora, porque o menino branco lá que falou não pode repetir isso. Ele tem que aprender que isso é crime'", recordou Samara. Ela contou que mandou um e-mail para a escola tanto para denunciar o caso de racismo, quanto para evitar novos episódios. A instituição respondeu que chamou os pais e o menino para uma conversa.

Ao final da live, Samara lembra o quanto ficou abalada com toda a situação, mesmo sabendo o quanto sua filha é forte. "Eu falei: 'você está bem meu amor, está tudo bem? Você se ofendeu, se humilhou?' Ela respondeu: 'não, mamãe, eu só fiquei com vergonha de falar na hora.' Eu disse: 'mas tem que falar na hora, não só para esse corpo docente saber, ter capacidade de lidar com a situação racista, como para esse menino aprender também.'"

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários