Em Mamma Mia, um homem mais novo se interessa por Tanya
Mamma Mia!
Em Mamma Mia, um homem mais novo se interessa por Tanya

Ser uma "mamãe de açúcar" para a engenheira Fabíola*, 51, é selecionar quem está ao lado e sentir que há homens interessados em aproveitas novas experiências com ela. Para a gerente Helena*, 36, ajudar uma parceira financeiramente é algo estimulante. Apesar de minoria dentro desse universo em que os relacionamentos explicitamente envolvem trocas de presentes e ajuda financeira, a presença de mulheres na posição de comando neste meio vem crescendo. 

O principal ponto do relacionamento sugar é o interesse e objetivos das partes envolvidas, com um parceiro mais novo sendo bancado e mimado pela sugar mommy, uma mulher com uma carreira de sucesso, as “mães de açúcar”. 


Fabíola* e Helena* são usuárias de um site especializado neste tipo de relacionamento. Tanto mommys quanto babies podem se cadastrar na plataforma e encontrar parceiros jovens e que buscam um relacionamento em que possam desfrutar do conforto e outros mimos bancados por uma pessoa mais velha e bem sucedida. 

Fabíola descobriu essa forma de relacionamento através de uma novela, onde a personagem tinha um relacionamento onde um homem mais velho a patrocinava. "Na época eu não entendia que esse modelo poderia se aplicar também para mulheres”, diz.


Helena, que é lésbica, explica que no meio LGBT o assunto sempre foi mais comum e ter casais com uma grande diferença de idade também é normal. "Eu sempre gostei de me relacionar com pessoas mais jovens, mesmo quando era mais nova, então eu já tinha um perfil meio “Sugar Mommy” mesmo sem saber direito."


Para elas, o relacionamento sugar é unir o útil ao agradável. Fabíola conta que as relações sugar para ela significa uma forma de relacionamento discreta, onde pode filtrar pessoas com um nível cultural de seu gosto. Helena gosta de estar com alguém interessante e atraente, que quer ser ajudado na carreira e vida. 


Os benefícios para os lados


Seja por pressões estéticas ou estereótipos sociais, as mulheres mais velhas passam por julgamentos, tanto pela sua aparência, quanto pelo seu modo de agir e até mesmo sua vida sexual. Fabíola conta que o relacionamento com seu parceiro baby deu um up em sua autoestima. 


“A maior mudança foi na questão sexual, me sentir desejada, atraente mesmo após tantos anos fez bem pra minha autoestima e libido, então acredito ser positivo”, conta. Para Helena, encontrar as relações mais diretas e transparentes ajudam na sua rotina, que é cheia no dia-a-dia. 

Você viu?


Roupas, eletrônicos, viagens, esses são alguns dos mimos comuns dos babys. A gerente foca na carreira de sua parceira e banca os estudos, cursos de línguas e presentes no geral. Para a engenheira, é natural querer agradar, mimar e ver o parceiro bonito. "Dou uma mesada para que ele se mantenha confortavelmente no mês, também gosto bastante de presentear com roupas, eletrônicos."

O atual parceiro de Fabíola* é seu segundo baby, e ela conta que prefere estar em relacionamentos longos e fixos. "Estamos juntos há 8 meses. Com o anterior foram 11 meses de relacionamento." Não é só sobre dinheiro. Estar com alguém que seja carinhoso, romântico, bonito e elegante também são algumas das características buscadas pelas sugar mommys. 


Mais sigilo garantido


Mesmo com o assunto em pauta, a maioria das sugar mommys ainda preferem o sigilo quanto os relacionamentos sugar. "Procuro ser bastante discreta quando saímos juntos, pois esse modelo ainda é meio novo pra mim, mas ele (meu parceiro) não parece se incomodar e isso me deixa mais confiante. Mas não é um assunto que comento com amigos e família, por exemplo. Por enquanto é algo só nosso. Não sei como eles reagiriam", conta Fabíola.


Para Helena, o julgamento vem por serem duas mulheres juntas. “Não me importo (de saberem), acho que o julgamento vem mais pelo fato de estar saindo com outra mulher do que por ser Sugar Mommy, que muitos nem sabem o que é. Minha família e amigos aceitam tranquilamente, mas também não fico dando detalhes.”


Segundo um levantamento feito pelo Universo Sugar, a idade média das mommys é entre 35 e 55 anos, com filhos e 51% das entrevistadas buscam romances. Usar a plataforma de relacionamento sugar para encontrar seus babys é vantajoso, como contam as mommys.

"Eu gosto pelo fato de filtrar as pessoas, e também encontrar de cara as informações no perfil ajuda a alinhar expectativas de ambos. Tira um pouco daquela ansiedade de estar conversando com um completo estranho. Fora que nesses sites eu posso também me manter anônima usando apelidos, o que me deixa mais segura", conta Fabíola. 


Helena também usa outras plataformas, como aplicativos de namoro, mas diz que a vantagem do site é a informação que as babys encontram sobre a relação sugar. "Ajuda a encontrar pessoas que estão a fim de viver um relacionamento “normal”, com a vantagem financeira já bem clara", completa.

*Nomes fictícios para preservar a imagem das fontes.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários