A caspa causa incômodo e muita coceira
shutterstock
A caspa causa incômodo e muita coceira

Elas são brancas ou amarelas, ficam em evidência, causam muita coceira e incomodam bastante! A caspa ou dermatite seborreica é um fungo que aparece sem avisar e não é nada bem-vinda. O problema afeta mais de 60% da população brasileira. Em geral ocorre no couro cabeludo , mas também pode atingir sobrancelha, peito, orelha e até nos cílios.

Além de ser um desconforto, a caspa também pode desencadear distúrbios e afetar a autoestima de quem lida com a dermatite, conforme explica a dermatologista Regislaine Miquelin: “A doença não é contagiosa e também não é ocorre por falta de higiene. Suas causas são incertas, mas a genética e alguns fatores externos, como infecção fúngica, alergias, estresse emocional, baixas temperaturas, medicamentos e oleosidade estão relacionados à condição”.


Quem sofre com a descamação fica inseguro de mexer nos cabelos ou usar roupas pretas, já que qualquer movimento no couro cabeludo pode soltar os pontinhos brancos. Mas, mesmo que a vontade de coçar seja grande, é importante evitar mexer nas casquinhas. Isso porque as manchinhas vermelhas deixadas pela descamação ardem e podem até causar feridas no couro cabeludo. 

O tratamento precoce das crises de dermatite seborreica é superimportante, como explica a dermatologista Laís Leonor. Ela aconselha lavagens mais frequentes, interrupção do uso de sprays, pomadas e géis que aumentem a oleosidade dos cabelos. Também é recomendado evitar o uso de chapéus ou bonés, usar xampus que contenham ácido salicílico, alcatrão, selênio, enxofre, zinco e antifúngicos.

O tratamento pode incluir ainda cremes e pomadas com antifúngicos e corticosteroide, que podem ser indicados por especialistas dependendo do quadro clínico da dermatite seborreica. 

Você viu?


Opções naturais para o tratamento da caspa


Além do shampoo anticaspa, o óleo de melaleuca também é um aliado para quem busca por uma opção mais natural de tratar o problema. Ele pode ser usado no rosto e no couro cabeludo, possui ações antifúngicas e anti-inflamatórias, desinfectando as feridas e amenizando a vermelhidão. 


“O óleo de melaleuca ajuda a remover as escamas que ficam no couro cabeludo. É possível adicionar até três gotas da melaleuca em xampu específico para dermatite seborreica ou aplicar diretamente nos lugares prejudicados e deixar agir entre três e cinco minutos antes de lavar. O óleo também ajuda a controlar a oleosidade dos fios e já é componente de alguns dermocosméticos”, diz Leonor.

O vinagre de maçã e o gel da babosa também podem ser soluções baratas e funcionais. O vinagre auxilia no combate do excesso de fungos. Para aplicá-lo, basta molhar um algodão e passar na área infeccionada pela caspa. Já a babosa é uma planta medicinal e que causa sensação de alívio. Aplique o gel da planta sobre a área e lave normalmente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários