Por conta do diagnóstico do filho de apenas 18 meses, Sara Chivers percebeu que poderia fazer algo pelos filhos mesmo com pouco tempo de vida que tem

Nascer, crescer, envelhecer e morrer. Essa linha do tempo, apesar de ser realidade para a maioria das pessoas, nem sempre é o que acontece com cada um de nós. No caso da australiana Sara Chivers, de 34 anos, ela sabe que sua vida será interrompida antes da fase do envelhecer por conta de um câncer terminal. Entretanto, foi ao receber o diagnóstico de tumor no cérebro do filho de apenas 18 meses que a mãe percebeu que tinha de fazer algo antes de morrer.

Leia também: Mãe decide seguir gravidez até o fim mesmo sabendo que bebê só viveria minutos

Além de receber o diagnóstico de um câncer terminal, mãe também viu o filho de 18 meses desenvolver tumor no cérebro
GoFundMe/Reprodução
Além de receber o diagnóstico de um câncer terminal, mãe também viu o filho de 18 meses desenvolver tumor no cérebro

Mesmo com o pouco tempo que tem, Sara viu que ainda podia lutar pela vida dos filhos – ela também é mãe de um menino de três anos. Além de focar no tratamento do pequeno Alfie, a australiana também escreveu um carta emocionante dizendo como os filhos devem viver a vida após sua partida.

“O diagnóstico de Alfie me deu algo para lutar. Não é mais sobre mim, é sobre ele”, explicou em entrevista ao site “The New Daily”, que divulgou a carta para os meninos. Confira:

“Queridos Hugh e Alfie,

Não estarei por perto para vê-los crescer. É algo muito difícil de dizer, ainda mais difícil de encarar. Vocês terão de ouvir dos outros as pequenas coisas que me fizeram eu mesma: meu perfume favorito é o Michael Kors, minha refeição favorita é espaguete à bolonhesa, inverno é minha estação favorita. Eu queria ser uma cozinheira melhor. Sou uma guardiã de momentos: pequenas etiquetas de nomes de hospitais, o poema que Leigh (marido de Sara) escreveu para o meu aniversário de 21 anos, primeiras roupinhas de bebê.

Sei que papai, nossa família e amigos vão me manter viva para vocês o quanto eles puderem, mas há algumas coisas que eu quero que vocês escutem de mim.

Não tenham medo de expressar suas emoções. Eu nunca vou me cansar de ouvir ‘eu te amo’ de Leigh, vocês, minha família e amigos.

Amem fortemente. Como é dito, é melhor amar e perder do que nunca amar. É como eu me sinto sobre vocês dois. Um coração quebrado não chega perto da dor que eu sinto por não poder estar na vida de vocês no futuro, mas eu nunca mudaria ou renunciaria o tempo que passamos juntos ou a imensa alegria que vocês me trouxeram. Vocês são, sem dúvida, as conquistas que mais me orgulho.

Leia também: Mãe transforma cadeira de rodas da filha em carruagem de princesa

Alfie, de 18 meses, foi diagnosticado este ano com tumor no cérebro, que, segundo os médicos, não é relacionado ao da mãe
GoFundMe/Reprodução
Alfie, de 18 meses, foi diagnosticado este ano com tumor no cérebro, que, segundo os médicos, não é relacionado ao da mãe

Prestem atenção nos estudos, mas saibam que existe muito mais que textos. Pratiquem esportes coletivos. Tentem um instrumento musical. Aprenda uma língua.

Sempre tentem o seu melhor. Eu não pediria nada mais de vocês. Nunca temam falhar – vocês aprenderam mais com seus erros do que com o sucesso. Não há nada mais certo que mudar, então abrace isso. Não tenham medo de tentar coisas novas. Viajem o quanto puderem, isso vai moldar quem vocês são.

Sejam firmes em suas convicções e acreditem em vocês mesmos. Nunca provoquem ou ridicularizem alguém apenas por ser diferente de vocês. Vocês serão uma pessoa melhor cercando-se com pessoas que vão desafiar suas opiniões e crenças.

Eu nunca consigo enfatizar suficientemente a importância das boas maneiras a mesa. Lembrem-se de dizer ‘por favor’ e ‘obrigado’. Acrescentem aos nomes dos pais dos seus amigos os termos ‘senhor’ e ‘senhora’, a menos que eles digam o contrário. Arrumem suas camas quando estiverem na casa dos outros e sempre se ofereçam para limpar a mesa e as louças.

Vocês terão amigos por um tempo, amigos por um motivo e amigos para a vida. Não vai demorar muito para determinarem em quais categorias cada um se enquadra.

Família vem em primeiro lugar. Nós sempre estaremos lá para vocês voltarem, independentemente de qualquer erro ou escolhas erradas, e iremos ajudá-los nos momentos difíceis e celebras as vitórias da vida.

Leia também: Mãe faz alerta: menino quase se enforca com cordas de persiana vertical

Sejam gentis com o papai. Não será fácil para ele criá-los sozinho, mas todos as decisões que ele tomar será com as melhores intenções possíveis. Ele é um pai excepcional e um verdadeiro exemplo. Não o deixe duvidar de si mesmo ou do maravilhoso trabalho que ele fará para moldá-los nos homens que eu sonhei que vocês se tornassem.

Vai chegar o momento em que ele irá querer encontrar a felicidade de novo com uma nova parceira. Aceitem e abracem essa decisão, e saibam que ela será uma influência feminina positiva na vida de vocês também. Eu tenho a absoluta fé de que ele tomará a decisão certa, para ele e para vocês dois, e espero que ela enriqueça a vida de vocês da mesma forma que vocês enriqueceram a minha.

O pai de vocês é o homem mais admirável e corajoso que eu já conheci. Ele é meu companheiro, minha rocha, meu tudo. Ele mostrou verdadeira coragem para encarar nossas adversidades, e sem ele do meu lado eu teria desmoronado. Serei para sempre grata pelo tempo que passamos juntos, as memórias que criamos, o amor que compartilhamos. Sempre foi ele. Sempre será.

Com amor,

mamãe”

Câncer

Carta de Sara para os filhos também é uma declaração de amor ao marido:
GoFundMe/Reprodução
Carta de Sara para os filhos também é uma declaração de amor ao marido: "Ele é meu companheiro, minha rocha, meu tudo."

Sara se viu livre do câncer em 2008, mas em março deste ano ele voltou mais forte, já havia três tumores quando foi feito o diagnóstico. Não há mais chance de cura para a australiana.

Leia também: "Foi algo inexplicável", diz mãe ao ver filho com deficiência andando de skate

Quando ela passava por uma cirurgia para tentar reduzir um dos tumores, o filho mais novo, Alfie, começou a ficar seriamente doente. Foi quando um câncer no cérebro foi diagnosticado no menino. Não há relação entre os tumores do filho e da mãe, e o tratamento da criança está em andamento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.