Se essa pergunta já passou por sua cabeça, confira alguns dos hábitos mais desagradáveis e reconheça honestamente quantos deles você comete todos os dias

Embora a chatice seja um conceito subjetivo, algumas atitudes contribuem de forma definitiva para tornar um sujeito maçante. “Quem ganha este rótulo geralmente é monótono, entediante, excessivamente pessimista, insistente ou repetitivo. Faz sempre as mesmas perguntas, é extremamente minucioso, reclama o tempo inteiro ou é inconveniente, criando uma situação desconfortável”, diz Antonio Carlos Amador Pereira, professor de Psicologia da PUC-SP.

Também existe a possibilidade de a atitude em si não ser o problema, mas sim a frequência com que ela acontece. Um colega que faz uma piada sem graça ao chegar ao trabalho consegue ser tolerado naquele momento, mas a situação se complica quando ele passa a ter o mesmo discurso todos os dias – e os outros são obrigados a escutá-lo.

É facil reconhecer um chato, mas é dificíl se ver como parte desse grupo. “O primeiro passo para abandonar esta fama é a autoanálise: os amigos estão se afastando? Os conflitos nos relacionamentos aumentaram? E, então, é necessário melhorar a convivência”, sugere Helio Deliberador, professor do Departamento de Psicologia Social da PUC-SP.

Quem nunca pegou um ônibus em que alguém falava absurdamente alto ao celular? Ou foi a algum evento em que o palestrante tinha a mania de repetir a mesma expressão a cada duas frases? Ou tem aquele amigo monotemático que sempre reclama e conta os mesmos problemas? Na presença de pessoas próximas com esta característica, vale avisar.

Muita atenção, no entanto, ao modo de falar. “Não adiantar usar um tom acusatório, porque o outro fica na defensiva. A melhor saída é explicar como você se sente em relação a determinada situação e qual seria sua reação caso ele agisse de um jeito diferente”, aconselha Antonio Carlos.

A chatice, em suas mais variadas formas, pode surgir em decorrência de insegurança e pela busca de atenção - o que quer dizer que o comportamento mal recebido por quem está ao redor pode ter sido uma tentativa de se destacar. No caso de desconhecidos e colegas de trabalho, resta mesmo desenvolver a tolerância. Para ajudar, comece analisando a si mesmo: quantas das atitudes descritas na galeria acima estão entre seu repertório diário? Cuidado, o chato pode ser você.


Consultoria: Sofia Rossi, consultora de etiqueta e autora do livro “Modos e Estilo: Seu Guia de Boas Maneiras” (Editora Reproarte).

Leia também

Você é civilizado? 30 deslizes da etiqueta do dia a dia
Os 11 comportamentos mais insuportáveis do Facebook

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.