É com essa pergunta que a roteirista Renata Quintela aborda desconhecidos na rua em um projeto para tornar o dia dos outros melhor

O que você faria se visse alguém que precisa de ajuda? A resposta mais eficaz pode ser mais simples do que você imagina. Ao menos para a roteirista Renata Quintela, que desenvolveu um projeto para aproximar as pessoas perguntando do que elas precisam imediatamente.


Já fiz supermercado para um amigo sem grana, já fiquei com uma amiga no hospital. Um dia me deu vontade de fazer isso para as pessoas desconhecidas

Formada em artes cênicas, Renata começou o projeto “A Jornada de Renata Quintela” no dia 5 de junho, espalhando a ideia de que todo mundo pode fazer alguma coisa por alguém e ajudar é mais simples e prazeroso do que se imagina. Mãe de família e “uma eterna caminhante”, como se define, o que a motivou foi pensar no sentido de sua própria vida.

“A ideia veio da minha cabeça. Eu já fazia e faço isso normalmente com os meus amigos. Já fiz compras de supermercado no meu cartão para um amigo que estava sem grana, já fiquei com uma amiga no hospital. Um dia me deu vontade de fazer isso para as pessoas desconhecidas, acreditando que o bem e o amor podem e devem ser espalhados”, conta.

Ao lado de quinze profissionais, a Jornada começa com uma simples pergunta: “o que eu posso fazer por você agora?” Dessa maneira, Renata ajuda desconhecidos em São Paulo – mas diz ter vontade de expandir o projeto pelo Brasil. A pergunta tem as respostas mais diversas: há quem precise ajuda para carregar uma sacola pesada; outro pediu uma força para puxar uma carroça. Uma mulher pediu ajuda para organizar uma festa de aniversário e houve quem quisesse um abraço.

Renata organizou uma festa de aniversário relâmpago para uma xará
Milene Milan
Renata organizou uma festa de aniversário relâmpago para uma xará

Para ela, todo mundo tem uma boa história pra contar e um desejo para realizar. A própria Renata não escapa: “O meu sonho número um é que meus filhos tenham saúde e se tornem adultos dignos. O meu sonho dois é que a Jornada se torne uma realidade. E o meu sonho três é ter um sítio, com animais, árvores e uma horta. Penso nele todos os dias da minha vida”, explica.

Leia também

Ser gentil faz diferença
50 filmes com lições de vida

Em dois dias de projeto, ela afirma que a repercussão foi bem maior do que o esperado. “Quase três mil curtidas na fanpage [do Facebook], centenas de e-mails lindos. Choro toda hora lendo. Mensagens me agradecendo e dizendo que tiveram forças, com o projeto, de fazer coisas pelas pessoas – e isso não tem preço”, conta.

O projeto pode contar com um futuro promissor. Quintela afirma que, graças à repercussão nas redes sociais, a produtora Vila Filmes está editando um piloto do projeto para levar aos canais a cabo. Renata também prepara uma surpresa para o dia 20 de agosto. Até lá, continua seguindo a Jornada. “Acredito que quando a gente chega com o amor verdadeiro nas pessoas e com o real desejo de fazer algo por elas, acessamos a luz que existe dentro de cada um. Esse é o meu objetivo”, finaliza.

Para participar da Jornada, clique aqui


Leia mais


Projeto registra história de pessoas apaixonadas pelo que fazem

Fotógrafo registra antes e depois da batalha da mulher contra o câncer de mama

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.