45 filmes para levantar a autoestima

Do drama à comédia, do fantástico ao biográfico: confira uma seleção de filmes com histórias sob medida para inspirar você a se sentir melhor

Aline Viana - especial para o iG São Paulo

“A autoestima é produto das nossas relações e começamos a desenvolvê-la muito cedo na vida”, explica Carlos Esteves, psicólogo e especialista em análise do comportamento. Por isso, ter bons amigos ou ser reconhecido no trabalho tem um efeito tão positivo sobre ela. Mas assistir a histórias guiadas pelo tema também ajuda. Reunimos alguns especialistas e listamos filmes para levantar a autoestima.

Em "Gravidade", Sandra Bullock é uma astronauta que conta apenas consigo mesma. Ela ensina a usar todos os seus próprios recursos e confiar na perseverança. Foto: Reprodução"O Impossível" mostra a força do amor e da vontade ao retratar uma família que busca se reencontrar após ser separada no tsunami de 2004. Foto: Reprodução"Gonzaga De Pai Para Filho" acompanha os conflitos e a superação de Gonzagão e Gonzaguinha, ambos grandes artistas da MPB. Foto: Divulgação"O Exótico Hotel Marigold" retrata duas lutas inspiradoras em dois momentos de vida: um jovem que está tentando levantar um hotel e um grupo de terceira idade que se hospeda nele. Foto: ReproduçãoOs protagonistas de "Moonrise Kingdom" são adolescentes descobrindo o amor e dispostos a enfrentar pais, professores e autoridades para viver juntos. Foto: ReproduçãoEm "As Sessões", homem doente contrata uma terapeuta sexual para perder a virgindade. Apesar das limitações, desenvolve uma relação inesquecível com ela. Foto: ReproduçãoA comédia O Fabuloso Destino de Amélie Poulain se apoia em pequenos gestos cotidianos que podem tornar a própria vida, e a dos outros, melhor. Foto: DivulgaçãoEm uma história de superação e confiança em si próprio, o oscarizado Quem Quer Ser um Milionário mostra a vitória do desacreditado Jamal em um programa de TV – e na vida . Foto: DivulgaçãoA animação Valente apresenta uma princesa diferente, Merida, que defende com convicção o que acha correto e luta para fazer valer a sua vontade. Foto: DivulgaçãoA relação entre um guarda e um prisioneiro, em À Espera de um Milagre, faz refletir sobre questões como compaixão, solidariedade e redenção. Foto: DivulgaçãoO fantástico "As Aventuras de Pi" descreve uma trajetória de superação das adversidades externas e de si mesmo na história de um menino que naufraga com um tigre. Foto: DivulgaçãoEm "O Lado Bom da Vida", que deu o Oscar de atriz a Jennifer Lawrence, dois desajustados tentam reconstruir as próprias vidas depois de perder os parceiros. Foto: DivulgaçãoEm “O Diabo Veste Prada”, Anne Hathaway enfrenta uma chefe terrível e aprende a discernir entre “eu não gosto de você” e “eu não gosto do que você fez”, explica Carlos. Foto: Divulgação“Pequena Miss Sunshine” mostra, de forma leve e bem-humorada, as dificuldades e delícias de conviver com as próprias imperfeições e com as daqueles que nos cercam. Foto: DivulgaçãoEm “O Homem que Mudou o Jogo”, Brad Pitt vive um empresário do baseball que decide acreditar em si mesmo até as últimas consequências. Foto: DivulgaçãoEm “Ninguém é Perfeito”, um travesti e um tipo retrógrado precisam aprender a conviver. O filme é uma lição sobre tolerância e humanidades. Foto: DivulgaçãoEm “Click”, Adam Sandler tem um controle remoto sobrenatural que permite manipular o tempo. Mas aprende que nem sempre vale a pena pular momentos ruins. Foto: DivulgaçãoEm “Uma Mente Brilhante”, um gênio da matemática supera uma doença desestabilizadora e ingressa no hall dos grandes pensadores modernos. Foto: DivulgaçãoEm “Erin Brockovich – Uma Mulher de Talento”, Julia Roberts descobre suas próprias capacidades ao ajudar os outros e mostra como uma ação pode ser transformadora. Foto: DivulgaçãoBaseado em fatos reais, “Um Sonho Possível” mostra família que acolhe menino. É uma história sobre fazer o bem e ser bem sucedido fazendo o bem. Foto: Divulgação“Histórias Cruzadas” aborda questões raciais em meio às vidas das mulheres do sul dos EUA nos anos 60, mostrando que fazer o que é certo tem um preço – e uma recompensa. Foto: Divulgação“Em seu Lugar” mostra irmãs em conflito. Em uma viagem, elas se aproximam e fazem as pazes consigo mesmas e uma com a outra. Foto: DivulgaçãoOscarizado, “O Discurso do Rei” tem o monarca britânico pedindo ajuda para superar a gagueira e cumprir seu papel. Se até o rei pediu ajuda, por que não você?. Foto: DivulgaçãoEm “Julie & Julia”, as histórias de uma chef e uma fã da boa comida se cruzam. “Ambas creem nas suas capacidades e assim fortalecem a autoestima”, diz o psicólogo Odair Comin, autor de “Mestre das Emoções”. Foto: DivulgaçãoEm “Procura-se um Amigo para o Fim do Mundo”, a experiência do apocalipse em um cenário de pessimismo é completamente modificada pelo nascimento da paixão. Foto: DivulgaçãoEm “Simplesmente Feliz”, uma professora de escola primária incomoda os vizinhos e conhecidos pelo simples fato de estar sempre feliz. Foto: DivulgaçãoEm “Rocky Balboa”, a cena em que o boxeador conta ao filho como encara a vida é uma perfeita lição de autoestima, lembra Débora Gibertoni, especialista em neurolinguística. Foto: Divulgação“O Palhaço”, estrelado e dirigido por Selton Mello, discute a questão da busca pela identidade própria e pela autoestima. Foto: Divulgação“Impossível não se sentir esperançoso com o desfecho deliciosamente romântico de 'O Diário de Bridget Jones'", diz Reinaldo Glioche, autor do “Claquete Cultural”. Foto: Divulgação“Alguém Tem que Ceder” é uma comédia sobre a superação de receios que nos impedem de nos relacionar verdadeiramente com as pessoas. Foto: Divulgação“‘3 Idiotas’ fala da importância da paixão, da perseverança e da autoestima para chegar à realização", diz Janaína Manfredini. Foto: DivulgaçãoEm “Poder Além da Vida”, ginasta sofre acidente e conhece um homem que o ensina a apreciar “o aqui, o agora, o momento”, diz Janaína Manfredini, coach executiva. Foto: Divulgação“Sociedade dos Poetas Mortos” tem Robin Williams como um professor que liberta alunos de famílias conservadoras usando o lema “carpe diem” (aproveite o dia). Foto: Divulgação“Meu Pé Esquerdo” mostra o caso de um homem que faz arte e só se comunica pelo pé esquerdo. “Poderoso, o filme faz com que nos sintamos afortunados”, diz Glioche. Foto: DivulgaçãoWoody Allen fez de “Meia-noite em Paris” um dos filmes mais otimistas de sua carreira, além de discutir de maneira fantasiosa o valor efetivo da nostalgia. Foto: DivulgaçãoEm “Nove Meses”, Hugh Grant e Juliane Moore são pais de primeira viagem. “É fofo, engraçado e alto astral!”, garante Reinaldo Glioche. Foto: DivulgaçãoEm “Uma Mulher Descasada”, a cruzada da personagem que precisa se reerguer após ser abandonada pelo marido é tão real e forte quanto a autoestima que ela reconquista. Foto: DivulgaçãoEm “A Felicidade não se Compra”, homem que sempre praticou o bem pensa em se suicidar na noite de Natal. Um anjo então surge para lhe mostrar o quanto ele é importante. Foto: DivulgaçãoEm “Dança Comigo?”, Richard Gere vai aprender a dançar com a intenção de trair a esposa. Mas ele acaba se renovando como homem e como marido. Foto: DivulgaçãoEm “O Poder de um Jovem”, mesmo diante de situações extremamente adversas, Peekay não desiste. O olhar do outro faz com que ele perceba a si mesmo. Foto: DivulgaçãoEm “Por que eu me Casei?”, quatro casais viajam para renovar os votos e acabam descobrindo o que falta no relacionamento, recuperando a autoestima. Foto: DivulgaçãoEm “Escritores da Liberdade”, um grupo de adolescentes pobres e rebeldes aprende o valor da tolerância e recupera suas vidas graças à influência de uma professora. Foto: Divulgação“A Casa do Lago” mostra uma mulher que se corresponde com alguém do passado e, diante do desafio, não hesita em reescrever o próprio destino. Foto: DivulgaçãoEm “28 Dias”, Sandra Bullock enfrenta o alcoolismo e mostra a importância não só de aceitar suas dificuldades, mas da determinação para superá-las. Foto: Divulgação“Coração Louco” mostra que a força para enfrentar a perda do amor próprio pode ser reencontrada no amor e admiração que alguém deposita em nós. Foto: Divulgação
Agradecimentos: Carlos Esteves, psicólogo e especialista em análise do comportamento pela ITCR – Instituto de Terapia por Contingências de Reforçamento; Terezinha Guiderolli, psicóloga clínica; Débora Gibertoni, especialista em programação neurolinguística e diretora da empresa Personalité Coaching; Odair J. Comin, psicólogo clínico e autor do livro “Mestre das Emoções” (Giz Editorial); Janaína Manfredini, master coach executiva; e Reinaldo Matheus Glioche, jornalista e autor do blog de cinema Claquete Cultural

Lista dos filmes


Gravidade (Gravity, 2013, EUA)

O Impossível (The Impossible, 2012, Espanha)

Gonzaga: De Pai Para Filho (idem, 2012, Brasil)

O Exótico Hotel Marigold (The Best Exotic Marigold Hotel, 2011, GB/EUA/Emirados Árabes Unidos)

Moonrise Kingdom (idem, EUA, 2012)

As Sessões (The Sessions, EUA, 2012)

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (Le Fabuleux Destin d'Amélie Poulain, 2001, França)

Quem Quer Ser um Milionário (Slumdog Millionaire, 2008, Reino Unido/EUA)

Valente (Brave, 2012, EUA)

À Espera de um Milagre (The Green Mile, 1999, EUA)

As Aventuras de Pi (The Life of Pi, 2012, EUA/Taiwan)

O Lado Bom da Vida (Silver Linings Playbook, 2012, EUA)

O Diabo Veste Prada (The Devil Wears Prada, 2006, EUA)

Coração Louco (Crazy Heart, 2009, EUA)

O Discurso do Rei (The King’s Speech, 2010, ING)

28 Dias (28 days, 2000, EUA)

A Casa do Lago (The lake house, 2005, EUA)

Em seu Lugar (In Her Shoes, 2005, EUA)

Escritores da Liberdade (Freedom Writers, 2007, EUA e DE)

Por que eu me Casei? (Why Did I Get Married?, 2007, EUA)

Histórias Cruzadas (The Help, 2011, EUA)

Rocky Balboa (2006, EUA)

Julie & Julia (EUA, 2009)

O Poder de um Jovem (The Power of One, 1992, AU, ING e FR)

Erin Brokovich, uma mulher de talento (Erin Brokovich, 2000, EUA)

Procura-se um Amigo para o Fim do Mundo (Seeking a friend for the end of the world, 2012, EUA)

A Felicidade não se Compra (It’s a wonderful life, 1946, EUA)

Dança Comigo? (Shall we dance?, 2004, EUA)

Nove Meses (Nine months, 1995, EUA)

Alguém Tem que Ceder (Something’s gotta give, 2003, EUA)

Uma Mente Brilhante (A beautiful mind, 2001, EUA)

Um Sonho Possível (The blind side, 2009, EUA)

O Diário de Bridget Jones (Bridget Jones’s diary, 2001, EUA)

Pequena Miss Sunshine (Little Miss Sunshine, 2006, EUA)

Meia-noite em Paris (Midnight in Paris, 2011, FR)

O Palhaço (2011, BR)

Simplesmente Feliz (Happy-Go-Lucky, 2008, ING)

Click (2006, EUA)

3 Idiotas (3 idiots, ING, 2009)

Poder Além da Vida (Peaceful Warrior, EUA, 2006)

Sociedade dos Poetas Mortos (Dead Poets Society, EUA, 1989)

Ninguém é Perfeito (Flawless, EUA, 1999)

Meu Pé Esquerdo (My Left Foot: The Story of Christy Brown, IRL e ING, 1989)

O Homem que Mudou o Jogo (Moneyball, EUA, 2011)

Uma Mulher Descasada (An unmarried woman, EUA, 1978)

Veja também
- 25 filmes para pais e filhos
- 31 ideias para se divertir com as crianças gastando pouco

Leia tudo sobre: filmeautoestimafim de semanacinemasuperação

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG