Aprenda a montar uma horta em casa

Em pequenos ou grandes espaços, veja como é possível ter a sua própria plantação

Ana Carolina Nogueira , especial para o iG São Paulo

Comer verduras e legumes colhidos na hora não é privilégio de quem mora no interior. Aliás, já não é também somente de quem mora em casas e tem grandes espaços. Com um pouco de criatividade e cuidado, é possível ter sua própria plantação em qualquer lugar. 

Veja agora um passo a passo sobre como fazer uma horta caseira:


Em grandes espaços, o ideal é plantar a horta em locais como jardins, que não precisam ser grandes. Segundo o engenheiro agrônomo Alexandre Fabbri, canteiros com dois metros de comprimento por um metro de largura ficam proporcionais. Para formar os canteiros, você pode cercá-lo com tijolos aparentes ou colocar pedriscos entre eles.

Leia mais:  Saiba plantar em recipientes caseiros

Para pequenas áreas, as jardineiras de cimento são mais adequadas. Os modelos ideais são aqueles com profundidade e largura mínimas de 30 cm e capazes de drenar o excesso de água. Assim você evita o excesso de umidade que pode apodrecer as raízes. Em geral, as hortas podem ser feitas em qualquer lugar, de pequenos vasos a grandes canteiros. O que muda são as espécies a serem utilizadas.

Confira abaixo as espécies mais indicadas para cada ambiente:

Thinkstock Photos
Hortas aumentam o contato com a natureza e incentivam o consumo de alimentos saudáveis

Grandes espaços (sítios e jardins)

Abobrinha, alecrim, berinjela, boldo, brócolis, chicória, couve, couve-flor, ervilha-torta, espinafre, melissa, milho, pimenta, quiabo, repolho, salsão, sálvia, tomate e vagem.

Pequenos espaços (varandas de apartamento e quintais de casa)

Agrião, alface, almeirão, beterraba, capim-limão, cebolinha, cenoura, coentro, endro, estragão, hortelã, manjericão, manjerona, orégano, rabanete, rúcula, salsinha e tomilho.

Hora de plantar

O primeiro passo na hora de montar uma horta é escolher o local correto, que deve ser plano ou levemente inclinado. Certifique-se de que esse lugar ficará exposto ao sol, pois locais assombreados não permitem o desenvolvimento adequado dos vegetais. Em apartamentos, esse local pode ser a varanda ou a área de serviço .

O segundo passo é a criação de canteiros de plantio, onde se deve preparar o solo com uma parte de terra vegetal, uma parte de areia e uma parte de adubo ou esterco. A profundidade ideal para os canteiros é de no mínimo 30 cm, para que se tenha um bom enraizamento das plantas.

Tenha em mente quais espécies vai usar. No mesmo vaso, você pode plantar até duas espécies, desde que as características delas sejam parecidas. Também é importante observar a distância entre elas. Manjericão e coentro, por exemplo, podem ser plantados no mesmo vaso, a uma distância de 30cm um do outro. Os dois devem ser plantados em solo médio, ou seja, nem arenoso, nem argiloso. Orégano e manjerona também podem ocupar o mesmo vaso, desde que estejam distantes 30cm e sejam plantados em solo arenoso.

Prepare o local

Thinkstock Photos
Quando for plantar, pressione em volta da muda para retirar os bolsões de ar

Elabore alguma maneira eficiente de drenar a água, pois as hortas precisam ser regadas constantemente (duas vezes por dia no verão e uma vez por dia no inverno), mas não podem ficar encharcadas. Se optar por plantar em um vaso, escolha os que tem furos na parte de baixo, ou fure-os você mesmo.

Hortas vigorosas crescem em solos ricos em matéria orgânica com nutrientes e pH neutro. Por isso, escolha bem a terra que vai usar e, se preferir, prepare-a com adubo. Algumas terras já são preparadas e adubadas. Se preferir, ainda pode aplicar um condicionador de solo na terra. Esses produtos podem ser interessantes, porque além de fornecerem matéria orgânica, atuam na reestruturação do solo e seus nutrientes.

Escolha as sementes

Segundo o engenheiro agrônomo da Eucatex Agro, Edson Lisboa, o plantio pode ser feito de duas maneiras. Uma delas, mais demorada, é através da aplicação direta da semente no solo , que funciona para vegetais como cenoura e beterraba, por exemplo. A outra é através de mudas, mais prática, como no caso da alface e escarola.

Faça um buraco na terra de mais ou menos 1cm de profundidade, onde as raízes possam crescer, e coloque a muda. Depois, cubra com terra e aperte em volta para dispersar os bolsões de ar. Agora é só esperar crescer.

Cuide bem da sua horta

A manutenção de hortas é muito fácil. O único cuidado indispensável é regá-la diariamente para os vegetais cultivados não perderem o vigor. Se preferir, poderá adubar a terra com pequenas quantidades de adubo mineral ou outro tipo de sua preferência, sempre seguindo as instruções do fabricante. Quando elas começarem a morrer ou perderem a vitalidade, o ideal é recomeçar plantando outras mudas.

Veja também:

Horta caseira é uma opção na busca de uma alimentação saudável

Salada de beterraba com queijo-de-minas e folhas verdes

Jardim pronto para a primavera

Serviço

Alexandre Fabbri

Eucatex Agro
SAC: 0800 172 100

Hortinha
Telefone: 
(21) 2507-6444 

MbFlores
Telefone: (11) 3745-1130

Minha Horta
Telefone: (11) 9900-0567

Siga o iG Delas pelo Twitter e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.


Para receber as notícias do iG Delas envie igdelas para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: hortajardimjardinagem

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG