Problema comum para mulheres e homens, as estrias podem ser tratadas e ter sua aparência melhorada

Caracterizadas pelo rompimento das fibras de colágeno e elastina, as estrias surgem tanto em homens quanto em mulheres. São comuns em regiões diversas do corpo, como nos seios, coxas, culotes e bumbum, e aparecem quando a pele é esticada além de seu limite. Crescimento rápido, efeito sanfona e gravidez são apenas alguns dos motivos que podem levar ao surgimento de estrias no corpo.

Estrias são comuns e aparecem até em quem é magra. Tratamentos ajudam a melhorar a aparência dos
Thinkstock/Getty Images
Estrias são comuns e aparecem até em quem é magra. Tratamentos ajudam a melhorar a aparência dos "risquinhos"

As estrias recentes, de cor arroxeada e finas são mais simples de tratar. As antigas, brancas e mais largas, são mais difíceis. Dependendo da gravidade do caso, o especialista pode indicar tratamentos específicos.

O laser fracionado é capaz de tratar tanto as estrias mais antigas quanto as recentes. O laser penetra na pele e estimula a produção de elastina e colágeno. “Este tratamento é ideal para fazer durante o inverno, pois recomenda-se não tomar sol nas regiões em que se foi aplicado o laser”, comenta o dermatologista ortomolecular Amilton Macedo.

Os ácidos glicólico e retinóico também podem ser usados. “Para saber qual tratamento é o mais indicado, fazemos uma análise e determinamos quantas sessões serão necessárias. No caso dos ácidos, aplica-se diretamente nas estrias. Após o tratamento recomendo o consumo de produtos à base de cafeína, que é um acelerador metabólico e ajuda na recuperação da pele”, explica a fisioterapeuta dermato-funcional Giselle Zambrotta.

VEJA TAMBÉM TRATAMENTOS CONTRA
FLACIDEZ | GORDURA LOCALIZADA | CELULITE | ESTRIA

>>> Assine a Newsletter , curta nossa página no Facebook e siga o @iGBeleza no Twitter <<<

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.