Saiba como escolher a melhor cor para pintar seu cabelo

Por iG São Paulo |

Texto

Especialistas ensinam a escolher o tom certo para os seus fios levando em consideração a cor de sua pele; descubra a cor ideal para você

Toda mudança de estação vem acompanhada de tendências, e as cores dos cabelos não ficam de fora. São novos tons de ruivo, loiro e castanho que surgem e deixam as mulheres animadas para pintar os fios e estrear um visual diferente. Porém, mudar os cabelos requer mais cuidado do que incluir uma nova peça de roupa no armário. “Para a escolha certa, o que deve ser levado em consideração, além do desejo da mulher, é, principalmente, o tom de sua pele e a disponibilidade de tempo para ser feita a manutenção”, diz Didier Sé, cabeleireiro do salão Marcos Proença.

Thinkstock/Getty Images
Antes de pintar os cabelos, analise sua pele para descobrir qual o tom ideal para você


O especialista ensina uma regra básica para não fazer feio com o novo look: evitar tons que deixem a imagem com aspecto monocromático. Charles Veyga, visagista do salão C.Kamura, recomenda ainda uma boa conversa com o colorista antes da mudança, já que, assim, o profissional pode criar cores, misturando tons, que realizem o desejo da cliente.

Docente de saúde e bem-estar do Senac Lapa, Eddy Oliveira destaca que saber se a cor da pele é quente ou fria é essencial para chegar corretamente ao tom de cabelo adequado. “É necessário identificar a cor natural dos fios e saber qual fundo de clareamento precisa ser alcançado para revelar a cor desejada”, fala. O especialista também ressalta que as sobrancelhas não precisam obrigatoriamente seguir a nova cor. “Em minha opinião, elas nunca devem ter a mesma cor do cabelo, pois isso retira a naturalidade. Devemos deixá-la o mais natural possível, usando tons mais frios. A manutenção deve acontecer a cada 20 ou 30 dias”, diz.

Quero ficar loira!
Para Didier, quando se fala de loiro, as mulheres com a pele mais bronzeada, como a atriz Flavia Alessandra, ficam bem com uma mistura do platinado com o dourado, mantendo a raiz escura. “As mais branquinhas, como Claudia Leitte, ficam incríveis com o loiro bem platinado, enquanto as morenas e as negras, como Beyoncé, combinam com tons mais acobreados, que iluminam o visual.”

Getty Images
Negras, como a cantora Beyoncé, ficam lindas com cabelos loiros! Tons que puxem para o cobre harmonizam com a pele negra


Os cuidados ao optar pelo loiro não são poucos. Veyga é quem lista: “Usar bons produtos de tratamento e retocar mais frequentemente, o que representa gastos de tempo e dinheiro maiores. Mas, com certeza, a compensação de beleza em ser loira é muito satisfatória”.

Quero ficar ruiva!
Em alta, o ruivo, segundo Oliveira, chama tanto a atenção quanto o loiro, por isso, exige personalidade. “Poucas mulheres aceitam seus cabelos com cores quentes, avermelhadas. O tom da pele é muito importante para o ruivo, pois não são todas as peles que ficam bem com essa cor. Em alguns cabelos, para chegarmos a um tom lindo, leva tempo: não é do dia para noite”, avisa o docente do Senac.

TV Globo/ Divulgação
Se você é bem branquinha, como a atriz Marina Ruy Barbosa, pode optar por tons mais claros e abertos de ruivo


As dicas para saber qual é o melhor tom de ruivo para cada pele são de Didier: “Mulheres de pele rosada podem ter ruivos mais abertos, como o da Marina Ruy Barbosa ou da Julia Petit, que valorizam e iluminam a pele. As morenas devem optar pelo tom em forma de luzes, mantendo a raiz na cor natural, para não perderem a expressão. A Julia Roberts é um bom exemplo. As negras ficam lindas com tons de castanho acobreado, tanto o mais monocromático quanto o com movimento de luzes”.

Quero cabelos castanhos!
Castanho, como os usados por Paolla Oliveira e Sofia Vergara, é um tom mais democrático, de acordo com os especialistas. Especialmente quando em um tom escuro. “Combinam com qualquer pele, porém, ficam melhores nas mais bronzeadas, deixando a mulher chic e elegante. Nas peles claras, dão um ar exótico, de muita atitude e modernidade”, opina Veyga.

Getty Images
O castanho é democrático, mas tem seus segredos. Sofia Vergara, que é naturalmente loira, usa o castanho com reflexos dourados


Oliveira faz uma ressalva: os castanhos podem deixar a fisionomia pesada e envelhecer a mulher, por isso, é importante conversar com um especialista antes de adotar o tom. Já Didier avisa que clarear novamente um cabelo que foi escurecido, além de trabalhoso, acaba ressecando demais os fios.

Veyga resume que tons de pele e cabelo combinam entre si: “Para as peles escuras, cores como castanhos, marrons, vermelhos e dourados. Para as bronzeadas naturalmente, além de também castanhos e marrons, os dourados acobreados, loiros médios ou mais naturais na raiz e mais claros nas pontas. Já para as clarinhas, marrons, dourados, acobreados, e os tons de loiros”.

O visagista diz ainda que simuladores on-line, nos quais você pode usar uma foto sua para testar diferentes cores em seu cabelo, são uma boa ferramenta. “São ótimos para quem tem dúvidas se a cor vai combinar com a pele e sobre que estilo quer usar. Fazer o teste das imagens faz com que a pessoa escolha uma cor da qual goste e fique natural com sua pele e sua imagem.”

Leia também
O batom vermelho ideal para cada tom de pele
Aprenda a realçar a cor dos olhos com a sombra certa


Leia tudo sobre: TinturaCabelosPintar os cabelos
Texto

notícias relacionadas