Manter o casamento feliz dá trabalho, mas não é impossível: tratar o companheiro sempre com respeito e manter o romantismo é essencial. Veja 10 dicas para chegar lá

Nos primeiros meses depois de casar, o relacionamento parece um conto de fadas: surpresinhas românticas, programas a dois e muita delicadeza são a regra. Com o passar do tempo, no entanto, é comum que os problemas do dia a dia interfiram na harmonia do casal e o que era motivo de alegria pode passar a ser dor de cabeça.

Leia: Aprenda a discordar e negociar com seu parceiro sem ofender e brigar

Mas manter o casamento feliz não é nenhum bicho de sete cabeças. Reunimos entrevistas e pesquisas que, em 10 passos, dão o caminho para um relacionamento duradouro e gostoso. Se está na hora de seu casamento passar por uma revisão, confira as lições abaixo:


1 - O valor dos pequenos gestos - É natural que, com o passar do tempo, os casais se acomodem com a rotina e deixem a paixão de lado – mas isso pode ser evitado. Para ter uma relação duradoura, é importante se empenhar e realizar pequenos gestos que reacendem a brasa do amor, como enviar mensagens românticas e positivas ao longo do dia. A psicóloga social Barbara L. Fredrickson, da Universidade da Carolina do Norte, sugere manter um diário de eventos positivos e negativos que acontecem entre você e seu parceiro, e se esforçar para aumentar a proporção dos positivos sobre os negativos, realizando pequenos gestos de amor.

2 - Não se acomode! - Quanto mais tempo de relacionamento, maior é a intimidade do casal. Toda essa proximidade pode acabar apagando a chama do amor, por conta do comodismo da situação. Um erro comum é não privilegiar o momento a dois : ao invés de checar as redes sociais e jogar videogame, que tal aproveitar para conversar sobre o dia ou trocar carinhos? Compartilhe interesses e momentos divertidos: “Muita gente mora sob o mesmo teto, mas não compartilha nada. Em função disso, não constroem uma relação”, aponta a terapeuta de casal Magdalena Ramos.

3 - Respeite os agregados - Se a vontade é levar o relacionamento adiante e construir uma vida a dois, vale lembrar que o parceiro traz consigo uma série de “bagagens”, como amigos e familiares, que devem estar presentes nessa nova fase. Fazer intrigas, apontar os defeitos dos amigos e criar uma relação negativa com a família do outro são erros fatais . “Tem que ser agregador nas relações familiares e sociais”, afirma o  psicólogo Luiz Alberto Hanns.

4 - Cuidar da saúde é cuidar do amor - Um estilo de vida mais saudável e menos estressante também é benéfico para o casamento. Um estudo apontou que se a saúde do casal vai bem, o relacionamento flui com mais tranquilidade e qualidade . "O casamento se mantém estável se estamos mal de saúde? O que descobrimos foi que existe uma relação entre a saúde e a felicidade nos dois grupos. Se eles estão bem de saúde, há mais felicidade", disse Cody Hollist, da Universidade de Nebraska, coautor da pesquisa.

Que tal levar o
Thinkstock/Getty Images
Que tal levar o "...e foram felizes para sempre" para a vida real? Um relacionamento feliz pede cuidados e atenção: o resultado vale a pena!

5 - Mantenha a chama da paixão acesa - A história de que a paixão dura apenas por um curto período do relacionamento não é tão verdadeira assim, como afirmou um estudo. Casais de longa data mostraram que ainda se sentem apaixonados por seus parceiros – e o segredo deles não é coisa de outro mundo: carícias, maturidade e companheirismo mantêm viva a chama da paixão

6 - Filhos mudam tudo – mas não podem mudar o amor - É inevitável: com a chegada dos filhos à vida do casal, o relacionamento acaba passando por uma série de mudanças. Para evitar desgastes, a dica é priorizar o diálogo e o companheirismo na nova fase, sem deixar o romantismo de lado . Embora a vida sexual do casal dê aquela desacelerada básica, também é importante que o casal se esforce para garantir que os momentos íntimos aconteçam ao longo da semana: “Diminuir a frequência sexual é normal, anormal é abdicar dos momentos a dois devido ao cansaço”, afirma o psicólogo Ailton Amélio.

7 - Discutir a relação – com calma – é essencial - O ato de “discutir a relação” não deve ser encarado sempre como algo prejudicial à relação, muito pelo contrário. Discordar do parceiro e enfrentar o conflito com maturidade e respeito faz com que os problemas sejam resolvidos logo no começo , evitando que eles se tornem ainda mais complicados lá na frente. Mesmo assim, vale lembrar que uma boa discussão se faz sem ofensas e gritaria. 

8 - Não se iluda: é amor, não conto de fadas - Ter em mente que um casamento não é como nos contos de fadas ajuda a encarar as situações de crise com menos drama e mais maturidade . Problemas são comuns em todos os relacionamentos e não indicam uma falta de amor. Por isso, vale a pena não desistir no primeiro obstáculo e buscar uma solução na base do diálogo e da parceria.

9 - Uma noite da semana só para vocês - Para dar um respiro à rotina, uma boa estratégia é combinar com um parceiro uma noite da semana para namorar, sem amigos ou filhos a tira colo. Pode ser um jantar romântico, uma noite no motel ou algum outro programa divertido. Essa saidinha semanal ajuda a aumentar a satisfação do casal e mantém a chama da paixão acesa .

10 - Não deu certo uma vez? A segunda pode ser ainda melhor - A maturidade que advém de relacionamentos anteriores é fundamental para um casamento duradouro. Nesse estágio, o casal já sabe como lidar com as diferenças e defeitos um do outro, superando os obstáculos com mais facilidade. Equilíbrio e segurança também são um diferencial para o amor durar .

    Leia tudo sobre: Amor
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.